Monthly Archives: junho, 2017

Medo da altern√Ęncia de poder no Maranh√£o faz comunistas partirem para agredir a “terceira via”.

Parlamentares sem liberdade, teleguiados:¬†Lament√°vel observar que no “Maranh√£o da mudan√ßa” lideran√ßas pol√≠ticas ainda aceitam e defendem que outros pol√≠ticos usem “cabrestos”.

Ap√≥s o an√ļncio de suas de pr√©-candidatura nas elei√ß√Ķes de 2018, a ex-prefeita Maura Jorge (Podemos) e ¬†o senador Roberto Rocha(PSB) comunistas sa√≠ram em bloco contra poss√≠veis candidatos ao governo do Maranh√£o em 2018. Observa-se que n√£o houve mudan√ßa(para melhor) no Maranh√£o. Aqui a pol√≠tica ainda √© subserviente ao ocupante da cadeira do governo.

Pequenez comunista:

Confira abaixo postagens impulsionadas em grupos de whatsapp na regi√£o tocantina: ¬†Detalhe: as mesmas palavras dos comunistas virando “postagens de blogues”:

Os ¬†aliados do governador comunista n√£o puparam esfor√ßos para atacar os outros candidatos, muitas baixarias come√ßaram a ser publicadas nas redes sociais com acusa√ß√Ķes pesadas contra os poss√≠veis candidatos, que v√£o de ¬†“traidores” at√© “zero a esquerda”, ¬†tamb√©m de estarem a servi√ßo do grupo Sarney, como se existissem apenas duas vias pol√≠ticas num estado composto por 217 munic√≠pios.

Quem tem medo de mudança? 

No Maranh√£o de 217 cidades, o povo precisa ter acesso a outras vias. Ser√° que os comunistas est√£o com medo disso?

Nota do blog:

Lutei ao lado de Fl√°vio Dino e Roberto Rocha pela ALTERN√āNCIA, que foi conquistada pelos anseios populares e n√£o pelo poder de um homem s√≥, neste caso, do ex-juiz federal, que era homem de grupo, que aceitou ser ajudado por outras for√ßas pol√≠ticas, inclusive da “direita” com tucanos.

Agora, depois de eleito, de sentar a bunda na cadeira de governador, parece que o poder mudou a sua cabe√ßa outrora “humilde”. Parece at√© que o governador e seus “teleguiados” conquistaram o poder sem outras for√ßas pol√≠ticas. S√≥ lembrando que antes de ser eleito pela uni√£o de for√ßas, todos eram aliados do governador, depois de sentar na cadeira de governador, muitos aliados foram expulsos do governo.

Traidor é quem expulsa aliados depois de eleito. 

Deixo uma boa lembran√ßa do tempo que eu era blogueiro “linha de frente” da oposi√ß√£o ao grupo Sarney, ligado ao JP, mas, depois fui expulso e chamado de “sarne√≠sta” de ser blogueiro do grupo Sarney, de fazer campanha para Lob√£o, por gente do PT ¬†ligada a Bira.

“S√≥ muita borracha” na cara desses comunistas.

Os caminhos da política

Hoje, no Brasil, vive-se uma fase de demoniza√ß√£o da pol√≠tica como se, sem ela, e sem os pol√≠ticos, qualquer pa√≠s pudesse ser administrado. A C√Ęmara dos Deputados √© o retrato do pa√≠s, pois ali tem representantes de todos os estados e de diversas categorias sociais. √Č um espelho da sociedade. E tem muita gente boa no Parlamento, na verdade, tem de tudo. E s√£o todos escolhidos pelo voto. Espero que esse clima n√£o afaste os jovens talentosos da pol√≠tica e nem aqueles que podem dar uma contribui√ß√£o nesse quadro dif√≠cil da vida brasileira.

A Fran√ßa acaba de dar uma li√ß√£o ao mundo. O pa√≠s estava estagnado e dominado pela velha pol√≠tica, cheio de problemas complexos, paralisado e sem iniciativa. Mas, escolheu a pol√≠tica para reencontrar seu lugar no mundo. Emmanuel Macron, pediu que a popula√ß√£o desse uma ampla maioria parlamentar para aprovar suas reformas nos pr√≥ximos cinco anos e foi atendido. Criou um partido novo o Rep√ļblica em Frente que elegeu 308 deputados entre ao 577 e junto com o MoDem tem 361.

