Monthly Archives: junho, 2016

Onde foi parar o dinheiro da Odebrecht, deu cupim?

Em São José de Ribamar não se fala noutra coisa. “Dessa vez os Cupins vão cair”, não é possível que uma conexão tão forte com indícios tão visíveis de esquemas ilícitos vão cair no esquecimento da justiça, como tem acontecido ao longo de quase 8 anos na cidade balneária de Ribamar.

Segundo a coluna do jornalista Cláudio Humberto, a Odebrecht Ambiental, que é investigada na Operação Lava-Jato, fechou contratos milionários com as duas cidades onde os cupins mordem tudo. Segundo se comenta na cidade, a empresa não trouxe melhorias, apesar dos contratos milionários feitos com a Odebrecht Ambiental.

Moradores especulam ainda que, a empresa que foi contratada na gestão de Gil Cutrim (Cupim) e que está na mira dos investigadores da operação Lava-Jato, entregou de mãos beijadas verbas milionárias para a aquisição dos luxuosos apartamentos que o clã político ostenta em nome de laranjas na Península da Ponta da Areia, onde metro quadrado é a preço de ouro.

Abaixo, recorte do CH: 

Claudio-Humberto-Odebrecht-e1466708563893

Conflito pelo Poder: PSB e PDT:   Dino & Jerry x Rocha & Ildo

Público mobilizado pela Juventude do PSB em apoio ao deputado Ildo Marques em Imperatriz, um fato político contrasta com ida de Dino & Jerry à região Tocantina, para evento do PDT, que apoia a pré-candidata a prefeita pelo Palácio dos Leões, Rosangela Curado (PDT), que recentemente foi expulsa do governo por Marcio Jerry, que via nela uma sarneisista.

Recepção calorosa de Ildo em Imperatriz foi visto como sinalização de Rocha ao governo

Recepção calorosa do PSB a Ildo Marques em Imperatriz foi interpretada como sinalização de Rocha ao governo em 2018.

Que aconteceu agora, Curado deixou de ser uma ameaça a Jerry? Mas, vamos ao que interessa.

Flávio Dino esqueceu dos “Leões famintos”?

O conflito de candidaturas se dá pela disputa ao governo do estado nas eleições de 2018. De um lado Rosangela Curado, do PDT, poderá, se eleita, apoiar a candidatura de Weverton Rocha a governador em 2018.

Por outro lado, Ildo Marques deverá, se aleito, apoiar o candidato de sua legenda, Roberto Rocha a governador. No meio de disputas acirradas, as promessas  de Flávio Dino cairam no esquecimento.

Ildon Marques chega a Imperatriz e é recebido pela Juventude do PSB

Em Imperatriz, uma multidão foi esperar pela chegada do empresário Ildon Marques (PSB) no Aeroporto da cidade, nesta quarta-feira, 23, ao meio-dia.

A mobilização foi organizada pela JSB (Juventude Socialista Brasileira) de Imperatriz e simpatizantes da pré-candidatura de Marques à prefeitura da cidade.

Acompanhado de André Fufuca, do senador Roberto Rocha e de vereadores da cidade, o empresário seguiu em carreata para o centro de Imperatriz. Ildon Marques comemora o mandato na Câmara Federal, em substituição ao deputado e coordenador da bancada, André Fufuca (PP), que tirou uma licença de 120 dias, segundo ele próprio, para dedicar-se às bases eleitorais e reorganização do PP (Partido Progressista) no estado durante todo o processo eleitoral deste ano.

 A permanência do ex-prefeito no mandato tem efeitos decisivos nas eleições municipais, considerando que é um dos favoritos à disputa. Roberto Rocha é tido como um dos articuladores da manobra que garante a Ildon Marques a possibilidade de ser um dos mais fortes candidatos à prefeito do segundo maior colégio eleitoral maranhense nas eleições de 2016.

O ex-ministro do Planejamento do governo Lula e das Comunicações no primeiro governo Dilma, Paulo Bernardo, foi preso nesta quinta-feira (23) em um desdobramento da 18ª fase da Operação Lava Jato, em Brasília. Ele é marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que estava com Bernardo no apartamento funcional, em Brasília, quando a polícia chegou.

Outro ex-ministro de Dilma Carlos Gabas (Previdência) teve a casa alvo de busca e apreensão.

Inicialmente, a PF informou que Gabas foi alvo de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada a depor. No entanto, o juiz que autorizou o mandado disse que Gabas deveria ser informado pelos policiais que teria o direito de ficar em silêncio e, nesse caso, não seria obrigado a ir para a delegacia prestar depoimento. Como Gabas disse que não falaria com as autoridades, pôde ficar em casa. 

