Monthly Archives: junho, 2016

Candidatura de Edivaldo Holanda ter√° apoio dos Sarneys, mas, comunistas est√£o caladinhos…

Definitivamente n√£o existe algu√©m mais sarneisista que Edivaldo Holanda. O prefeito e seu pai t√™m no DNA pol√≠tico a carga gen√©tica do famigerado cl√£. ¬†Porem, esse detalhe, nunca √© explorado pelos comunistas, dificilmente dever√° ser levado em considera√ß√£o nas elei√ß√Ķes que se aproximam.¬†Logo os comunistas, que parecem n√£o enxergar quando se trata de alian√ßas com seu grupo, ficaram calados.

Recentemente, anida no ano passado escrevi sobre os patrulhamentos praticados pela ditadura comunista maranhense (reveja), contra os pol√≠ticos que ousam “mijar fora do pinico vermelho”. ¬†Estranhamente, ¬†o governador Fl√°vio Dino, que, hoje, vive maldizendo o cl√£ Sarney, e teve influencia paterna da oligarquia, nada fala sobre os apoios de sarneisistas ao prefeito Edivaldo.

Fl√°vio Dino, que chegou a afirmar publicamente que n√£o daria apoio a qualquer candidatado, vive liberando seus secret√°rios para inaugurarem obras com o prefeito Edivaldo a tira colo, usando de forma explicita a m√°quina p√ļblica em favor de seu candidato.

Ora, mostrar obras, nada mais √© que destacar seu apoio, pior que isso, “governador da mudan√ßa” foi n√£o ter proibido que figuras batidas do cl√£ politico (grupo Sarney) que dizem “combater” estejam de m√£os dadas com o prefeito Edivaldo Holanda.

Mas, são detalhes que ninguém quer falar.

Dino, que se diz contra a oligarquia Sarney, at√© agora, nada falou ou fez alguma coisa contra. Abaixo, alguns dos ‚ÄúSarneisistas‚ÄĚ da gest√£o Holanda.

edi h

edi h 1

jp 3

 

Em entrevista dada com exclusividade √† revista Isto√Č, publicada na noite de sexta-feira, 24, o presidente afastado da C√Ęmara, Eduardo Cunha, eleito pelo PMDB do Rio de Janeiro, decidiu falar pela primeira vez sobre o que pode ter sido uma compra de influ√™ncia na C√Ęmara dos deputados para barrar o impeachment da presidente afastadaDilma Rousseff. De acordo com o deputado que pode ter seu mandato cassado, Dilma mandou o ent√£o Ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, tentar fazer com ele uma negocia√ß√£o.

Eduardo Cunha e Dilma Rousseff

Em troca do apoio de Cunha contra o impeachment, arquivando o processo contra Dilma, deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) poderiam ajudar Cunha no Conselho de √Čtica. Por um voto, o Conselho acabou aprovando recentemente a cassa√ß√£o do parlamentar. Para que essa tenha valor definitivo, ainda √© necess√°rio uma vota√ß√£o no Plen√°rio da C√Ęmara. No entanto, a etapa no Conselho era considerada a mais importante para definir o futuro pol√≠tico de Eduardo.¬†

‚ÄúTodas as vezes em que ele esteve comigo, deixou claro que relatava todas as conversas para Dilma e que ela sabia”, revelou o ainda deputado. Segundo ele, tudo ficou ainda mais grave quando o Ministro da Casa Civil esteve com ele no dia 12 de outubro, feriado de Nossa Senhora Aparecida. Wagner teria dito ao parlamentar que conversara com Dilma e que ela apoiava a negocia√ß√£o. “O que comprova, mais uma vez, que ela participava e sabia de tudo‚ÄĚ, esclareceu o peemedebista.¬†¬†

Cunha disse que repudiou ¬†a tentativa do governo dizendo que ele n√£o seria capaz de proteg√™-lo. Ao todo, teriam sido realizadas pelo menos tr√™s reuni√Ķes entre o deputado e Wagner. No terceiro encontro, quem organizou a conversa foi o presidente em exerc√≠cio Michel Temer. Ele, no entanto, n√£o quis saber do conte√ļdo do que ali seria tratado.¬†‚ÄúJaques Wagner ofereceu n√£o s√≥ os votos no Conselho de √Čtica, mas o controle total do presidente do Conselho‚ÄĚ, fez a revela√ß√£o fatal o parlamentar que pode ajudar a derrubar a presidente afastada. A previs√£o √© que a vota√ß√£o contra ela ocorra at√© o final de agosto.¬†

Fonte: Blastingnews

Enquanto asfalto ainda √© trocado por “votos” em¬†per√≠odo¬†eleitoral…

Após várias semanas de buracos, governo resolveu fechá-los com barro.

