Monthly Archives: Janeiro, 2017

Em poucas palavras, prefeito de Imperatriz mostra a dura realidade que foi deixada a cidade.

Em dois vídeos que ganharam as redes sociais, o prefeito Assis Ramos (PMDB) de Imperatriz, destaca seu primeiro mês à frente da segunda maior cidade do Maranhão.

Confira abaixo:

Asfalto sonrisal:

Assis Ramos enfrenta o problema de frente e promete fazer diferente: colocar asfalto de qualidade, que não dure apenas um ano e seja levado pela chuva.

Do blog do Luís Cardoso: Comunistas conseguiram jogar por terra todo esforça de tirar de uma vez por todas o grupo Sarney do poder.

Aumentaram os impostos, endividaram ainda mais o Estado com empréstimos que a população só irá terminar de pagar daqui a 25 anos. Oneraram ainda mais a máquina com cargos e salários aos “cumpanheiros”.

Alugando as emissoras de Lobão, loteando a Prefeitura da capital e os Poderes com gente ligada ao antigo esquema Sarney, fica difícil, aliás, impossível quando repetem as mesmas práticas de antes. Só nos resta lamentar, ou no caso, dar os parabéns por demostrarem como ser tão péssimos!

 

 

Muita pobreza. Das páginas policiais: Ostentador, Eike, sendo mostrado pela Globo, num camburão. 

Eike Batista: Um bom exemplo a  ser evitado…

No Brasil atual, boa parte da população, princialmente a juventude,  segue uma lógica bizarra: ostentar. Ser o que não é, exibindo como seu, aquilo que não tem.

Não vou me limitar aos blogueiros que tiram fotos em hotéis de luxo para exibir que sabem gastar, nem àqueles que vendem a alma, expondo a situações vexatórias personalidades da política, como foi mostrado recentemente pela novela da Rede Globo, que mostrava um jornalista fofoqueiro que ganhava muito dinheiro com seu blog extorquindo personalidades.

Curuzes!Juro que não estou falando de ninguém de nossa cidade.

Mas, o final melancólico do ostentador, Eike Batista, que teve livre acesso aos políticos de Brasília, Rio, também do Maranhão, foi pego em esquemas de corrupção e foi parar na cadeia. O pobre coitado, sequer tem formação superior, mas, ostentava horrores. Quanta pobreza!

Eike, que era mostrado em mansões, carrões, aviões (incluindo na lista, uma atriz da Globo), agora estampa as capas dos jornais. Das páginas policiais: ostentador, Eike Batista, sendo mostrado pela Globo, num camburão.

Comunistas não perdem tempo…

Flávio Dino se deixando fotografar no supermercado dos seus sonhos, o Mateus. Como diz a máxima do capitalismo: tempo é dinheiro. Corre Flávio Dino, 2018 está bem aí…

A seguir, imagens do blogueiro Luis Pablo mostrando o chefão do comunismo do Maranhão em momentos pop.

Nota do blog:

Depois que mostraram Roseana Sarney fazendo compras em supermercados da Ilha, na semana passada, a equipe de marketing político do candidato de número 65, que diz estar com 62% de popularidade, correu para mostrar o comunista comprando até penico no supermercado dos seus sonhos.

Te esconde, Waldir, a metralhadora Pedetista começou a atirar…

Os aliados do prefeito Edivaldo Holanda não escondem suas preferências pelo candidato a senador em 2018.

São claras as intenções de desgastar o pepesista Waldir Maranhão por uma das vagas ao senado nas eleições de 2018, prometidas pelo governador Flávio Dino. Enquanto isso, a detonação apenas começou. Vale lembrar que essa turma do PDT, que detém as emissoras de Edinho Lobão (PMDB), são os mesmos que perseguiram e detonaram boa parte dos candidatos a prefeitos de São Luís, para favorecer a reeleição do prefeito Edivaldo.

Como no Maranhão sem pre que acaba uma eleição inicia-se outra, os “cumpanheiros” pedetistas já querem ‘metralhar’ o Waldir Maranhão.

Confira abaixo:

Seria mais produtivo se ele ocupasse o tempo para explicar sobre os muitos prédios alugados na cidade. Poderia falar mais sobre alugueis fantasmas, viaturas de placas de Manaus. Mas, nada disso. Jerry foi discutir baixarias.