Os socialistas cansaram com seu discurso contra a modernização do país e foram dizimados pelo voto. Os socialistas, Ecologistas e Republicanos tinham 284 deputados e ficaram reduzidos a 46, os socialistas com apenas 29. As mulheres que somavam em 1958 apenas 1,8% do Parlamento hoje são 40%. Um crescimento vigoroso e bem vindo. A segunda força ficou com os conservadores dos Republicanos, UDI e Divers Droit.

Entre as maiores prioridades está a renovação das leis trabalhistas, como está sendo feito aqui, com grande gritaria do pessoal que nos quer ver amarrados em um passado sem retorno.

E aqui?

Eu n√£o comungo com o pessimismo que tira as esperan√ßas de tanta gente. Acredito que dentro de 30 a 40 dias, ap√≥s a den√ļncia contra o presidente chegar a C√Ęmara, seja qual for o desfecho dela, com o presidente Temer ficando ou n√£o, haver√° uma grande movimenta√ß√£o partid√°ria e pol√≠tica, com enorme possibilidade de transformar a vida pol√≠tica brasileira, at√© com novos protagonistas. Existe uma realidade crescente na vida das pessoas a de que a inova√ß√£o e a tecnologia mudar√£o o mundo, o trabalho, o emprego, a forma√ß√£o das pessoas e isso, na verdade, j√° est√° acontecendo, cada vez com mais velocidade, e √© um fen√īmeno global. Corporativismo e ideologias perder√£o espa√ßo face ao desafio que se imp√Ķe. Milh√Ķes de desempregados que mesmo com o crescimento ter√£o dificuldades de reloca√ß√£o nas mesmas atividades que est√£o capacitados s√£o enormes desafios que ningu√©m, nenhum partido, estuda ou debate com profundidade, procurando compreender e encontrar solu√ß√Ķes.

Esse √© s√≥ um exemplo do que acontece hoje. O Brasil precisa ter uma agenda moderna, a velha agenda, como mostrou a Fran√ßa, est√° obsoleta em m√ļltiplos aspectos e certamente essa nova agenda ser√° central em futuro pr√≥ximo.

Para ilustrar, na internet encontra-se uma ilustra√ß√£o dessa nova situa√ß√£o com a hist√≥ria da Kodak, uma pot√™ncia da √°rea da imagem, da fotografia, com mais de 170 mil empregados e faturamento de bilh√Ķes que foi varrida em pouqu√≠ssimos anos com o advento da fotografia digital e das fotografias por celular. Muitos vaticinam que as grandes empresas que dominam a √°rea digital, como Amazon, Google, Apple, dominar√£o no futuro muito pr√≥ximo, enormes √°reas de produ√ß√£o e servi√ßos como a de ve√≠culos sem motoristas, el√©tricos, desalojando as grandes ind√ļstrias do setor, e desempregando motoristas e cobradores.

A Amazon comprou recentemente uma das maiores empresas de supermercados dos EUA e vai começar uma revolução com uma nova configuração sem caixas ou atendentes.

Por outro lado existem pensadores como o empresário Peter Diamandis, cofundador da Singularity University, Tecnologia do Vale do Silício, que diz que o emprego vai desaparecer, tudo ficará mais barato, a energia, alimentos, a vida em si. Todos receberiam uma renda mínima que daria para viver. Aqueles que quisessem participar da pesquisa e desenvolvendo trabalhos fariam isso por satisfação pessoal e não para sobreviverem.

Se será assim, não sei. O que sei é que precisamos debater o que vem por aí e procurar defender as pessoas da exclusão social, defendendo as pequenas e micro empresas, os profissionais liberais, os jovens empreendedores, a nova educação e a ocupação dos idosos, entre outros assuntos pertinentes.

Acredito que neste ano surgirão partidos com esse novo ideário mais compatível com o que vem por aí.

A lição da França é um farol, com um forte alerta aos navegantes.

O presidente da Comiss√£o de Administra√ß√£o da Assembleia Legislativa do Maranh√£o, deputado Wellington do Curso (PP), utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para convidar toda a popula√ß√£o para uma Audi√™ncia P√ļblica que discutir√° o novo aumento na conta de energia el√©trica no Maranh√£o. A Audi√™ncia come√ßar√° √†s 14h, desta quarta-feira (28), no audit√≥rio Fernando Falc√£o, na Assembleia Legislativa do Maranh√£o.

