Monthly Archives: outubro, 2016

diego-emirJuiz é visto empenhado em campanha de filho em seção eleitoral de São Luís

Ainda na tarde desse domingo, 02 de outubro, dia de eleição, um posto de combustível onde vários carros com adesivos de campanha do candidato Osmar Filho, teve a presença da Polícia Federal, que atendeu a uma denúncia de derrame de dinheiro.dieg

O juiz Osmar Gomes está hoje empenhado na eleição do filho, o vereador Osmar Gomes Filho e do prefeito Edivaldo Holanda.

O pai do candidato foi flagrado no momento que estava fazendo campanha na frente das sessões 2224 e 2233 no São Francisco.

O problema é que, como juiz, ele é proibido de realizar atividade partidária. (Informações e fotos do blog do Diego Emir).

As pesquisa$ “encomendada$” em São Luís estavam erradas, terá segundo turno. A grande surpresa veio de Imperatriz, povo deu recado ao governador, que mandou prender policiais…

O Palácio dos Leões perdeu na segunda principal cidade do Maranhão, Imperatriz surpreendeu a máquina de triturar dos comunistas, e fez um prefeito do PMDB.

Na capital, embora esconda, o deputado Eduardo Braide, que tem DNA político do Sarney, disputará com Edivaldo Holanda.

Em São Luís, capital do Maranhão, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que disputa a releição, diferente das pesquisas que deram vitória ainda no primeiro turno,  terá que esvaziar os apoios de Eduardo Braide, o “aventureiro”, que já estaria telefonando para os candidatos derrotados.

O PMDB de Roseana Sarney, como esperado, levou a cidade turística de Barreirinhas.

itz

“Na hora de votar, se quiser, pode mudar”, disparou Wellington a Edivaldo.

Há exatos quatro anos, Edivaldo Holanda fez o mesmo trajeto anunciando que ia votar pra mudar.

Candidatos a prefeito se  encontram na mesma zona eleitoral. Na entrada do Colégio Dom Bosco do Renascença, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior ouviu do candidato Wellington, que ao entrar na cabine para votar e sentisse o desejo de mudança, que ele ficasse à vontade.

Wellington estava acompanhado do senador Roberto Rocha e de seu vice, Rocha Júnior.

screenshot_20161002-124022

 

Comunista iniciou debate atacando outros candidatos, a Rede Globo, e acabou levando na cara esculhambação da emissora, que foi aplaudida.

Jandira Feghali diz em debate no Rio que Globo ‘apoiou o golpe’ e TV retrucapcudob

Um dos momentos mais provocativos do debate da TV Globo entre candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, 29, não foi um embate entre políticos. O clima ficou tenso entre a candidata Jandira Feghali, do PCdoB, e à própria emissora de televisão.

Em sua primeira participação, Jandira preferiu atacar à Globo. “Boa noite, nós estamos aqui na TV Globo e eu não poderia deixar de registrar que essa emissora apoiou o golpe contra à democracia e contra uma mulher eleita. Esse golpe interrompeu o mandato de uma mulher eleita, que melhorou a vida de todos os vocês e investiu muito nesta cidade”, afirmou Jandira, referindo-se ao processo de impeachment da ex-presidente da República Dilma Rousseff.

Nos últimos segundos de sua pergunta, a candidata se limitou a dizer: “Pedro, como você jogou tanto voto fora e agora pede voto?”. Ela se dirigiu a Pedro Paulo, candidato do PMDB.

