Monthly Archives: setembro, 2017

Impunidade no Brasil é a grande causa de tantos crimes. 

O crime compensa, o cidadão que não tem dinheiro, não quer trabalhar, acaba entrando na vida do crime, já que pode matar e roubar, estuprar, ejacular, sem cumprir pena. Aqui no Maranhão o governador comunista dá até salário com dinheiro dos nossos pesados impostos.

O crime compensa, sim. Confira abaixo, outro exemplo.

(Ainda bem que, desta vez, ninguém perdeu a vida).

 

Como dizia o antigo “dono do MA”: “feio é perder eleição no Maranhão”…

Na bolsa de apostas, o Maranhão poderá eleger o deputado mais “influente” de sua história. É governista e centralizador, segundo contam, nem nos tempos dos “coronéis” se viu tanto mandonismo. Na sua”república” nada passa sem sua chancela, tudo tem que ser feito com seu consentimento ou autorização.

É comum ouvirmos nos bastidores do poder que certo governista será o grande campeão de votos nas eleições de 2018.

Apesar de nunca ter sido eleito a nada na vida, comenta-se que será o grande “espoca urnas” de 2018, passando por cima de tudo e todos para eleger-se com sobra de votos. A coisa está tão séria e deslavada, que estão apelidando o cabra de “Sarney Júnior”, de tanta “chancela” com o cargo que ocupa.

No MA atual: “oportunidade” ainda “faz o ladrão”…

Três por meia dúzia:

Representando interesses de sua legenda, “alienígena”, depois de eleito, deverá se colocar à serviço de minorias esquerdistas. Como se observa, no MA atual nada de “mudanças”, apenas saiu-se de um extremo (direita) para outro (esquerda).

Avante, 2018.

Lula + corrupção = Bolsonaro em 2018…

A defesa de Bolsonaro feita pelo senador evangélico Magno Malata(PR-ES) aconteceu depois da entrevista concedida pelo ex-presidente Lula, em que disse que o fortalecimento do nome de Jair Bolsonaro no cenário político nacional se deve ao “analfabetismo político” dos brasileiros, o deputado contra-atacou, nessa terça-feira (29).

Além de por o Brasil no fundo do poço, Lula, que jogou nordestinos contra sulistas, pobres contra ricos, negros contra mestiços e brancos, enfim, uma nação sem futuro, dividida, cercada de incertezas, mas, que só tem um culpado: o PT.

Abaixo, senador da família e princípios cristãos (bancada cristã) defendendo Bolsonaro.

Imperatriz – Senador Roberto Rocha, em entrevista, diz que o governador Flávio Dino asfalta ruas com dinheiro emprestado do BNDES, obras sem qualidade para o povo pobre pagar.

Ainda, segundo o senador maranhense, o governo federal tem saído em defesa do Maranhão, já que o governador preocupa-se apenas em fazer praças e pintar prédios. Além da questão política, o senador falou da liberação de recursos para salvar vários rios do Maranhão.

“Os infiltrados”:

Roberto Rocha diz, também,  que Flávio Dino usou estruturas do governo para tomar partido e impedir sua eleição.

Abaixo, a declaração de teor bombástico do senador esclarecendo sobre obras emergenciais nos rios da ragião.

A entrevista foi concedida no programa Rádio Alternativo, comando pelo radialista Arimatéia Junior (Rádio Nativa FM) da cidade de Imperatriz, o senador pelo Maranhão fez pontuações importantes sobre a política do Maranhão, confira:

Informações do blog do Robert Lobato.

Agência Senado

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) manifestou em Plenário, nesta quinta-feira (31), sua solidariedade ao  presidente interino da Câmara dos Deputados, André Fufuca (PP-MA), pelas piadas de que tem sido alvo desde que substituiu o titular Rodrigo Maia (DEM-RJ) no comando daquela Casa.