Foi convidada a Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel); Companhia Energ√©tica do Maranh√£o (Cemar); Companhia de √Āguas e Esgotos do Maranh√£o (Caema); Instituto de Prote√ß√£o e Defesa do Consumidor (Procon); Sindicato Urbanit√°rios do Maranh√£o; Ordem dos Advogados do Brasil no Maranh√£o (OABMA); Minist√©rio P√ļblico; Defensoria P√ļblica; Minist√©rio P√ļblico Federal; Associa√ß√£o Comercial do Maranh√£o, Fiema entre outros √≥rg√£os e entidades.
O parlamentar, que fez convite para todos os √≥rg√£os citados, justificou aos convidados a inviabilidade de um novo aumento nas contas de energia el√©trica no Maranh√£o e que as consequ√™ncias ser√£o negativas para toda a popula√ß√£o e ind√ļstrias.

‚ÄúInfelizmente, caso isso aconte√ßa, a conta de energia do nosso estado, ser√° a maior do Brasil! S√£o 21% de aumento na energia el√©trica, e em contrapartida, teremos muitas consequ√™ncias negativas. N√£o podemos esquecer que j√° tivemos um aumento recente nas contas de energia, que foi imposto pelo Governo com o ICMS. Inclusive, votamos contra esse ato do Governo de aumentar os impostos. Al√©m da popula√ß√£o, as empresas, ind√ļstrias e com√©rcios tamb√©m sofrer√£o. N√≥s precisamos fazer alguma coisa, na audi√™ncia, precisamos discutir esse poss√≠vel aumento e tentar articular, para que a Aneel e Cemar consigam evitar esse reajuste‚ÄĚ, disse Wellington.

ENTENDA A SITUAÇÃO:

O contrato da Cemar prev√™ a revis√£o tarif√°ria anual e, a cada quatro anos, uma revis√£o tarif√°ria ordin√°ria, cujo percentual √© definido a partir de um estudo da ANEEL e, por fim, submetido √† audi√™ncia p√ļblica. A audi√™ncia estava marcada para a √ļltima quarta-feira, dia 14, mas foi suspensa por decis√£o judicial sob o argumento de que a audi√™ncia n√£o foi publicitada. Assim, com o objetivo de ouvir a popula√ß√£o e de realizar um debate p√ļblico sobre o tema que busque meios para evitar um novo aumento, acontecer√° a audi√™ncia p√ļblica na Assembleia Legislativa. A finalidade √© evitar o aumento de 21% nas contas a partir de agosto.

Durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, nesta quinta (22), o deputado estadual J√ļnior Verde (PRB) destacou os avan√ßos da Comiss√£o de Assuntos Municipais e de Desenvolvimento Regional no sentido de definir os limites territoriais dos quatro munic√≠pios que formam a Regi√£o Metropolitana da grande Ilha de S√£o Lu√≠s. O Colegiado realizou mais uma reuni√£o, desta vez em Pa√ßo do Lumiar, na tarde desta quarta-feira (21).

Depois de v√°rias reuni√Ķes de trabalho no √Ęmbito da Assembleia, a Comiss√£o deu in√≠cio aos debates junto √† popula√ß√£o. A reuni√£o foi realizada na Associa√ß√£o dos Servidores da Assembleia no Maiob√£o.

‚ÄúLutamos pela consolida√ß√£o dos limites desde 2015. E avan√ßamos muito, depois das tentativas de di√°logo entre os prefeitos de S√£o Lu√≠s, Ribamar, Pa√ßo do Lumiar e Raposa. Agora, vamos ouvir a sociedade‚ÄĚ, disse J√ļnior Verde, que √© autor de um Requerimento solicitando urg√™ncia na aprova√ß√£o da consolida√ß√£o dos limites no legislativo estadual.

A audi√™ncia em Pa√ßo do Lumiar foi presidida pelo deputado Bira do Pindar√© e reuniu deputados, vereadores, representantes do executivo dos quatro munic√≠pios, do IBGE, IMESC, al√©m de representantes das comunidades que exigem aten√ß√£o do poder p√ļblico para solucionar esse impasse que se arrasta h√° anos.