A jornalista Ana Paula Araújo repreendeu a candidata do PCdoB e chegou a ser aplaudida no estúdio. “A TV Globo foi citada pela candidata Jandira e eu quero, por respeito a você telespectador, esclarecer que a TV Globo não é obrigada a realizar debate. Se a emissora faz isso, é exatamente por apreço a democracia e inclusive se expondo a ter críticas ao vivo dos candidatos que estão aqui”, disse. “Quero lembrar também que não é a TV Globo que está sendo avaliada aqui, são os candidatos e é você de casa que vai poder ver as propostas e comparar as ideias e ver quem é que tem mais compostura e competência para ser prefeito do Rio.” (Conteúdo do Estadão) Confira o vídeo abaixo:

“Bandoleiro da blogosfera” ataca de novo…

A mulher do senador Roberto Rocha (PSB),Ana Cristina Diniz Rocha, lançou uma nota de repúdio a respeito de uma matéria vinculada em um Blog alinhado ao secretário de estado Márcio Jerry, com o título “Roberto Rocha quer esposa no comando da saúde de Imperatriz”.

20161001_153238

Segundo a nota, Ana Cristina classificou a matéria como uma infâmia, e que tudo não passou de uma armação e mentira para querer atacar a sua dignidade e honestidade de sua família. (Kiel Martins)

Veja a nota:

Repúdio a uma infâmia

Certamente atendendo a encomenda de cunho eleitoreiro, o Blog Luís Pablo publicou uma nota sugerindo que o senador Roberto Rocha, meu esposo, estaria exigindo para mim uma secretaria na futura administração Hildon Marques, em Imperatriz. Evidente que se trata de uma inverdade, da mesma forma que reproduz, com claro intuito infamante, uma referência sabidamente equivocada sobre a minha participação na equipe da Prefeitura de Balsas.

Sobre a fantasiosa secretaria em Imperatriz, de tão inverossímil e despropositada, a intriga não merece maiores desmentidos. Quanto à infâmia sobre a Prefeitura de Balsas, o próprio Blog Luís Pablo, em 10 de dezembro de 2015, publicou matéria sobre minha pronta e destemida iniciativa na elucidação do equívoco, afastando, à época, a falsa referência, que agora, mais uma vez, injuriosamente foi feita.

Aproveito a oportunidade para agradecer aos inúmeros amigos e amigas que, em solidariedade, dirigiram-me palavras tão carinhosas.

Ana Cristina Diniz Rocha.

20161001_153220

Por qual razão bandidos continuam usando celulares nos presídios ordenando ataques à população?

A resposta embora pareça ser tão simples de responder, os comunistas preferem dar voltas para tentarem achar algum culpado para tamanha falha. Seria mais correto assumirem suas falhas, mas, preferem jogar a culpa nos outros.

Como pode ser isso, bandidos reclamando de regalias que foram cortadas? Quer dizer que existiam acordos?

Abaixo, fiquem com a justificativa do governador Flávio Dino, dada aos seus jornalistas na TV Difusora, alugada pelo PDT, partido do prefeito Edivaldo, que é seu candidato à reeleição.

john

 

Eleições de 2016 marcam levante fascista no Maranhão

deca1

As eleições de 2016 devem ser retratadas no futuro como o ano em que o Maranhão flertou com as piores práticas fascistas. Sob o domínio de Flávio Dino, aliados foram traídos, adversários foram atacados, funcionários públicos foram perseguidos e nenhum esforço foi medido para a manutenção do poder do seu grupo.

Nos últimos dias da eleição policiais militares em Imperatriz que não apoiam a candidatura do governo, Rosângela Curado, foram transferidos para outras cidades. O major Jenilson Lindoso denunciou a prática e acabou preso.

O prefeito de Barreirinhas, Léo Costa (PDT), teve sua candidatura à reeleição bombardeada pelo Palácio dos Leões. Costa foi um dos grandes aliados de Flávio Dino em 2014. Mesmo assim, isso não impediu que o governador o apunhalasse e impusesse uma candidatura do PCdoB (partido do governador).

Coroatá, reduto de um dos maiores adversários de Flávio Dino, foi sitiada pelas forças de segurança do governo. Ricardo Murad denunciou o “cerco” feito na cidade que contou, inclusive, com escutas telefônicas.