Um mandado de condução coercitiva foi para o jornalista Leonardo Attuch, que administra o blog ‘Brasil 247’. Ele já havia aparecido nas investigações da Lava Jato como suspeito de ter recebido dinheiro por serviços não executados.

Entre os que foram presos está Valter Correia, secretário de Gestão do prefeito Fernando Haddad, em São Paulo.

Há ainda um mandado de prisão preventiva para o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que, condenado na Lava Jato, está preso desde 2015. Outro ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, também tem mandado de prisão. Ele é marido da ex-ministra do Desenvolvimento Social no governo Dilma, Tereza Campelo, e próximo ao ex-ministro José Dirceu.

No entanto, até o início da tarde desta quinta, ele ainda não havia sido detido pela PF, que não o encontrou em casa. Em entrevista à Rádio Gaúcha, mais cedo, Ferreira disse que está “tranquilíssimo”. “Nunca, em momento algum nos quatro anos que eu estive à frente da secretaria de finanças do PT, vinculei doação a contrato”, afirmou Ferreira na entrevista.

Além das prisões relacionadas ao PT, policiais federais foram à sede do partido no centro de São Paulo. Os presos e o material apreendido serão encaminhados à sede da Polícia Federal, na capital paulista.

A PF informou que o objetivo da operação, batizada de Custo Brasil, é apurar o pagamento de propina referente a contratos de prestação de serviços de informática pela empresa Consist no valor de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, a pessoas ligadas a funcionários e agentes públicos ligados ao Ministério do Planejamento.

Agentes da Polícia Federal realizam buscas na sede do PT Nacional em São Paulo. A ação faz parte da Operação Custo Brasil, que integra a Lava Jato, investigando o pagamento de propina entre os anos de 2010 e 2015 a pessoas ligadas ao MPOG (Foto: Suamy Beydoun/Futura Press/Estadão Conteúdo)Agentes da Polícia Federal realizam buscas na sede do PT Nacional em São Paulo. A ação faz parte da Operação Custo Brasil, que integra a Lava Jato, investigando o pagamento de propina entre os anos de 2010 e 2015 a pessoas ligadas ao MPOG (Foto: Suamy Beydoun/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Um mandado de prisão preventiva tem como alvo advogado Guilherme de Salles Gonçalves, que participou da campanha da senadora Gleisi Hoffmann para o Senado, em 2010, e à prefeitura de Curitiba, em 2008. Ele não foi detido porque está no exterior, de acordo com a Polícia Federal.

Carro da PF em Curitiba (Foto: Sérgio Tavares/ G1)PF cumpriu mandado de busca no apartamento
da senadora Gleisi (Foto: Sérgio Tavares/ G1)

Ao todo, a operação tem 65 mandados judiciais em São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Distrito Federal.

Do total de mandados nesta quinta, 11 são de prisão preventiva, 40 de busca e apreensão e 14  de condução coercitiva, quando a pessoa é levada a prestar depoimento. Um dos mandados de busca foi cumprido na casa de Bernardo e Gleisi, no bairro Água Verde, em Curitiba.

Em nota, a defesa de Paulo Bernardo disse que a prisão é ilegal e que o ex-ministro não teve envolvimento em eventuais irregularidades no Planejamento (veja nota dos advogados no final desta matéria).

Por telefone, Gabas falou à GloboNews que está em casa e à disposição para esclarecimentos. Ele disse ainda que quer que tudo seja esclarecido, que os culpados paguem e os inocentes sejam absolvidos e liberados.

Esquema
De acordo com a Polícia Federal, o Ministério do Planejamento, entre 2010 e 2015, direcionou a contratação da Consist para operacionalizar o crédito consignado a funcionários públicos da União.

“Segundo apurou-se, 70% dos valores recebidos por essa empresa  eram repassados a pessoas ligadas a funcionários públicos ou agentes públicos com influência no MPOG [Ministério do Planejamento] por meio de outros contratos – fictícios ou simulados”, disse a PF.

Ainda segundo os investigadores, um escritório de advocacia ligado a Paulo Bernardo recebeu cerca de R$ 7 milhões entre 2010 e 2015 por meio de esquema.

Os crimes investigados na operação são de tráfico de influência, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com penas de 2 a 12 anos de prisão.

