Monthly Archives: setembro, 2017

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) encaminhou ofício, nesta quinta-feira (28) ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal do Maranhão. A denúncia formalizada pelo deputado é de vários maranhenses que estão indignados com os “serviços” prestados pelo Governo do Maranhão e foi protocolada no âmbito federal por se tratar de recursos com origem junto ao BNDES, também federais.

Trata-se de obras entregues e que, em menos de 20 dias, em virtude da péssima qualidade dos serviços, já estão em fase de destruição. Como exemplos há a Ponte do Balandro, em Bequimão, que foi inaugurada há menos de um mês e já tem buracos e rachaduras no asfalto.

“Já fizemos várias denúncias. Nós moradores, percorremos a estrutura a pé para confirmar a má qualidade das obras e sempre saimos dos local com certeza de que somos vítimas de uma enrolação e de uma propaganda enganosa. Em alguns pontos, o piso afunda ao ser pressionado por um dos pés. É possível também arrancar com os dedos lascas do asfalto sem qualidade. Imagine quando começar a chover. Estão pensando que nós somos bestas. Tenho certeza que isso não é barato e quem vai pagar somos nós, a população”, denunciou o senhor Raimundo, de Carolina, no sul do Maranhão.

Ao fundamentar a denúncia, o deputado Wellington deixou claro não ser contra a pavimentação asfáltica e exigiu a qualidade nos serviços feitos.

“Não somos contra a recuperação asfáltica. Ao contrário, o Programa ‘Mais Asfalto’ é uma ideia boa, algo que faria a diferença na vida das pessoas caso fosse feito com seriedade e com responsabilidade. Infelizmente, o que a população encontra é algo de péssima qualidade. Isso pode ser comprovado em Arari, quando menos de 20 dias após a entrega da pavimentação, já era possível comprovar a péssima qualidade do asfalto. O mesmo ocorreu em Carolina, em trechos das avenidas Elis Barros, Frederico Martins e Avenida Brasil. É dinheiro público jogado fora em um asfalto de péssima qualidade evidenciado tanto na capital como no interior do Estado. Algo tem que ser feito diante disso. Não é porque o serviço é público que pode ser feito de qualquer forma. Alguém precisa ser responsabilizado por esse crime”, pontuou o deputado Wellington.

Além das denúncias quanto à péssima qualidade do asfalto, o deputado Wellington ainda apresentou o absurdo que é se ter dois postes no meio da rodovia MA-272 entre Barra do Corda e Fernando Falcão, o que mostra o verdadeiro desperdiço dos recursos públicos aplicados sem qualquer tipo de qualidade, sem controle e sem fiscalização, já que asfaltaram a rodovia mesmo com os postes como empecilhos, transformando-se em chacota nacional.

Reggae eleitoral?

Reggae custa caro, mas, em tempos de pré-campanha tudo se torna mais “acessível”. Nas redes sociais, as constantes retuitadas do governador Flávio Dino, que busca desesperadamente sua reeleição, enche as redes sociais de festas promovidas pelos cofres públicos.

Basta comparar?

Vale lembrar que, até pouco tempo atrás, os comunistas eram contra a cooptação de atrações culturais pela máquina do governo. Mas, parece que alguns “cumpanheiros” esqueceram aquilo que criticavam. “E tome festa regada a reggae”.

Oh!, Ademar, vá tomar…

Enquanto isso, na “Jamaica brasileira”, os antigos “guerreiros regueiros” deram espaço para os  “regueiros eleitoreiros”, aos palanque festeiros. Sabe como é, quando a festa é “de gratis”, dá até para tomar uma. Quem gosta, que vá tomar!!!

 Qual o mal de ser criança? 

Outra exposição de artes contra as crianças brasileiras. As ideologia esquerdistas querem destruir a principal fase dos seres humanos, a infância. Estudiosos “conservadores” apontam que ideologia quer “abrir caminhos para a pedofilia”.

Criança brasileira sendo “orientada” em nome da arte tocar homem nu…

Na abertura do evento, uma criança de 6 anos foi induzida a tocar um homem nu e praticar ato libidinoso. Assim que os registros vieram a público, a população se revoltou.

O ato aconteceu durante abertura do evento Panorama da Arte Brasileira, que está acontecendo no Museu de Arte Moderna de São Paulo, onde uma criança de 6 anos foi induzida a tocar um homem nu diante de vários adultos, que sorriam achando graça.

Assim que os registros vieram a público, a população se revoltou. Veja o vídeo que circula nas redes sociais desde a noite passada:

(Informações Folha de SP)

 

Homenagem aconteceu durante final de tarde em que o jornalismo foi reverenciado. 

O deputado federal e líder da bancada pedetista na Câmara dos Deputados, Weverton Rocha (PDT), participou do evento em homenagem ao jornalista Othelino Nova Alves, assassinado em setembro de 1968, quando se dirigia à redação do Jornal Pequeno.

“É importante contar para as próximas gerações aquilo que aconteceu neste local onde estamos, aqui tombou um trabalhador, jornalista, uma vítima da crueldade, do fascismo, da covardia que ainda acontece nos rincões de nosso estado. Aqui fica um lugar de reflexão para a sociedade”, disse Weverton.

O busto do jornalista foi devolvido ao local onde tombou, no calçadão da Rua de Nazaré, chamado de “espaço da liberdade”. A  solenidade de devolução foi promovida pelo prefeito da cidade, Edivaldo Holanda Júnior, contou com a presença dos deputados: Othelino Neto, Edivaldo Holanda (pai do prefeito), Rafael Leitoa e outras autoridades.

Basta comparar?

