Monthly Archives: setembro, 2017

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) encaminhou of√≠cio, nesta quinta-feira (28) ao Minist√©rio P√ļblico Federal e √† Pol√≠cia Federal do Maranh√£o. A den√ļncia formalizada pelo deputado √© de v√°rios maranhenses que est√£o indignados com os ‚Äúservi√ßos‚ÄĚ prestados pelo Governo do Maranh√£o e foi protocolada no √Ęmbito federal por se tratar de recursos com origem junto ao BNDES, tamb√©m federais.

Trata-se de obras entregues e que, em menos de 20 dias, em virtude da péssima qualidade dos serviços, já estão em fase de destruição. Como exemplos há a Ponte do Balandro, em Bequimão, que foi inaugurada há menos de um mês e já tem buracos e rachaduras no asfalto.

‚ÄúJ√° fizemos v√°rias den√ļncias. N√≥s moradores, percorremos a estrutura a p√© para confirmar a m√° qualidade das obras e sempre saimos dos local com certeza de que somos v√≠timas de uma enrola√ß√£o e de uma propaganda enganosa. Em alguns pontos, o piso afunda ao ser pressionado por um dos p√©s. √Č poss√≠vel tamb√©m arrancar com os dedos lascas do asfalto sem qualidade. Imagine quando come√ßar a chover. Est√£o pensando que n√≥s somos bestas. Tenho certeza que isso n√£o √© barato e quem vai pagar somos n√≥s, a popula√ß√£o‚ÄĚ, denunciou o senhor Raimundo, de Carolina, no sul do Maranh√£o.

Ao fundamentar a den√ļncia, o deputado Wellington deixou claro n√£o ser contra a pavimenta√ß√£o asf√°ltica e exigiu a qualidade nos servi√ßos feitos.

‚ÄúN√£o somos contra a recupera√ß√£o asf√°ltica. Ao contr√°rio, o Programa ‚ÄėMais Asfalto‚Äô √© uma ideia boa, algo que faria a diferen√ßa na vida das pessoas caso fosse feito com seriedade e com responsabilidade. Infelizmente, o que a popula√ß√£o encontra √© algo de p√©ssima qualidade. Isso pode ser comprovado em Arari, quando menos de 20 dias ap√≥s a entrega da pavimenta√ß√£o, j√° era poss√≠vel comprovar a p√©ssima qualidade do asfalto. O mesmo ocorreu em Carolina, em trechos das avenidas Elis Barros, Frederico Martins e Avenida Brasil. √Č dinheiro p√ļblico jogado fora em um asfalto de p√©ssima qualidade evidenciado tanto na capital como no interior do Estado. Algo tem que ser feito diante disso. N√£o √© porque o servi√ßo √© p√ļblico que pode ser feito de qualquer forma. Algu√©m precisa ser responsabilizado por esse crime‚ÄĚ, pontuou o deputado Wellington.

Al√©m das den√ļncias quanto √† p√©ssima qualidade do asfalto, o deputado Wellington ainda apresentou o absurdo que √© se ter dois postes no meio da rodovia MA-272 entre Barra do Corda e Fernando Falc√£o, o que mostra o verdadeiro desperdi√ßo dos recursos p√ļblicos aplicados sem qualquer tipo de qualidade, sem controle e sem fiscaliza√ß√£o, j√° que asfaltaram a rodovia mesmo com os postes como empecilhos, transformando-se em chacota nacional.

Reggae eleitoral?

Reggae custa caro, mas, em tempos de pr√©-campanha tudo se torna mais “acess√≠vel”. Nas redes sociais, as constantes retuitadas do governador Fl√°vio Dino, que busca desesperadamente sua reelei√ß√£o, enche as redes sociais de festas promovidas pelos cofres p√ļblicos.

Basta comparar?

Vale lembrar que, at√© pouco tempo atr√°s, os comunistas eram contra a coopta√ß√£o de atra√ß√Ķes culturais pela m√°quina do governo. Mas, parece que alguns “cumpanheiros” esqueceram aquilo que criticavam. “E tome festa regada a reggae”.

Oh!, Ademar, v√° tomar…

Enquanto isso, na “Jamaica brasileira”, os antigos “guerreiros regueiros” deram espa√ßo para os ¬†“regueiros eleitoreiros”, aos palanque festeiros. Sabe como √©, quando a festa √© “de gratis”, d√° at√© para tomar uma. Quem gosta, que v√° tomar!!!

 Qual o mal de ser criança? 