Fonte: G1

TV Difusora assume linha editorial comunista… 

A mudança não aconteceu em São Luís, junto do desgaste de Edivaldo, estão seus aliados, entre eles, o líder do PDT no Maranhão, deputado Weverton Rocha, que saiu em defesa do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior do PDT.

Weverton teve que mostrar suas claras intenções.edivaldo_weverton-550x312

Divulgação da pesquisa feita por líder do PDT foi muito abaixo da realidade. Hoje pela manhã, em pleno horário nobre da TV, o deputado federal Weverton Rocha demostrou sua preocupação pelos números das pesquisas de intenções de votos da capital.

De posse dos números, que estão bem acima do esperado, Weverton Rocha teve que fazer uma leitura que maquiava a intenção popular. Ora, colocar a culpa do caos existente na cidade em “crise financeira” foi apelação braba. Edivaldo teve tempo e recursos, apoio dos governos federal e estadual, até dinheiro de fundos internacionais entraram no caixa municipal de São Luís. A verdade é que existe uma crise é de gestão. Quem manda lá, afinal?

Todos sabem que prefeitura de capital recebe recursos até mundial, mas, afirmar que Edivaldo é vitima não colou. Portanto, justificar o caos de São Luis por “crise mundial” pareceu desespero de um político que tem boa parte da administração municipal ao seu controle.

Sem falar que, Weverton se fortaleceu politicamente do espolio deixado por Jackson Lago na legenda trabalhista, o PDT, que tem a seu favor um império  de comunicação que já assumiu a linha editorial comunista, que trabalha para eleger o candidato do Palácio dos Leões.

Abaixo, a real preocupação dos aliados do Palácio dos Leões:

Pesquisa-01-1

Começou a baixaria eleitoral

Uma vergonha: Alguns blogueiros, sabe-se lá por qual motivo, tentam manchar a imagem de Wellington do Curso, que tem crescido na intenção de votos.

A intenção dos blogueiros é clara, “de repente”, aparecem ligando a imagem do pré-candidato a prefeito da capital a políticos corruptos. Pura apelação barata (ou cara).

Muitos destes blogueiros, os mesmos que exibiram as imagens da garota que se jogou de prédio após cometer suicídio não merecem atenção. Não vão conseguir sujar a imagem de Wellington.

luispablo

Outro suicídio, a noite chuvosa de trovoadas e apagões parecia chorar a dor dessa perda.  

Após suicídio de uma jovem a sociedade aparentemente estarrecida começa a despertar. Em primeiro lugar, quero deixar toda solidariedade à família enlutada, que tem toda razão de discorda da exposição da jovem, que, aliás, gerou toda celeuma no meio jornalístico. Um trecho enviado por um amigo merece destaque do blog:

Devemos ficar atentos aos sinais

Devemos ficar atentos aos sinais

O lamentável é que uma vida se perdeu. Lamentável que existem outras vidas e que talvez ninguém esteja enxergando seus sinais. Isso, sim, merece uma profunda reflexão.

Enquanto chovia forte durante a noite, nos grupos de whatsapp da imprensa de São Luís, uma acirrada discussão ganhava corpo, diante das imagens mostradas em alguns blogues.

A perda de uma vida deveria ser o mais critico para nós, mas, ninguém se apercebe deste detalhe.

As especulações e noticias são de menos, fico pensando em quantas vidas, a exemplo da jovem Lara Sena, que escolheu o mesmo local que meses atrás alguém se jogou para a morte, passam despercebidos em nosso meio sem darmos a devida atenção que merecem.

Quantos estão neste exato momento próximos de perderem a vida? Que estamos fazendo para impedir essa tragédia? Há disposição para ouvi-los, ajudá-los?  Enquanto não enxergamos, só nos resta chorar!

Abaixo, um trecho da celeuma causada após exibição das fotos do suicídio:

midia


Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em entrevista coletiva no Ministério da Defesa no Comando Militar do Planalto (Foto: Isaac Amorim/MJC)Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em entrevista coletiva no Ministério da Defesa no Comando Militar do Planalto (Foto: Isaac Amorim/MJC)

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou nesta quarta-feira (22) que o remanejamento de policiais federais para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos no Rio não vai afetar o andamento da Operação Lava Jato. Segundo ele, o compromisso foi firmado com o juiz Sérgio Moro e procuradores e policiais federais da força-tarefa da investigação em visita dele a Curitiba na terça.

As declarações do ministro foram feitas após encontro entre represantes da Defesa, das Forças Armadas, do Gabinete de Segurança Institucional e do governo do Distrito Federal na manhã desta quarta-feira (22) no Comando Militar do Planalto, em Brasília.

