Felipe Camarão: o “pupilo” de Flávio Dino…

2

Comunistas não conseguem esconder as ciumeiras:

Sem ao menos ter filiação partidária, o novato tem qualidades que desbancam gente de peso no jogo político do Maranhão atual. Com sua imagem de gestor, leve, já desbancou políticos tarimbados (cargas pesadas) como Bira do Pindaré, Márcio Jerry e Othelino Neto(este último iniciou sua vida política “do outro lado da Ponte” pelas mãos da ex-governadora Roseana Sarney).

 Um Camarão na cabeça de Flávio Dino…

Felipe Camarão é um secretário bem apresentável, constantemente tem aparecido na foto do líder comunista. Na foto acima, no momento da condecoração de Filipe Camarão com a Medalha Manuel Beckman, na Assembleia Legislativa sob os aplausos dos deputados governistas. As conversas de bastidores apontam para ele, se tudo der certo, já em 2020 poderá ser o candidato de Flávio Dino para substituir Edivaldo Holanda Júnior na prefeitura da capital.

Politicamente, o secretário de Estado  da Educação Felipe Camarão, se tornou em pouco tempo a grande promessa política da gestão comunista.  Em pouco tempo o secretário que é uma espécie de “pupilo” do governador, já desbancou gente que se julgava estar na fila para ser, por exemplo, cotado para ser próximo candidato a prefeito pela indicação dos dois Leões da entrada do Palácio.

Bem nas fotos com Flávio Dino:

Sobre sua gestão à frente da Seduc, posso afirmar que ainda está longe de se tornar uma secretaria estruturada, como nos governos que antecederam, que viviam de política e para fazer política, a Educação continua sendo o principal gargalo por onde escoem milhões, precisando ser gerida com mais zelo, mas, apesar das complexidades, Felipe Camarão parece estar dando conta.

2 respostas para “Felipe Camarão: o “pupilo” de Flávio Dino…”

  1. Não sabemos o dia da manhã, nem se estaremos vivos, mas parece que os políticos não fazem outra coisa senão criar caminhos para manter o controle, a prefeitura de São Luís está sem prefeito porque Edivaldo não sabe sê-lo, embora eu entenda que é agradar os aliados sanguessugas, a política brasileira já nasceu estruturada na esteira da corrupção, dos conchavos e das conveniências. Não fossem a ganância dos gestores públicos e o excesso de regalias talvez tivéssemos um país mais justo para sua população.

    • Nosso irmão em Cristo, o prefeito Edivaldo Holanda é refem político de um projeto de poder. Ele aceitou ser boneco de comunista qgora vai ter que cumprir sua sentença de morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.