Monthly Archives: fevereiro, 2017

Em pleno carnaval, a cidade esvaziada…

População em paz nas suas casas. Como a grande maioria aproveitou para viajar, a cidade ficou calma. Nem o carnaval do circuito do Centro da Cidade foi capaz de quebrar o silêncio.

S√£o Lu√≠s do jeito que Jesus gosta…

O carnaval do Rio de Janeiro, com o diabo no coro, muitos acidentados, o “inferno de Dante” a quatro, ¬†com Acione e tudo, o jeito foi o prefeito irm√£o, Holandinha, contratar atra√ß√Ķes do gospel nacional para fazerem shows. At√© a√≠ beleza, o problema √© que a Cultura municipal, que, h√° anos n√£o paga algumas atra√ß√Ķes locais, at√© hoje, tem brincantes reclamando que nunca receberam seus pagamentos. N√£o pega bem para a igreja.

Calote √© pecado, irm√£o…

No clima de calma, o jeito foi contratar atra√ß√Ķes da igreja. Abaixo, postagem do Davi Max:

Comunistas recebem o “troco”

Sempre lucrando com a dicotomia do “Pr√≥-Sarney” e “contra-Sarney”, comunistas est√£o tendo que ouvir que o carnaval do Maranh√£o s√≥ existiu durante o governo “da branca”.

O carnaval falido de São Luís

Bem longe de S√£o Lu√≠s, os foli√Ķes ludovicenses foram buscar divers√£o em outras cidades. A cidade de S√£o Lu√≠s est√° vazia, o tr√Ęnsito fluindo bem, a cidade, enfim, ganhou ares de pacifica, tudo est√° calm√≠ssimo…

O carnaval falido de São Luís I

Tchau, Holanda-Dino…

Nossa “Marrom”, que sempre desfilou nos carnavais do RJ, apareceu dando tchau para HolanDino. A cantora maranhense, Alcione Nazar√©, surpreendeu o p√ļblico que lotou a Marqu√™s da Sapuca√≠ neste domingo (foto: Aquiles Emir).

Campanha eleitoral comunista:

Viram a√≠ o excesso de publicidade do governo comunista? Mas, n√£o eram eles que n√£o usariam a m√°quina p√ļblica em elei√ß√Ķes?

Uso antecipado das estruturas p√ļblicas do governo estava sendo feito abertamente, at√© que que a m√≠dia da capital deu o alerta.

Campanha eleitoral comunista I

Palanque eleitoral comunista, Fl√°vio Dino “comendo as carnes dos pobres”. Abaixo, algumas imagens mostrando secret√°rios do governo no uso escrachado da m√°quina p√ļblica em beneficio eleitoreiro:

Secret√°rios do governo de Fl√°vio Dino agora aparecem como apoiadores de eventos carnavalescos, na mesma propaganda que inclui tamb√©m o governo do Maranh√£o…

Nomes de auxiliares de Fl√°vio Dino (Clayton Noleto e Simpl√≠cio Ara√ļjo), que s√£o candidatos nas elei√ß√Ķes de 2018 ‚Äď aparecem em banner de patrocinadores de carnaval em A√ßail√Ęndia, ao lado de institui√ß√Ķes p√ļblicas, como Governo do Estado e Prefeitura; situa√ß√£o parecida ocorreu tamb√©m com M√°rcio Jerry, que desautorizou a propaganda (Marco De√ßa)

Aprende, Dino…

De tanto culpar os Sarney de tudo, comunistas receberam o “troco”. Depois do fracasso cultural, das festas do S√£o Jo√£o e carnaval, a galera das redes sociais n√£o perdoou e mandaram Fl√°vio Dino aprender ser populista (saber fazer uso da maquina p√ļblica) com Roseana Sarney.

H√° quem aposte na derrocada do antiga dicotomia “Pr√≥-Sarney, “Contra-Sarney”, e acrescente um nome novo, seria a “terceira via”.

A turma das redes sociais não poupou a tática dos comunistas de sempre culparem os Sarneys. E agora, a falência do carnaval foi de Roseana, Flávio Dino?

Al√ī, Procon: quem fiscaliza?

Internautas reclamando de postos de combustíveis que estão vendendo combustíveis adulterados. A tática criminosa, segundo alguns consumidores que foram lesados, foi anunciar que estavam vendendo pelo preço abaixo da tabela, mas, acrescentando misturas aos produtos:

Confira abaixo a denuncia retirada das redes sociais:

Campanha educativa? rarararar!!!