Moraes afirmou que o objetivo da visita a Curitiba era demostrar o “total apoio concreto” do Ministério da Justiça e do presidente em exercício, Michel Temer, à Lava Jato. “Se houver necessidade de mais peritos, policiais, infraestrutura é só solicitar que o Ministério da Justiça irá imediatamente colocar à disposição”, disse.

“Nós vamos obviamente lotar mais policiais no Rio de Janeiro, mas sem nenhum prejuízo da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba. Vamos retirar de outros locais porque a prioridade da Polícia Federal e do Ministério da Justiça neste momento em termos de investigação de combate à corrupção é a Operação Lava Jato.”

O ministro também considerou imprescindível o aporte de R$ 2,9 bilhões da União ao Rio de Janeiro para que possam investir em segurança durante os Jogos. O “apoio financeiro” foi estabelecido em uma medida provisória publicada em edição extra do Diário Oficial da União desta terça.

Segundo Moraes, o apoio é consequência da situação econômica do Rio de Janeiro e não deve ser estendido para outros estados. Na semana passada, o estado fluminense decretou calamidade pública em razão da crise financeira nas contas públicas.

ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, com integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato e o juiz Sérgio Moro (Foto: Christianne Machiavelli/Justiça Federal)

Mais militares no RJ
Após o evento, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que o ministério vai conceder ao Rio de Janeiro o apoio de mais militares para fazer a segurança dos jogos. De acordo com o ministério da Defesa, cerca de 20 mil militares (dos 38 mil que trabalharão especificamente na segurança da Olimpíada) já estavam previstos para ser deslocados para Rio de Janeiro. O número adicional, no entanto, não foi definido pela pasta.

O governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, tinha solicitado apoio de mais homens para garantir a segurança entre 24 de julho a 19 de setembro, após até mesmo a Paralimpíada. No requerimento, a previsão é de que o contingente extra ficasse em locais como a Avenida Brasil, o aeroporto do Galeão e as linhas Vermelha e Amarela.

Fonte: G1

Devolve a placa de herói, Waldir

Já que o Waldir Maranhão, que recebeu comenda de “herói do povo brasileiro”, terá que devolver o dinheiro surrupiado da UEMA, acho que deveria, também, devolver a placa dada pelo governador. Que tal?

waldir a

Waldir Maranhão terá que devolver dinheiro…

Olha ai, Flávio Dino: Waldir Maranhão, que recebeu placa de “herói do povo brasileiro” outra vez pego em falcatruas.

O deputado federal, Waldir Maranhão (PP), que foi elevado ao cargo de vice-presidente da Câmara dos deputados, terá que devolver (parcelado) dinheiro que recebeu de forma indevida da Universidade Estadual, UEMA. O montante devido é de R$ 368.140,09, divido em 26 parcelas. A primeira, no valor de R$ 14.160,00 está especificada como ressarcimento ao tesouro estadual. Ver foto abaixo:

Clic na imagem para ampliá-la

Clic na imagem para ampliá-la

Partidarismo comunista

Novidade ou mudança? Dino parece imitar o grupo Sarney, agindo da mesma forma que o “oligarca” agia, pois, sempre que ganhava uma eleição já “investia” na outra.

De olho nas próximas eleições, ao que parece, Flávio Dino, que ganhou as eleições de 2014, vai “investir tudo” nas eleições de 2016, tudo indica para colher os frutos nas eleições de 2018.

Nas contas do comunista, segundo estardalhaço da “mídia vermelha”, as candidaturas do PDT já acontecem nas principais cidades. O PDT, de Weverton Rocha, deverá dar a Flávio Dino sua reeleição em 2018. Como podemos observar, nada mudou.

Obras de prefeitos continuam sendo “presentes”?

Enquanto comunistas anunciam “obras” para a região tocantina, a capital continua num buraco. Para “maquiar” as feiuras, basta ligar na TV do Lobão, para ver os anúncios de obras a todo momento. Parece até que o prefeito Edivaldo Holanda está fazendo favores á população.

 O antes e depois do apagão…

Nas imagens abaixo, o aeroporto internacional de São Luís em dois momentos.

Na 1ª foto, a alegria do São João sendo mostrada nos canais pagos pelo governo.

