Monthly Archives: janeiro, 2018

“Primeiro a gente faz, depois a gente fala”, senador Roberto Rocha mostrando as imagens para calar as mentiras dos comunistas:

Embora seja legislador, o mandato de senador serviu para trazer muitas obras aos municípios maranhenses, destacando a ampliação do Codevasf a todos os 217. Emendas como: 2 milhões para Pinheiro,  máquinas da Codevasf para a Prefeitura de São Luís, Ceasa de Imperatriz, entre outras. Confira aqui:

Para calar as mentiras orquestradas pela “rádio peão” comunista, acompanhe aqui as várias obras feitas durante o mandato do senador tucano Roberto Rocha.

Rocha é, até hoje, o deputado mais votado do Maranhão, marca nunca alcançada em toda história das eleições do estado. (Confira aqui).

Abaixo, algumas obras pelo Maranhão:

Caxias:

Imperatriz:

Pinheiro:

Novamente Caxias:

Santa Helena:

Rosário:

Vitória do Mearim 

Novamente Imperatriz:

Até São Luis ganhou:

A cidade de Timon, de um ex-aliado, também ganhou: Inclusão de de Timon e Araioses no semiárido para receber verbas federais: 

Rota das emoções:

Reforma do Mercado de Pedreiras 

Panelódromo de Imperatriz

É preocupante quando um governador demostra que vai usar o poder do cargo que ocupa eleitoralmente.

No pobre Maranhão, muito dinheiro poderá ser jogado no esgoto das eleições. Para chamar a atenção do Brasil, tudo indica que o comunista mandou “plantar” uma entrevista num grande jornal de circulação nacional para atacar o crescimento do Bolsonaro, chamando sua candidatura de “aventura” que “será um suicídio para o Brasil”. O comunista Flávio Dino, na mesma reportagem defendia outro aventureiro, o Lula do PT, que deixou o Brasil no fundo do poço.

Aventureiro: Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão com apoio do PSDB (direita), mas ainda não sabe se vai apoiar Lula, ou a candidata de seu partido, Manuela Dávila do PCdoB. Esperava-se que em sua “entrevista” plantada falasse sobre o assunto, mas, preferiu atacar Bolsonaro.

A carta de Bolsonaro ganhou espaço dos brasileiros, já no no Maranhão, Flávio Dino continua esquecendo de governar para se expor como defensor de um ex-presidente que está condenado por corrupção.

As declarações estapafúrdias sobre Bolsonaro, dadas em “entrevista” (tudo indica que paga), em jornal do Sul do Brasil pelo governador Flávio Dino, que deveria estar cuidando dos pobre do Maranhão e não querendo ser advogado de Lula, ex-presidente que está condenado pela Justiça do Brasil,  demostra o quanto Flávio Dino não leva a sério o cargo que ocupa. O povo do Maranhão deve ficar atentos com suas atitudes.

Na contramão do povo do Brasil, o governador do Maranhão, Flávio Dino, que se elegeu prometendo mundos e fundos, mas, gastou três anos defendendo o modelo corrupto do PT de Lula e Dilma, assim como os ditadores da Venezuela e (Nichólas Maduro) e da Coréia do Norte (kim Jong-Un) também  a “ideologia de gênero” para crianças nas escolas.

Flávio Dino foi uma aventura errada. Nunca teve votos, surgiu pelas mãos do então governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares, que nas eleições de 2016 o elegeu deputado federal com a ajuda meia duzia de amigos, todos prefeitos.

Em 2014, por um golpe de sorte, o candidato de Roseana Sarney decidiu sair das eleições, outro, de ultima hora, Edinho Lobão, resolveu disputar contra Flávio Dino, foi aí que a ojeriza ao grupo Sarney conseguiu, a exemplo de Jackson Lago, em 2016, essa mesmíssima ojeriza a Sarney elegeu Flávio Dino governador.

Sobre a carta, agiu correto o Bolsonaro. Todo candidato sério deve agir dessa forma. O deputado federal, Jair Bolsonaro, bom que se diga, tem crescido no gosto dos brasileiros e incomodado os “esquerdistas” como Flávio Dino.

Abaixo, trecho da carta de Jair Bolsonaro:

“Comunicado aos cidadãos do Brasil:

Nos últimos dias o Dr. Adolfo Sachsida foi apresentado pela imprensa como o “conselheiro” do deputado Jair Bolsonaro. Conforme nota já divulgada, houve sim conversas com o talentoso economista.

Também entendemos o interesse da sociedade pela equipe de acadêmicos e profissionais que estão integrando nosso time.

Nesse sentido, podemos antecipar que já contamos com um sólido grupo, composto por professores de algumas das melhores universidades do Brasil e da Europa. Indivíduos que são referência na academia, com vários papers publicados em revistas ranqueadas, com larga experiência profissional e sem máculas em seus respectivos históricos.

Evidentemente que nenhum dos membros de nossa equipe defende ideias heterodoxas ou apreço por regimes totalitários.

Sabemos que estamos lidando com a vida e o futuro de centenas de milhões de pessoas. Assim, afirmamos que, absolutamente, todas as propostas serão pautadas pelo respeito aos contratos, respeito às leis e pelo TOTAL respeito à Constituição Brasileira.

Um amplo trabalho vem sendo desenvolvido há alguns meses e já existiram dezenas de reuniões. Não se tratando de algo rápido ou superficial.

Sabemos do momento dramático pelo qual o Brasil atravessa e estamos cientes que o nome de Jair Bolsonaro representa esperança de dias melhores para mais de duzentos milhões de brasileiros. Todavia, pedimos um pouco mais de paciência a todos, para que tudo seja feito de forma profissional, séria e ética. Como sempre será feito!

Brasil acima de todos e Deus acima de tudo.”

Família do deputado Humberto Coutinho confirma sua morte na noite desta terça-feira, 1º de janeiro de 2018.

Abaixo, trecho da nota emitida pelo diretor de Comunicação da Assembleia, Carlos Alberto Ferreira.

Nota de falecimento:

Com imenso pesar, comunico o falecimento do deputado estadual Humberto Coutinho (PDT), Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ocorrido às 20h40 desta segunda-feira (1° de janeiro), na cidade de Caxias (MA). Em seus momentos finais, Dr. Humberto foi assistido por sua inseparável companheira de 50 anos, Dra.Cleide Coutinho, filhos, irmãos, irmãs, demais familiares e amigos muito próximos.

Humberto Coutinho não resistiu às complicações em decorrência de um câncer agressivo, contra o qual lutava bravamente há quatro anos.

O corpo do deputado Humberto Coutinho será velado, no primeiro momento, em sua residência, por familiares. Em seguida, será levado para o Ginásio da Facema, localizado ao lado do conjunto habitacional Eugênio Coutinho, para que a população de Caxias e de municípios da região possa se despedir do seu grande líder. Ao final, será conduzido em carro do Corpo de Bombeiros, pelas ruas da cidade, até a capela da família, onde ocorrerá o sepultamento.

 

 

1 8 9 10