O comunista Flávio Dino demostra desespero ao tentar passar a ideia que antes dele ser governador não existia escolas e nem banheiros pelo Maranhão.

Chega a ser vergonhoso como o ex-juiz federal e atual governador do Maranhão, Flávio Dino(PCdoB), vem agindo nas redes sociais para garantir sua reeleição no ano que vem.

Abaixo, um pequeno exemplo:

Nota:

Sobre o conteúdo explicito dessa postagem, confira mais abaixo na próxima postagem o desabafo da ex-prefeita de Lago da Pedra sobre as mentiras dos comunistas.

Novamente, Maura Jorge reduz o governo Flávio Dino ao seu tamanho de fato, pequeno e hipócrita.

Tanto a mídia Dinista, quanto seus áulicos, fizeram estardalhaço ao anunciar a inauguração de duas escolas construídas pelo governo do estado em Lago da Pedra, via programa escola digna.

A ideia dos comunistas era enfraquecer a pré-candidatura de Maura Jorge. Puro engano e amadorismo.

Imediatamente, militantes e simpatizantes de Maura neutralizaram o discurso governista, mostrando que as escolas do governo contém apenas 2 salas de aula, sendo insuficientes para a demanda, e as mesmas ficam no limbo ao serem comparadas com as mais de 20 escolas que Maura Jorge construiu e ampliou, apenas como prefeita daquela cidade.

É mais uma vez a população mostrando que não se influencia com a manipulação Dinista;

É mais uma vez os fatos sepultando a mentira e a propaganda;

E principalmente, mais uma vez Maura Jorge se mostrando superior a Flávio Dino, na prática. (Blog do Diego Emir)

Policiais sendo despejados de delegacia por falta de pagamento do aluguel, desvalorização profissional e altos índices de violência. Foram esses os pontos citados pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) ao se posicionar em defesa da segurança pública do Maranhão e ao cobrar transparência e esclarecimentos quanto a aplicação do dinheiro público na seguança.

Na ocasião, Wellington fez referência expressa ao Requerimento 625/2017, em que solicita informações referentes à quantidade de viaturas adquiridas ou alugadas pelo Governo, bem como os órgãos/unidades para onde foram destinadas e suas respectivas cidades, alem das placas e números de chassi.

“Por meio do nosso Gabinete Móvel, visitamos inúmeros municípios do Maranhão e é de lá que trazemos o seguinte questionamento: para onde vai a viatura que, todo dia, o Governador anuncia que entrega? Para qual unidade policial? Para qual destacamento ou delegacia? É uma dúvida da população. Foi por isso, que apresentei o requerimento ainda em janeiro e, até agora, não obtive nenhuma resposta. Onde está a transparência? Segurança pública se faz com ação e não com propaganda. A população liga pedindo apoio policial e a viatura não aparece. Onde estão as viaturas? É preciso compreender isso para que, de fato, combatamos a criminalidade na realidade, e não apenas nas estatísticas”, disse Wellington.

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, apresentou nesta terça-feira (26), no Plenário da Câmara Municipal, os balanços Contábil e Financeiro da sua administração referente ao 3º quadrimestre de 2017. A prestação de contas cumpre a Lei Complementar Federal nº 101/2000 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Além de destacar as ações positivas do governo, o prefeito elencou os avanços registrados nos últimos nove meses da sua gestão. Somente no período de comemoração do aniversário de emancipação política do município, foram mais de 25 obras e ações de grande impacto social e econômico em benefícios da população de todas as regiões do município.

“No lugar de reconstruir a Biblioteca das Vilas, eu gostaria de já ter construído outra biblioteca em outro bairro. No lugar de reconstruir as praças que reconstruímos e entregamos nos últimos dias, eu queria ter construídos outras. No lugar de recuperar 80 quilômetros de ruas e avenidas que já recuperamos nos últimos nove meses, que foram destruídas por falta de manutenção, conservação e limpeza, gostaria de estar pavimentando novas vias. Mas enfim, mesmo com todas essas dificuldades, ninguém vai nos tirar dos nossos objetivos de reconstruir e desenvolver novamente esta cidade” refletiu o prefeito durante seu discurso na tribuna da Câmara.

Outro ponto bastante aplaudido pela plateia presente e elogiado pelos vereadores, foi sobre as ações que a atual gestão move contra a empresa concessionária dos serviços de água e esgoto do município, a BRK Ambiental. De acordo com que informou o prefeito, há a suspeita de irregularidades na contratação da empresa desde o processo de licitação e além disso, os serviços que a empresa presta estão eivadas de falhas e de reprovação da população. “Todas estas situações estão sendo questionadas pela via judicial”, informou Luis Fernando aos vereadores.

Segundo o presidente da Câmara, Beto das Vilas, para reconstruir é preciso determinação. “E é exatamente isso que estamos vendo na gestão do prefeito Luis Fernando. Somos todos testemunhas de que a cidade foi totalmente destruída, mas que hoje já conseguimos perceber seu recomeço”, acentuou o vereador.

Na mesma linha, pontuou o vereador Osvaldo Brandão (PMDB). “Nós precisamos ser humildes para reconhecer nossos erros e não tenho problema em dizer que da última vez que o prefeito esteve aqui na Câmara, fui injusto com ele e errei na minha avaliação, mas hoje tenho a oportunidade de dizer que o prefeito Luis Fernando mostra respeito e transparência com a Câmara e com o povo, aplicando os recursos com responsabilidade e gerindo problemas que afetam diretamente a população, a exemplo da luta pela qualidade da água oferecida”, finalizou o parlamentar.

1 2 3 13