Prefeitos que tinham convênio com o governo e não estavam alinhados ao projeto dinista, tiveram os recursos sumariamente cortados. Caso do prefeito Carrinho, de São Bento. Que, mesmo sendo do partido da base do governo, enfrenta como candidato do PCdoB nada mais nada menos que Luizinho Barros, preso pela Polícia Federal poucos meses antes das eleições.

Em São Luís até mesmo a Procuradoria Geral do Estado foi usada para perseguir o candidato Wellington do Curso. A vida do candidato sofreu uma verdadeira devassa e documentos que deveriam ser mantidos sob sigilo foram vazados quase que diariamente. E, apara completar, até acusado indiretamente de ser membro de facção criminosa o candidato foi.

E para piorar, fontes denunciam que o governo montou um consórcio entre institutos de pesquisa para alavancar seus candidatos. A tática consistia em inflar números e influenciar os votos úteis. O problema é que nem mesmo aliados ficaram longe da linha de fogo. Caso de Eliziane Gama, alvo predileto das pesquisas em São Luís mesmo sendo aliada do governador.

Os casos acima apenas refletem o momento absurdo e obscuro da política maranhense. Um surto de fascismo sem precedentes na história.

Por: José Linhares Jr. Data de publicação: 29/09/2016

Ditadura comunista acusa, julga e condena em tempo de eleição para desagastar candidato que não bajula…

Grupo de Flávio Dino passou a eleição municipal de 2016 criando clima de acusações para Wellington do Curso. A intenção era desgastá-lo, fazendo julgamentos contra sua imagem, colando nele a imagem de Sarney, de não pagar IPTU, tiveram a audácia de sumir com um processo e levar para um apresentador da Difusora para acusar Wellington de “grilar terreno”.

Chamaram de gay, e, por fim, estão chamando agora de “bandido” ligado a facções criminosas.

Os comunistas chegaram ao poder com a união de forças. Mas, passados dois anos, já brigaram com muita gente, com deputados, senadores, até prefeitos, como das cidades de Barreirinhas (Léo Costa); Imperatriz (Madeira); Lago da Pedra (Maura jorge); e por fim, com o prefeito de Santa Inês ( Ribamar Alves) que chamou Flávio Dino de ditador (reveja aqui).

Observem abaixo, a defesa do advogado dos DH, Antônio Pedrosa (PSOL) ao candidato Wellington do Curso, enquanto o secretario de Estado da Articulação Politica e Comunicação, que tenta emplacar uma membro do PCdoB como vice prefeito de São Luís, usa palavras para atacar Wellington:

pedrosatwtdenuncia

“Quer conhecer alguém, dê-lhe poder”…

jerry

Confira nessa reportagem da Folha de São Paulo e veja quem tem acesso às facções criminosas  e “negocia” com bandidos: Clic aqui:

Candidato reafirmou seu compromisso de reconstruir a cidade e fazer uma administração ainda mais vantajosa.luis-fernando-comicio-final-2

O candidato a prefeito de São José de Ribamar pela coligação “Aliança Democrática Ribamarense”, Luis Fernando Silva (PSDB), realizou, na noite dessa quinta-feira 29, o último comício de sua campanha eleitoral no município.

O evento, que teve também a participação do vice do tucano, Eudes Sampaio, contou com a presença de cerca de 7 mil pessoas.

Luis Fernando reafirmou seu compromisso de reconstruir a cidade e fazer uma administração ainda mais vantajosa. O tucano também agradeceu o carinho que recebeu da população, durante toda a campanha, e pela parceria dos mais de 130 candidatos a vereador das coligações que defendem o seu nome e de seu vice.

“Fizemos uma campanha limpa, propositiva e conversando com as pessoas. Fui recebido com muito carinho e respeito pelo povo e pelos candidatos que me acompanharam. E tudo isso será retribuído com muito trabalho nos próximos quatro anos”, assegurou o candidato. (Robert Lobato)

1 13 14 15