Outra exposi√ß√£o de artes contra as crian√ßas brasileiras.¬†As ideologia esquerdistas querem destruir a principal fase dos seres humanos, a inf√Ęncia. Estudiosos “conservadores” apontam que ideologia quer ‚Äúabrir caminhos para a pedofilia‚ÄĚ.

Crian√ßa brasileira sendo “orientada” em nome da arte tocar homem nu…

Na abertura do evento, uma crian√ßa de 6 anos foi induzida a tocar um homem nu e praticar ato libidinoso. Assim que os registros vieram a p√ļblico, a popula√ß√£o se revoltou.

O ato aconteceu durante abertura do evento Panorama da Arte Brasileira, que está acontecendo no Museu de Arte Moderna de São Paulo, onde uma criança de 6 anos foi induzida a tocar um homem nu diante de vários adultos, que sorriam achando graça.

Assim que os registros vieram a p√ļblico, a popula√ß√£o se revoltou. Veja o v√≠deo que circula nas redes sociais desde a noite passada:

(Informa√ß√Ķes Folha de SP)

 

Homenagem aconteceu durante final de tarde em que o jornalismo foi reverenciado. 

O deputado federal e l√≠der da bancada pedetista na C√Ęmara dos Deputados, Weverton Rocha (PDT), participou do evento em homenagem ao jornalista Othelino Nova Alves,¬†assassinado em setembro de 1968,¬†quando se dirigia √† reda√ß√£o do Jornal Pequeno.

‚Äú√Č importante contar para as pr√≥ximas gera√ß√Ķes aquilo que aconteceu neste local onde estamos, aqui tombou um trabalhador, jornalista, uma v√≠tima da crueldade, do fascismo, da covardia que ainda acontece nos rinc√Ķes de nosso estado. Aqui fica um lugar de reflex√£o para a sociedade‚ÄĚ, disse Weverton.

O busto do jornalista foi devolvido ao local onde tombou, no cal√ßad√£o da Rua de Nazar√©, chamado de “espa√ßo da liberdade”. A ¬†solenidade de devolu√ß√£o foi promovida pelo prefeito da cidade, Edivaldo Holanda J√ļnior,¬†contou com a presen√ßa dos deputados: Othelino Neto, Edivaldo Holanda (pai do prefeito), Rafael Leitoa e outras autoridades.

Basta comparar?

O comunista Fl√°vio Dino demostra desespero ao tentar passar a ideia que antes dele ser governador n√£o existia escolas e nem banheiros pelo Maranh√£o.

Chega a ser vergonhoso como o ex-juiz federal e atual governador do Maranhão, Flávio Dino(PCdoB), vem agindo nas redes sociais para garantir sua reeleição no ano que vem.

Abaixo, um pequeno exemplo:

Nota:

Sobre o conte√ļdo explicito dessa postagem, confira mais abaixo na pr√≥xima postagem o desabafo da ex-prefeita de Lago da Pedra sobre as mentiras dos comunistas.

Novamente, Maura Jorge reduz o governo Flávio Dino ao seu tamanho de fato, pequeno e hipócrita.

Tanto a mídia Dinista, quanto seus áulicos, fizeram estardalhaço ao anunciar a inauguração de duas escolas construídas pelo governo do estado em Lago da Pedra, via programa escola digna.

A ideia dos comunistas era enfraquecer a pré-candidatura de Maura Jorge. Puro engano e amadorismo.

Imediatamente, militantes e simpatizantes de Maura neutralizaram o discurso governista, mostrando que as escolas do governo contém apenas 2 salas de aula, sendo insuficientes para a demanda, e as mesmas ficam no limbo ao serem comparadas com as mais de 20 escolas que Maura Jorge construiu e ampliou, apenas como prefeita daquela cidade.

√Č mais uma vez a popula√ß√£o mostrando que n√£o se influencia com a manipula√ß√£o Dinista;

√Č mais uma vez os fatos sepultando a mentira e a propaganda;

E principalmente, mais uma vez Maura Jorge se mostrando superior a Fl√°vio Dino, na pr√°tica. (Blog do Diego Emir)

Policiais sendo despejados de delegacia por falta de pagamento do aluguel, desvaloriza√ß√£o profissional e altos √≠ndices de viol√™ncia. Foram esses os pontos citados pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) ao se posicionar em defesa da seguran√ßa p√ļblica do Maranh√£o e ao cobrar transpar√™ncia e esclarecimentos quanto a aplica√ß√£o do dinheiro p√ļblico na seguan√ßa.

Na ocasi√£o, Wellington fez refer√™ncia expressa ao Requerimento 625/2017, em que solicita informa√ß√Ķes referentes √† quantidade de viaturas adquiridas ou alugadas pelo Governo, bem como os √≥rg√£os/unidades para onde foram destinadas e suas respectivas cidades, alem das placas e n√ļmeros de chassi.