‚ÄúO que est√° em jogo n√£o √© apenas a defini√ß√£o de limites, mas tamb√©m a defini√ß√£o de responsabilidades, o sentimento de pertencimento e uma s√©rie de fatores que devem ser analisados, ent√£o a participa√ß√£o da sociedade √© fundamental para que se chegue de uma vez por todas a uma solu√ß√£o, e assim a popula√ß√£o tenha acesso a servi√ßos essenciais, saneamento b√°sico, sa√ļde e infraestrutura‚ÄĚ, complementou.

O trabalho de definição das linhas divisórias da grande Ilha está sendo realizado em parceria com o IMESC e IBGE, que são os institutos responsáveis em fazer todo estudo cartográfico.

Nos pr√≥ximos dias, a Comiss√£o vai deliberar sobre tr√™s projetos de lei na Assembleia Legislativa referentes aos limites territoriais. Todos os pontos discutidos ainda v√£o ser analisados por comiss√Ķes parlamentares para ent√£o os projetos seguirem para vota√ß√£o do Plen√°rio.

“Todos s√£o Sarney, menos eu”.

Comunistas começaram executar o plano de colar a imagem de Sarney em seus opositores.

A manjada t√°tica da polariza√ß√£o:” eles e n√≥s”, que o corrupto Lula usou para destacar seu governo durante oito anos, ENQUANTO ROUBAVA a economia do Brasil estar√° sendo repetida pelos comunistas do Maranh√£o em 2018, quando Fl√°vio Dino, que faz campanha abertamente usando a m√°quina p√ļblica em seu benef√≠cio, ¬†pretende ser reeleito com folga dizendo que √© diferente do Sarney, mesmo tendo repetido suas pr√°ticas em tudo que fez durante sua equivocada (mudan√ßa que n√£o mudou) gest√£o.

Acusado por alguns de aparelhar prefeituras, parlamentos (Assembleia e c√Ęmaras de vereadores), tribunais, Fl√°vio Dino governou com m√©todos da oligarquia, mas quer acusar outros pol√≠ticos de seus m√©todos.

Vale ressaltar que, Fl√°vio Dino, igual Maura Jorge e Roberto Rocha, teve sua inf√Ęncia no Pal√°cio dos Le√Ķes, cercado de sarne√≠stas.

Comenta-se nos bastidores locais que, Fl√°vio Dino nunca deixou de frequentar a casa de Sarney. O deputado comunista, Raimundo Cutrim, bem que poderia esclarecer de uma vez por todas, com qual candidato a prefeito no ano de 2008, se encontrou na “Casa do Calhau”…

Abaixo, trecho do blog do Robert Lobato:

Existem sinais de despertamento do povo, mas o projeto da esquerda ainda ronda o país.

Pesquisas mostram rejeição em alta do Lulo-populismo que quebrou o Brasil.

As pesquisas em todo o Brasil continuam mostrando o crescimento de candidatos com pouca rejei√ß√£o, no caso de Lula, o cen√°rio ainda √© favor√°vel ao pr√©-candidato do PSC, Jair Bolsonaro, apontado pelo lulopetismo como “direita reacion√°ria”, a mesma ala que governou e corrompeu o Brasil durante os governos petistas de Lula e Dilma.

Loucura: enquanto no Brasil inteiro pedem o fim do Petismo, o Maranh√£o, que passou v√°rias d√©cadas preso pelo grupo Sarney, que deveria pedir ALTERN√āNCIA de poder, querem trazer de volta o maior corrupto do mundo, o Lula, ¬†ao controle do pa√≠s absolvendo de seus crimes de lesa p√°tria. L√≥gico que para isso dar√£o um “jeitinho” na Lava Jato.

Vale lembrar que o Lula poder√° ser preso, nesse sentido seriam levantados outros nomes para substitu√≠rem o petista, como por exemplo: Ciro Gomes do CE (PDT), tamb√©m, o governador Fl√°vio Dino do Maranh√£o (PCdoB), que tem contribu√≠do insistentemente com o falido pensamento do PT, que tantos males e destrui√ß√Ķes trouxeram ao pa√≠s, como corrup√ß√£o recorde, enriquecimento de empreiteiros, desvio de dinheiro nacional para outros pa√≠ses, ¬†atrav√©s do BNDES, etc…

Dinheiro gasto em politicagens daria para aliviar a fome de muitas fam√≠lias que est√£o na extrema pobreza, mas…

Recursos¬†do povo pobre do Maranh√£o na revolu√ß√£o do “libertem Lula”…

Abaixo, o trecho de um um evento onde o secret√°rio do governo do Maranh√£o, que deveria buscar recursos para o seu pobre estado, mas, estava era gastando recursos do povo pobre, em viagens para Curitiba, juntamente com v√°rios √īnibus lotados na tentativa de fazerem press√£o e livrar o Lula da cadeia.