Roberto Rocha explicou que o “Fufuca” no nome do deputado é um “apelido carinhoso de família”, que lhe dá “um aspecto juvenil”. Ele lembrou que o deputado de 28 anos, que é médico, foi eleito deputado estadual com 21 anos, sendo o mais jovem do país.

— A presença do jovem parlamentar maranhense destampou a sanha preconceituosa que nós, nordestinos, estamos acostumados a sofrer na própria pele. Ninguém procurou ver a trajetória que levou o jovem a percorrer a espinhosa senda da política até alcançar o cargo que ocupa, legítima e merecidamente — lamentou o senador.

Roberto Rocha citou ainda a atuação do deputado como presidente da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional e da Comissão de Saúde durante seu mandato na Assembleia Legislativa do Maranhão. Atuação que, em sua avaliação, o credenciou a conquistar os 56 mil votos que lhe assegurou uma vaga na Câmara dos Deputados.

Na Câmara, listou Roberto Rocha, Fufuca assumiu a relatoria da CPI da Máfia das Órteses e Próteses e também se tornou o mais jovem coordenador de bancada da história do Brasil – o que comprovaria sua capacidade de liderança.

— As tentativas de transformá-lo numa piada política não passam de manifestação preconceituosa. Antes mesmo de tomar qualquer decisão, o presidente interino da Câmara é julgado não pelo que fez ou deixou de fazer, mas simplesmente pela aparência de jovem, pela aparência de nordestino — criticou.

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) destacou na tribuna da Assembleia Legislativa a viagem que fez a Brasília no último final de semana em busca de investimentos para o Maranhão. O parlamentar cumpriu uma agenda propositiva atendendo demandas do Estado, tanto do setor produtivo como de questões sociais.

“Conseguimos avançar em diversos aspectos, como a reunião que tivemos com o Secretário Nacional da Pesca e Aquicultura, o senhor Davyson Franklin de Souza, que nos recebeu no seu gabinete. Conversamos por várias horas sobre a necessidade de investimentos no Maranhão. Foi uma agenda em que pudemos falar das problemáticas pelas quais passam os nossos pescadores, os nossos aquicultores”, destacou Júnior Verde.

Na pauta da reunião, foi discutida a situação da sede representativa da Pesca no Estado, que era a antiga Superintendência Federal (SFPA), extinta por conta da desativação do Ministério da Pesca.

“Hoje, os presidentes de entidades estão praticamente sendo humilhados. Os pescadores da mesma forma, porque não têm atendimento, e se submetem a um limite de processos a serem recebidos. Estima-se  que 20 processos, no máximo, de cada presidente, e que são demandas de atualização de dados. E pior, os pescadores estão tendo os seus RGP’s, que é o Registro Geral de Pesca, cancelados. Então é uma problemática muito séria”, denunciou.

Júnior Verde expôs toda a problemática para o Secretário Nacional, e solicitou que pudesse intervir na antiga superintendência. O parlamentar já tem Indicação formalizada com todas as proposições para facilitar o processo de registro e melhorar o sistema, que é falho e precisa ter mais segurança.

“Aproveito para parabenizar o Secretário, que está fazendo um grande trabalho lá em Brasília e que vai revolucionar a pesca mudando o sistema, colocando o registro de pescador e aquicultor de forma online, uma revolução que vai evitar fraudes”, completou o deputado, que entrou com um Requerimento solicitando uma audiência pública para discutir o tema, a ser realizada no final de setembro.

Durante os três dias de agenda, o parlamentar acompanhou a votação da reforma política, na Câmara Federal, com destaque ao Fundo Partidário; e reuniu-se com o presidente da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Franklimberg de Freitas, na sede da Instituição, quando inteirou-se de todas as ações e projetos que estão sendo desenvolvidos no Estado, reforçando a necessidade de apoio ao povo indígena.

Júnior Verde participou ainda de um encontro do Parlamento Amazônico, na sede da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE), para deliberação de pautas propositivas.

1 11 12 13