Baixarias comunistas:

Com a desculpa de “elevar o discurso político” Márcio Jerry foi novamente para o sistema de emissoras de Edinho Lobão para anunciar que vai gastar mais dinheiro com propagandas e justificar o injustificável, como os alugueis fantasmas aos companheiros do Partido Comunista, que o próprio preside.

Em poucas palavras uma transcrição básica daquilo que foi a “entrevista” do secretário de Comunicação e Articulação do governo comunista, Márcio Jerry, conhecido no baixo clero da política como “o primeiro ministro da Baixaria”.

Jerry defender Flávio Dino:

O roteiro é o mesmo de sempre, desde que ficou conhecido na politica ludovicense pelas disputas políticas (sobretudo das disputas da UFMA) e do controle do partido dos sonhos da dupla Dino e Jerry, o PT.

Baixarias comunistas I:

Imaginem um secretário de Estado se prestar a papeis baixos, de usar um cargo público para tentar construir uma verdade em cima de princípios mentirosos?

É justamente isso que fazem os comunistas do Maranhão, sobretudo usando jornalistas e blogueiros, que são pagos com dinheiro do Estado, para defender e bajular Dino e Jerry.Alguma diferença daquilo que fazia Roseana Sarney? Nenhuma, Jerry paga emissoras, jornais revistas sites e blogues para ser bajulado. Para transformar sua mentira em verdade.

Baixarias comunistas II:

Sem responder ao óbvio, Jerry levou para os ouvintes da Rádio Difusora, que pertence ao grupo do senador Lobão, para falar de desafetos políticos, que são muitos.

Principalmente o senador Roberto Rocha., a quem Jerry jura de pé juntos que nunca falou mal do senador. Abaixo, deixarei os prints do Tuíter de Márcio Jerry:

Abaixo, Jerry comentando a visita de uma deputada ao senador durante confraternização de final de ano.

Tem mais baixarias, mas, vou parar e deixar apenas essa:

Jerry alegando que o ex-governador do Maranhão, pai do senador Roberto Rocha(PSB) teria se “apropriado” do terreno da PM (Policia Militar) para construir a Rádio Capital, no retorno do Calhau.

Uma ofensa e tanto, talvez por isso, o senador Roberto Rocha, com toda razão tenha se afastado do grupo de Jerry e Dino:

 

Nota:

Expert na arte de separar pessoas, Jerry afastou Rocha de Dino, assim, como outras pessoas que caminharam com seu grupo.Eu próprio fui “escorraçado” depois de vários ano militando na esquerda maranhense.

Talvez por ciúmes, Márcio Jerry age desta forma.

A captura, transporte, industrialização, beneficiamento e comercialização do caranguejo-uçá está proibida no município de São José de Ribamar durante o período de “andada” da espécie, o chamado defeso. As datas das temporadas para 2017 já foram divulgadas e devem ser seguidas para a preservação da espécie.

De acordo com o secretário municipal do ambiente, Nelson Weber, a campanha de conscientização no município já foi iniciada e será fiscalizada de perto, “Vamos intensificar a campanha para que seja preservado nosso bem natural e assim garantir o produto durante todo o ano”, disse.

Além do Maranhão, as instruções normativas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Meio Ambiente, são recomendadas para os estados do Pará, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe além da Bahia.

A chamada “andada” é caracterizada pelo período que os caranguejos machos e fêmeas saem para o manguezal e a partir daí acasalam e liberam os ovos.

Quem trabalha com o caranguejo-uçá poderá realizar a atividade nos períodos de andada se fornecerem a relação detalhada dos estoques de animais o Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em cada Estado ou ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, nas áreas onde existem Unidades de Conservação Federais.

O transporte da espécie só será permitida caso o Ibama emita uma Guia de Autorização de Transporte e Comércio, comprovando que o estaque foi declarado. Caso o produto da captura for apreendido pela fiscalização, vivo, deverá ser liberado, em seu habitat natural.

O Secretário de Direitos Humanos do Parlamento Amazônico, deputado Wellington do Curso (PP), apresentou indicação, na manhã desta quinta-feira (26), na Assembleia Legislativa, e encaminhou oficio à presidência e à coordenação geral do Parlamento Amazônico, solicitando que a próxima Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico, em março de 2017, seja realizada na cidade de Imperatriz.

A proposição foi encaminhada ao Presidente do Parlamento Amazônico, deputado estadual Sinésio Campos (PT/AM) e ao Coordenador Geral do Parlamento Amazônico, Flávio Ricardo Castro.