Enquanto isso, o povo pobre do Maranh√£o continua passando necessidades, mas nosso pol√≠ticos continuam se banqueteando nos pal√°cios. Fiquem com o v√≠deo do secret√°rio de Estado dos Esportes, o petista M√°rcio Jardim, ao que parece, comandando a “revolu√ß√£o” do “libertem Lula”, em Curitiba.

Acompanhado do comandante geral da Pol√≠cia Militar do Maranh√£o, Cel. Pereira, o prefeito Luis Fernando visitou na √ļltima sexta-feira (23) as instala√ß√Ķes da escola municipal do Parque Vit√≥ria, onde ser√° instalado o Col√©gio Militar Tiradentes e o terreno, localizado ao lado da escola, que vai abrigar a Companhia de Pol√≠cia da √°rea.

Prefeito Luis Fernando e Coronel Pereira tratam da implantação da escola militar e da construção do prédio para abrigar a Companhia da Polícia pela Prefeitura

A visita, de acordo com o prefeito Luis Fernando, teve o objetivo de definir a√ß√Ķes iniciais para a instala√ß√£o da escola, anunciada inclusive na visita do Governador Fl√°vio Dino quando da entrega de urbaniza√ß√£o da Avenida Nossa Senhora da Vit√≥ria. Com mais essa escola, S√£o Jos√© de Ribamar ter√° a terceira escola militar. As duas primeiras foram implantadas no in√≠cio do ano, na sede do munic√≠pio e a outra no Parque Jair.

“Convidamos hoje o cel. Pereira para conhecer as instala√ß√Ķes da escola, acomoda√ß√Ķes e demais espa√ßos tanto interno quanto externo. A partir desse movimento vamos agora estabelecer o protocolo para a assinatura do termo que vai celebrar a parceria, onde a prefeitura por meio da secretaria de educa√ß√£o assume a parte pedag√≥gica, e a c√ļpula da pol√≠cia militar assume a administrativa”, explicou o prefeito.

Segurança РNa oportunidade, o prefeito visitou ainda o terreno onde será construído, pela prefeitura, um prédio para abrigar a Companhia de Polícia do Parque Vitória, subordinada ao Batalhão de Polícia do Cohatrac.

“Al√©m da escola militar que vai formar as nossas crian√ßas e jovens com disciplina e programas voltados √† cidadania, tamb√©m visitamos o terreno que vai abrigar a companhia. N√£o tenho d√ļvida que a parceria estabelecida, Prefeitura e Governo do Maranh√£o, vai trazer in√ļmeros benef√≠cios para a popula√ß√£o, sobretudo nas √°reas da seguran√ßa e educa√ß√£o”, concluiu.

√Čticas de Fl√°vio Dino e Jo√£o Alberto n√£o passam de piada…

Falta bem mais que √©tica no Maranh√£o atual. Quem transita pelos bastidores das not√≠cias do Maranh√£o atual sabe o quanto a pr√°tica difere da teoria. Ou seja, nada mudou de fato no ‚ÄúMaranh√£o da mudan√ßa‚ÄĚ, onde as mesm√≠ssimas pr√°ticas de antes ainda acontecem para vergonha do eleitor que acreditou na fal√°cia da mudan√ßa feita pelo grupo comunista.

Recentemente, o Conselho de √Čtica da Assembleia Legislativa do Maranh√£o, que √© comandada pelos deputados Humberto Coutinho (PDT) e Othelino Neto(PCdoB), permitiu o arquivamento de um processo escandaloso contra um deputado do PCdoB do Maranh√£o, que √© ligado ao governador Fl√°vio Dino.

E agora? Segue o exemplo:

Após arquivamento da cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) por um senador maranhense, em Brasília, não demorou para que os cabos eleitorais do comunismo na região Tocantina (Sul do Maranhão), excedessem na velha prática de por culpa em tudo no Sarney. Não que hajam inocentes no grupo de João Alberto, aliás, tanto o grupo Sarney quanto o grupo comunista agem sem ética diante do povo, seus eleitores.