E para fechar, uma campanha publicit√°ria do Rio de Janeiro, em pleno carnaval para “conscientizar” os foli√Ķes contra ass√©dio.

Ser√° que vai funcionar no meio de tanta gente mal intencionada? De qualquer forma, aconselho usar “cintos de castidades”, n√£o levar celulares, nem carteiras. Lembrem-se da m√°xima comunista: “Arrast√Ķes s√£o exageros da m√≠dia”, quando estiverem sendo assaltados, mortos, violentados, estuprados, os bandidos s√£o “v√≠timas da sociedade”.

 

Roberto Rocha volta a criticar governador Fl√°vio Dino, de quem foi aliado

Roberto Rocha diz que Flávio Dino prometeu choque de capitalismo, mas está é dando choque nos capitalistas!

O senador Roberto Rocha (PSB), em mais um crítica ao governador Flávio Dino (PCdoB), de quem foi aliado na eleição de 2014, disse numa entrevista, que, ao contrário do prometido choque de capitalismo, está dando choque nos capitalistas, com sua política de aumento de impostos e outras dificuldades criadas aos empresários que querem empreender no Maranhão.

O senador chega a ser ir√īnico quando convidado a analisar a pol√≠tica de desenvolvimento do atual governo.

Aquiles Emir e Diego Emir:

O senhor acha que o atual governo tem sabido conduzir uma política de desenvolvimento para o Maranhão?, indagam os entrevistadores

– Qual √© essa pol√≠tica? Ampliar o que j√° existe, sem quebrar a l√≥gica perversa que mant√©m o Maranh√£o no atraso? √Č muito pouco para o nosso potencial, responde.

Onde ele estaria acertando e errando?, insistem os jornalistas.

Roberto Rocha: Acerta eventualmente no varejo, mas erra no atacado.

O principal erro, infelizmente, √© o interdito ideol√≥gico que n√£o permite ver que apenas com o desenvolvimento econ√īmico podemos sustentar um verdadeiro desenvolvimento social. Nesse sentido, minha maior diferen√ßa √© justamente de vis√£o do papel do Estado.

O governador anunciou um choque de capitalismo, mas até o momento tem dado choque apenas nos capitalistas, aumentando impostos e taxando a produção. Critico o comunismo para não ver meu estado sofrer um choque anafilático, critica o senador.

Leia mais em Maranh√£o Hoje.

Abaixo, duas importantes imagens de S√£o Lu√≠s¬†no per√≠odo momesco…

Uma tampa quadrada para um bueiro redondo?

Na imagem feita na manh√£ desta sexta-feira, 26, um dos muitos bueiros da Caema, que est√£o largados pela cidade atrapalhando o tr√Ęnsito. Se n√£o bastassem os muitos buracos no asfalto das vias, causados pelas chuvas (asfalto sonrisal), ainda temos os bueiros sem tampas. Local, Renascen√ßa II, pr√≥ximo do Curso Wellington.

Praias de São Luís estão sujas

Para fechar, um vídeo feito na tarde deste sábado de carnaval mostrando as praias sujas de São Luís:

O flagrante foi compartilhado nos grupos de whatsapp.

Rato é sempre aproveitador, se não cuidar, rouba o queijo e culpa  gato.

E n√£o √© que na botica local, o ratinho se faz de inocente? “A culpa √© dos perseguidores”. Ora, para quem aproveitou a “onda” e caiu na “cozinha do rei”, perseguindo e mentindo, jogar a culpa em gatos e fichinha pro botica.

Pode mentir, denegrir, acusar.

Aproveita o tempo, lambuza bem essa fu√ßa de roedor faminto, saboreia esse “gordo” queijo, mas, n√£o esquece que o mundo, igual o queijo √© redondo, d√° voltas. O¬†chato de ser mentiroso √© que sempre nos deparamos com a verdade, que √†s vezes pode demorar, mas, sempre aparece.

Até lá, ratinho.

Ivete brilha, Crivella falta e Salgueiro apresenta o diabo…

Depois de mist√©rio durante a semana, prefeito-bispo se ausenta e perde desfiles em homenagem √† cantora baiana e ao inferno da “Divina Com√©dia”.