Essa será a segunda reunião do Parlamento Amazônico no Maranhão. Desta vez, o deputado Wellington indicou a cidade de Imperatriz, por ser a segunda maior cidade do Maranhão e ser considerada, ainda, o Portal da Amazônia. A Amazônia maranhense é dona de rica biodiversidade, ocupa 26% do bioma amazônico, encontra-se em 62 municípios do Maranhão e representa, em termos de bioma, 34% do território do Estado.

“Nós solicitamos que ocorra a a XI Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico na cidade de Imperatriz devido a vários fatores. Um deles, sob o ponto de vista ecológico, é o fato de Imperatriz apresentar uma grande diversidade de espécies de plantas e animais. Em virtude de suas características, Imperatriz já recebeu o título de Portal da Amazônia e é por isso que é muito importante que a próxima reunião do Parlamento aconteça aqui, tendo por objetivo deliberar sobre questões principalmente sobre o meio ambiente, educação ambiental, extração ilegal de madeira, sustentabilidade e desenvolvimento econômico da região amazônica no Maranhão”, disse Wellington.

A pedido do deputado Wellington, em 2015, aconteceu a III Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico no Maranhão. A solenidade aconteceu no Plenário Nagib Haickel, na Assembleia Legislativa, e contou com a presença do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); do presidente do Parlamento Amazônico, deputado Sinésio Campos (PT); do deputado estadual Diogo Moraes (PSB/PE), representando o deputado Sandro Locutor (PPS/ES), presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale); do subdefensor geral do Estado, Werther de Moraes Lima Junior; além de outros parlamentares, acadêmicos e pesquisadores.

A décima Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico acontecerá no dia 16 de fevereiro, em Marabá, no Pará. Será durante o evento a deliberação sobre o pedido para Imperatriz sediar a reunião do Parlamento Amazônico.

Culpa de hospitais e escolas fechadas pode respingar nos aliados de Flávio Dino…

Na reportagem do Bom Dia Brasil de hoje, 26, não ficou dúvidas que o problema do município é político, gerado pelo grupo de veradores ligados ao deputado governista, Roberto Costa (PMDB). A explicação para o imbróglio político que tomou conta do município de Bacabal no Maranhão, pode estar na derrota que o candidato do PMDB, Roberto Costa sofreu nas urnas do candidato Zé Vieira do(PR).

Briga na justiça:

Zé Vieira teve o mandato questionado pelo adversário, Roberto Costa (PMDB), devido uma condenação já transitada em julgado por improbidade administrativa. Mas, teve sua posse garantida pelo TSE. O problema agora, são as contas do município, que foram travadas por outra ação na justiça, desta vez, movida pelos vereadores da oposição ligados ao grupo de Roberto Costa e João Alberto.

O problema gerou o fechamento dos hospitais de Babacal pode respingar no governo comunista.

Confira a reportagem na integra clicando aqui:

O professor e deputado estadual Wellington do Curso (PP) apresentou indicação na Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (25), solicitando a ampliação do número de vagas para a Educação Básica em São Luís. A proposição será encaminhada ao Prefeito e ao Secretário Municipal de Educação.

Essa não é a primeira vez em que Wellington se manifesta em defesa da educação. Desde 2015, o parlamentar cobra ações, a exemplo das 25 creches prometidas pelo atual Prefeito. Dessa vez, além de indicação, o deputado Wellington apresentou ainda ofícios em que solicita da Prefeitura providências, diante dos vários casos de mães que não conseguiram vagas para seus filhos na Educação Básica, mesmo madrugando em filas.

“Recebemos várias denúncias de pais revoltados com o fato de precisarem madrugar em uma fila para conseguir uma vaga para seus filhos menores de 06 anos. Estamos diante do absurdo que é ter uma criança sem escola por incompetência da Prefeitura. Alertamos para isso desde 2015, quando cobramos do Prefeito a construção das 25 creches que ele prometeu. Deixamos aqui essa solicitação que não é nossa, mas sim de mães, principalmente, as mais carentes que sofrem por não ter onde deixar seus filhos. Se a educação não é prioridade, fica o questionamento: qual o futuro que queremos?”, disse Wellington.
O deputado Wellington encaminhou ainda ofício ao Ministério Público, solicitando que acompanhe e atue no sentido de evitar que crianças fiquem sem ter onde estudar.

“Estamos apenas formalizando as reivindicações de vários pais e mães. Queremos apenas garantir que todas as nossas crianças tenham onde estudar.”, disse o professor Wellington. (blog do Robert Lobato)

1 2 3 13