Ora, Jo√£o Alberto (Carcar√°) n√£o tem √©tica, Sarney, Roseana, etc, da mesma forma como agem os pol√≠ticos do grupo de Fl√°vio Dino, como se v√™ todos os dias na Assembleia Legislativa, exemplificado aqui pelo arquivamento do processo do deputado COMUNISTA, Levi Pontes, no esc√Ęndalo do peixe.

E assim caminha o Maranh√£o em pleno ano de 2017, ap√≥s d√©cadas de pr√°ticas da “oligarquia” esperando que a “mudan√ßa” de fato aconte√ßa. J√° est√° na hora destas velhas pr√°ticas terem fim, o Maranh√£o precisa ser governado por pol√≠ticos que agem com √©tica de verdade.

Durante esta sexta-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) realizou audi√™ncia p√ļblica na cidade de Lago A√ßu. A audi√™ncia, que aconteceu na sede do Simproesemma do munic√≠pio, teve por objetivo tratar sobre a convoca√ß√£o dos aprovados no concurso de 2016.

Na ocasi√£o, in√ļmeros aprovados mostraram-se descontentes com a n√£o convoca√ß√£o at√© o presente momento.

‚ÄúEu n√£o estou pedindo favor. Eu estudei, me dediquei e passei em primeiro lugar. Por que fizeram concurso, se n√£o iriam convocar? Espero que seja feito logo algo. Isso √© desrespeitoso‚ÄĚ, desabafou Marta Santana, que foi aprovada em primeiro lugar para o cargo de enfermeiro.

Na tentativa de justificar a n√£o convoca√ß√£o dos aprovados, o Procurador do munic√≠pio, Robson Nascimento, disse que s√≥ n√£o houve ainda a convoca√ß√£o porque ainda h√° d√ļvidas quanto √† legalidade do concurso, mas deixou claro que o objetivo da atual gest√£o √© nomear os aprovados.

‚ÄúN√≥s estamos apurando ainda poss√≠veis irregularidades no concurso, mas desde j√° eu quero deixar claro que a atual gest√£o tem sim interesse em nomear os aprovados no concurso. Esperamos t√™-los em nosso meio nos pr√≥ximos meses‚ÄĚ, afirmou.

Sobre a situa√ß√£o, Wellington destacou a emergencialidade em se adotar provid√™ncias e fez refer√™ncia a postura do Minist√©rio P√ļblico.

‚ÄúJ√° encaminhamos of√≠cio ao Minist√©rio P√ļblico e esperamos que ingressem com uma a√ß√£o a fim de apurar essa situa√ß√£o. Nosso objetivo aqui √© encontrar um ponto comum entre os interesses dos aprovados no concurso e tamb√©m da Prefeitura. Enquanto deputado estadual, n√£o posso nomear. No entanto, reafirmo meu compromisso com os aprovados em concurso p√ļblico √©, assim, com a moralidade. Combater contrata√ß√Ķes irregulares √© lutar por uma Gest√£o mais eficiente‚ÄĚ, disse Wellington.

Ap√≥s a audi√™ncia p√ļblica, elencou-se alguns encaminhamentos, entre eles a oficializa√ß√£o da empresa respons√°vel pela realiza√ß√£o do concurso e, posteriormente, reuni√£o entre aprovados, Minist√©rio P√ļblico e Assembleia Legislativa com o intuito de sanar quaisquer d√ļvidas sobre a irregularidade no tr√Ęmite do certame.

 

O tradicional Bumba Meu Boi de Axix√° arrastou uma multid√£o, na √ļltima sexta-feira (23), num cortejo pela cidade, sob o comando de Leila Naiva, encantando a todos que aguardavam pelo grupo.

Nascido no meio do povo, o grupo folcl√≥rico se apresentou em frente √† Igreja de Nossa Senhora da Sa√ļde, reunindo f√£s e simpatizantes da brincadeira. Na ocasi√£o, tamb√©m aconteceu o batizado do Boi, que recebeu as b√™n√ß√£os do Padre Rob√©rio e dos padrinhos.

“√Č sempre uma honra trazer o Boi para Axix√°, sua origem, sua casa. E como √© gratificante ver o reconhecimento do povo de Axix√°. A gente faz o Boi todo ano pensando em cada axixaense, que carrega em si, o orgulho de ter um Bumba boi que √© refer√™ncia popular no folclore do Maranh√£o”, concluiu Leila Naiva. (Davi Max)

1 2 3 4 5 12