Com o enredo ‘A divina com√©dia do carnaval’, a escola de samba Acad√™micos do Salgueiro desfila no Samb√≥dromo da Marqu√™s de Sapuca√≠, no Rio de Janeiro (RJ)

O primeiro dia de desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro come√ßou em baixo astral. A chuva e a trag√©dia que deixou oito pessoas feridas na apresenta√ß√£o da Para√≠so do Tuiuti esfriaram os √Ęnimos na Marqu√™s de Sapuca√≠.

Só com a presença da cantora Ivete Sangalo, tema do enredo da Grande Rio, é que as arquibancadas voltaram a se contagiar.
Pela primeira vez desde 1984, o prefeito da cidade n√£o prestigiou os desfiles no primeiro ano do seu mandato.

Depois de fazer mistério durante toda a semana, Marcelo Crivella não apareceu na Avenida para assistir às escolas do Grupo Especial. Ele, que é bispo licenciado da igreja Universal, também já havia quebrado outro protocolo simbólico do Carnaval Carioca. Na sexta-feira, Crivella não entregou a chave da cidade para o Rei Momo.

Salgueiro

Os fotógrafos da Sapucaí lamentaram a ausência de Marcelo Crivella. Imaginavam fazer imagens do prefeito ao lado de carros alegóricos com referência ao diabo (haviam três deste tipo no desfile do Salgueiro).

A escola da zona Norte do Rio levou para a Avenida um enredo sobre a Divina Comédia de Dante Alighieri. Especialmente no início do desfile, o impacto visual dos carros e fantasias foi muito forte. Sem erros, o Salgueiro deverá brigar pelo título. (retirado da reportagem da Veja)

Animação foi o que não faltou aos participantes do I Carnaval Social dos Idosos, promovido pela Prefeitura de São José de Ribamar por meio da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda, SEMAS. O evento reuniu mais de trezentos idosos atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

No sal√£o, que mais parecia um grande palco de apresenta√ß√Ķes, desfiles de fantasias com direito a torcidas e aplausos, chamava a aten√ß√£o. Dona Maria Rita que caprichou na fantasia, disse ter vivenciado um momento √ļnico de descontra√ß√£o e respeito aos idosos.

‚ÄúT√° de parab√©ns o nosso prefeito Luis Fernando que sempre respeitou a gente na oferta n√£o apenas de eventos como tamb√©m de projetos sociais que estimulam a gente querer viver com mais sa√ļde e alegria‚ÄĚ, disse a aposentada de 74 anos.

Para o prefeito, Luis Fernando, que tamb√©m caiu na folia juntamente com os idosos, n√£o existe satisfa√ß√£o maior que o sorriso no rosto de cada um. ‚ÄúO bom atendimento aos idosos √© uma prioridade de governo. Vamos incentivar a conviv√™ncia e a socializa√ß√£o deles por meio de eventos e projetos que resgatem a dignidade dos nossos idosos‚ÄĚ, finalizou o prefeito que foi recebido com bastante anima√ß√£o pelos idosos.

Pr√°tica de Dino √© a mesma de Lula: “N√≥s contra eles”…

Diante de tantos abusos do chamado esquerdismo, at√© as elei√ß√Ķes de 2018, se faz necess√°rio um “jejum ideol√≥gico”, como prop√īs o senador Roberto Rocha, diante do escalabro que a esquerda, em quase duas d√©cadas no controle do Brasil, deixou como resultado.

Diz o ditado: “Quem defende bandido √© bandido”. No Brasil, o PT est√° sendo investigado pelos esquemas de corrup√ß√£o de lesaram nossa p√°tria. Estamos falidos, no fundo do po√ßo, mas, o governador comunista tem a cara de pau de fazer palanques para os l√≠deres petistas.

Não é segredo para ninguém que a esquerda no Brasil inteiro está sendo sustentada pelo governo do Maranhão.

Palanque comunista: Flávio Dino usando estrutura do governo para lançar o próximo presidente do Brasil, caso Lula seja preso.

Mal intencionado, o l√≠der comunista usar√° (de novo) as estruturas p√ļblicas para defender Lula e Dilma, a continuidade do petismo, que tantos males trouxeram ao Brasil. Fl√°vio Dino n√£o mediu e nem medir√° esfor√ßos para defender e, sustentar a “esquerda”.

J√° o senador, Roberto Rocha (PSB) est√° correto quando diz que vivemos uma dicotomia prejudicial entre esquerda e direita, que √© preciso fazer um “jejum ideol√≥gico” para avan√ßarmos como na√ß√£o.