‚ÄúPor meio do nosso Gabinete M√≥vel, visitamos in√ļmeros munic√≠pios do Maranh√£o e √© de l√° que trazemos o seguinte questionamento: para onde vai a viatura que, todo dia, o Governador anuncia que entrega? Para qual unidade policial? Para qual destacamento ou delegacia? √Č uma d√ļvida da popula√ß√£o. Foi por isso, que apresentei o requerimento ainda em janeiro e, at√© agora, n√£o obtive nenhuma resposta. Onde est√° a transpar√™ncia? Seguran√ßa p√ļblica se faz com a√ß√£o e n√£o com propaganda. A popula√ß√£o liga pedindo apoio policial e a viatura n√£o aparece. Onde est√£o as viaturas? √Č preciso compreender isso para que, de fato, combatamos a criminalidade na realidade, e n√£o apenas nas estat√≠sticas‚ÄĚ, disse Wellington.

O prefeito de S√£o Jos√© de Ribamar, Luis Fernando Silva, apresentou nesta ter√ßa-feira (26), no Plen√°rio da C√Ęmara Municipal, os balan√ßos Cont√°bil e Financeiro da sua administra√ß√£o referente ao 3¬ļ quadrimestre de 2017. A presta√ß√£o de contas cumpre a Lei Complementar Federal n¬ļ 101/2000 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Al√©m de destacar as a√ß√Ķes positivas do governo, o prefeito elencou os avan√ßos registrados nos √ļltimos nove meses da sua gest√£o. Somente no per√≠odo de comemora√ß√£o do anivers√°rio de emancipa√ß√£o pol√≠tica do munic√≠pio, foram mais de 25 obras e a√ß√Ķes de grande impacto social e econ√īmico em benef√≠cios da popula√ß√£o de todas as regi√Ķes do munic√≠pio.

‚ÄúNo lugar de reconstruir a Biblioteca das Vilas, eu gostaria de j√° ter constru√≠do outra biblioteca em outro bairro. No lugar de reconstruir as pra√ßas que reconstru√≠mos e entregamos nos √ļltimos dias, eu queria ter constru√≠dos outras. No lugar de recuperar 80 quil√īmetros de ruas e avenidas que j√° recuperamos nos √ļltimos nove meses, que foram destru√≠das por falta de manuten√ß√£o, conserva√ß√£o e limpeza, gostaria de estar pavimentando novas vias. Mas enfim, mesmo com todas essas dificuldades, ningu√©m vai nos tirar dos nossos objetivos de reconstruir e desenvolver novamente esta cidade‚ÄĚ refletiu o prefeito durante seu discurso na tribuna da C√Ęmara.

Outro ponto bastante aplaudido pela plateia presente e elogiado pelos vereadores, foi sobre as a√ß√Ķes que a atual gest√£o move contra a empresa concession√°ria dos servi√ßos de √°gua e esgoto do munic√≠pio, a BRK Ambiental. De acordo com que informou o prefeito, h√° a suspeita de irregularidades na contrata√ß√£o da empresa desde o processo de licita√ß√£o e al√©m disso, os servi√ßos que a empresa presta est√£o eivadas de falhas e de reprova√ß√£o da popula√ß√£o. ‚ÄúTodas estas situa√ß√Ķes est√£o sendo questionadas pela via judicial‚ÄĚ, informou Luis Fernando aos vereadores.

Segundo o presidente da C√Ęmara, Beto das Vilas, para reconstruir √© preciso determina√ß√£o. ‚ÄúE √© exatamente isso que estamos vendo na gest√£o do prefeito Luis Fernando. Somos todos testemunhas de que a cidade foi totalmente destru√≠da, mas que hoje j√° conseguimos perceber seu recome√ßo”, acentuou o vereador.

Na mesma linha, pontuou o vereador Osvaldo Brand√£o (PMDB). “N√≥s precisamos ser humildes para reconhecer nossos erros e n√£o tenho problema em dizer que da √ļltima vez que o prefeito esteve aqui na C√Ęmara, fui injusto com ele e errei na minha avalia√ß√£o, mas hoje tenho a oportunidade de dizer que o prefeito Luis Fernando mostra respeito e transpar√™ncia com a C√Ęmara e com o povo, aplicando os recursos com responsabilidade e gerindo problemas que afetam diretamente a popula√ß√£o, a exemplo da luta pela qualidade da √°gua oferecida”, finalizou o parlamentar.

1 2 3 13