Apresentações de bumba-boi e personagens da festa junina maranhense recepcionam turistas no aeroporto. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Apresentações de bumba-boi e personagens da festa junina maranhense recepcionam turistas no aeroporto. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Na segunda foto, as imagens que pouca gente viu, exceto as que vazaram aos grupos de whatsapp:

aeroporto

Apagão de Dino:

Alguém lembra do “aero-tenda”?

O estardalhaço feito no aeroporto durante as obras de expansão feitas pela Infraero, mas quem levava a culpa era o governo? Sabe quem levava a culpa, a governadora.

Sabe quem criticava, o grupo do atual governador.

Aeroporto internacional volta ser destaque negativo. A culpa caiu somente para a Infraero.

Por falar em culpa…

BR 135, até hoje esquecida, não existem culpados. A culpa não é de ninguém, apenas o Dnit é culpado.

É fácil jogar a culpa em alguém quando toda a classe política deveria se movimentar por soluções, digo não apenas sobre as buraqueiras da BR 135, mas, dos buracos, lixos, e de todo o caos que tomou conta do Maranhão e que ninguém que dialogar, mas, sim, justificar apontado possíveis responsáveis.

Enquanto Flávio Dino se reúne com governadores…

Temer nem olhou nos olhos de Dino.

dinov

Recentemente, os governadores do Nordeste, liderados por Flávio Dino, que tachava o processo de impeachment de “golpe”. Calados, ao lado de Dino, governadores  novamente se encontram, desta vez, com Temer, a quem Dino tratava de “golpista”. Reveja machete do site Vermelho:

dinovo

Flávio Dino reunido com governadores…

Dilma, Temer, tuitadas e aviões pagos com dinheiro público. O vergonhoso uso das estruturas publicas usadas indevidamente por políticos que defendem bandeiras partidárias e não o povo.

O verdadeiro golpe: Uso de estrutura pública para impedir “impeachment” de Dilma não era exclusividade de governo do Maranhão.

De Brasília, o vice-presidente eleito na chapa do PT, Michel Temer, desfaz as safadezas de Dilma, Lula, comunistas e afins. Em sua entrevista concedida ao jornalista Roberto D’Ávila no Palácio do Jaburu, Temer falou o que golpe é usar estruturas públicas.

Observem as tuitadas de Temer:

tiuter

Enquanto a PF não prende Lula…

Tanta coisa acontecendo, políticos ladrões, corruptos soltos ai e nossos deputados, querendo caçar o mandato de um homem que tem se levantado contra essa bestialização conduzida pelos “comunista”, que roubaram nossa pátria.

aurelio

 

Inédito: Revista masculina vai mostrar beldade vestida…

Um anuncio que bateu todos os acessos da redes sociais, feito por deputada maranhense ao prometer que suas fotos vão sair na próxima edição da Playboy. Confira abaixo:

murada

O ex-prefeito de Imperatriz, o socialista Ildon Marques (PSB) tomou posse nesta terça-feira (21) na Câmara dos Deputados. O parlamentar exercerá o mandato pelo período de 120 dias de licença do deputado André Fufuca (PP).ildon

Natural de Malta (PB), Ildon Marques foi prefeito de Imperatriz (MA) por duas vezes, de 1997 a 2001 e de 2005 a 2009. O socialista afirma que pretende atuar pela educação. “Essa vai ser minha luta. Mesmo que minha ideia não possa ser implantada agora, deixo a proposta para, quem sabe, mais tarde, alguns deputados lutem por isso e entendam que é esse o caminho”, explicou.

Blog da Kelly

 

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) cumpriu agenda em municípios maranhenses neste final de semana, visitando comunidades e lideranças políticas.verde

No sábado, lançou a pré-candidatura de Paula Verde à prefeitura de Santa Luzia do Paruá. E no domingo, prestigiou campeonatos de futebol em Zé Doca. Deputado atuante, Verde tem diversos serviços prestados tanto em Santa Luzia do Paruá quanto em Zé Doca. Neste, uma Emenda do parlamentar mudará a realidade do município, que é a construção de uma agência do INSS.

Júnior Verde também tem procurado apoiar o esporte no interior maranhense, participando de eventos e incentivando os desportistas com premiações nos torneios locais. Durante sua visita à Zé Doca, o parlamentar também anunciou uma Emenda parlamentar para a construção de um poço artesiano no estádio Arena Florestão, na Vila Barroso, e garantiu a realização da II edição da Copa Deputado Júnior Verde.

“Sou um aliado e sempre estarei à disposição de todos para buscar melhorias na qualidade de vida dos nossos trabalhadores maranhenses”, destacou. (Assessoria do deputado)

1 2 3 4 5 12