Em dois anos, Flávio Dino continuou as mesmas práticas que sempre condenou. Até 2018, o líder comunista não esconde que vai pavimentar a estrada do petismo (de Lula e Dilma), que destruiu o Brasil.

Lembram da promessa feita que: “os le√Ķes da direita e da esquerda n√£o comeriam as carnes dos pobres”, ditas por Fl√°vio Dino?

Em dois anos √† frente do Executivo, Dino subiu num pedestal (o mesmo que esteve ocupado durante 40 anos pelo Sarney) de l√°, comanda a politicagem, ordena seus teleguiados na Assembleia, ordenando gastos, fazendo empr√©stimo, aumentando impostos, investe dinheiro p√ļblico na falida “esquerda” liderada pelo Lula, transformando mentiras em verdades, etc.

Para quem tem d√ļvidas que os comunistas investiram dinheiro p√ļblico dos pobre do Maranh√£o para defender Dilma e Lula, √© s√≥ conferir nos links de not√≠cias sobre o PT na gest√£o Comunista, e cruzar as informa√ß√Ķes.

Fl√°vio Dino se acha o atual “dono do MA”, para defender, ajudar seus √≠cones da “esquerda” far√° tudo, inclusive gastar dinheiro dos pobres, confira abaixo:

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,entrega-de-casas-no-maranhao-vira-ato-de-desagravo-a-dilma,1741305

Antes de Fl√°vio Dino chegar ao “p√≥dio” da pol√≠tica maranhense, Sarney defendeu Lula, elegeu Dilma. Ainda hoje, Fl√°vio Dino corre para fazer o mesmo.

Quem diria, levou pouco tempo para que o governador Fl√°vio Dino esquecesse tudo que condenava e enveredasse pelas pr√°ticas de Roseana.

At√© agora, o pouco trabalho feito pelo governo comunista foi o resultado dos investimentos de outras gest√Ķes. Mas, esse detalhe a dicotomia politiqueira do “n√≥s contra eles” n√£o diz ou tem inten√ß√£o e mostrar.

Grupo que manda nas entranhas da m√°quina p√ļblica continua causando “caos” entre funcion√°rios concursados.

Concursados da Sa√ļde reclamam de retalia√ß√£o em massa promovida por subalternos da secret√°ria municipal de S√£o Lu√≠s. Segundo nota postada no facebook pelos funcion√°rios da Vigil√Ęncia Sanit√°ria, que tiveram seus direitos transferidos a ‚Äúaliados pol√≠ticos‚ÄĚ, ligados √† secret√°ria de Sa√ļde, Helena Dualibe (ainda no PMDB), que talvez nem tenha ci√™ncia da a confus√£o promovida seus subalternos.

Confira na nota retirada do facebook dos concursados da Sa√ļde municipal de S√£o Lu√≠s:

 

Governo, Leis, nada existe, de fato. O Poder Paralelo manda no Maranh√£o!

Meio assustado com a enxurrada de liga√ß√Ķes feitas durante a semana, destas, muitas n√£o falavam o motivo da liga√ß√£o, completavam, ou diziam algo (ficavam calados). J√° estou tomando as medidas de seguran√ßa para saber se meu n√ļmero est√° clonado.

L√≥gico que se trata de uma a√ß√£o de bandidos. Em 5 minutos recebi 5 liga√ß√Ķes. Qual empresa de Call Center ligaria repetidas vezes, sen√£o a ind√ļstria do crime, que deita e rola neste Maranh√£o de bandidos?

N√£o √© novidade alguma que bandidos est√£o realizando liga√ß√Ķes a cada minuto do Pres√≠dio de Pedrinhas sem que o Servi√ßo de Intelig√™ncia da Pol√≠cia Civil do Maranh√£o cumpra seu dever e fa√ßa valer a Lei.

Apesar das propagadas de uma sistema de detector de √ļltima gera√ß√£o que impede armas e celulares, sabemos que os l√≠deres das fac√ß√Ķes recebem tratamento vip nas depend√™ncias do Pres√≠dio de Pedrinhas.

Abaixo, algumas das liga√ß√Ķes.

Nota:

Durante √† tarde, uma liga√ß√£o local (982838563) de uma mulher querendo saber meu nome e logo ap√≥s ter falado, ela simplesmente desligou, sendo que as liga√ß√Ķes com DDD de SP e PA continuaram insistentemente durante toda a tarde.

1 2 3 11