A imagem abaixo, foi feita num dos movimentados bairros da capital maranhense, o Vinhais, onde a Caema, órgão do governo que cuida do abastecimento de água potável e dos esgotos da cidade (que ainda são jogados nas praias sem o devido tratamento)  resolveu tapar os buracos, usando um material diferente: barro.

No local, verdadeiras crateras abertas e deixadas para trás continuam atrapalhando a vida da população.

Uma pergunta, onde foi parar o propalado programa “Mais Asfalto”?

9d8b85c7-938f-49e1-a851-454a9fad0c0f

Em frente √† antiga COBAL, no Vinhais, local onde antigamente era frequentado por comunistas, no “Bar do L√©o”.

3579110e-348b-4635-8b0c-88b799fe007f

Cratera da Caema tapada com barro, em frente a lanchonete “Alex Lanches”.

 

 

 

Uma pergunta para os defensores de Dilma:

Quando ser√° que o “golpe” da refinaria eleitoreira de Bacabeira ter√° a aten√ß√£o do “governador da mudan√ßa”?

13509380_1129675340449091_125872936_o

Essa imagem √© uma provoca√ß√£o para aqueles que desejam a continuidade do atraso. Essa imagem da “presidenta” foi compartilhada das redes sociais, precisa alcan√ßar todo o Maranh√£o. Foi aqui, nesse pobre e atrasado Maranh√£o, que Dilma teve duas elei√ß√Ķes vitoriosas com quase 90% de votos do nosso povo.

Foi durante a eleição dela que no município de Bacabeira, roubaram quase 2 bi e caiu no esquecimento. Mas, o governador Flávio Dino, que enche o peito e arrota contra o atraso, até hoje nada fez contra esse roubo.

Para os que alimentam o mimimi do “golpe”, uma lembran√ßa…

Foi ela que terminou de afundar nossa “p√°tria amada”. ¬†Se voc√™ √© defensor, curta!

Tags

#forapt #fora dilma #cpidauneeu apoio @fl√°vio dino

O deputado Z√© In√°cio vistoriou, juntamente com a Comiss√£o de Obras da Assembleia Legislativa, na √ļltima ter√ßa-feira (21), o aeroporto de S√£o Lu√≠s. A vistoria, que foi antecipada a pedido da Infraero, ocorreu depois de um final de semana onde as opera√ß√Ķes no terminal foram suspensas ap√≥s um curto-circuito provocar um inc√™ndio em uma das √°reas do aeroporto.WhatsApp-Image-20160624

Durante a visita, o deputado questionou os representantes a respeito da pane que interrompeu os serviços e que gerou grandes transtornos para a população ludovicense e os turistas que visitavam a capital. Além de Zé Inácio, também estavam presentes os deputados Levi Pontes, Sérgio Frota, Sousa Neto, Rafael Leitoa e Eduardo Braide.

Em resposta aos deputados, a Infraero reconheceu a falha e disse que ‚Äút√£o logo depois do epis√≥dio as quest√Ķes est√£o sendo tratadas por uma comiss√£o que fica no pr√≥prio aeroporto‚ÄĚ. Al√©m disso, tamb√©m afirmou que ‚Äúa pane foi exatamente na liga√ß√£o da carga de energia el√©trica fornecida pela Cemar com a base de geradores que, com a explos√£o, acabou afetando os pain√©is de comando. Os equipamentos j√° foram trocados, mas est√£o funcionando de forma provis√≥ria‚ÄĚ. A proposta √© que um novo quadro de energia seja instalado no aeroporto.

Z√© In√°cio e a Comiss√£o tamb√©m visitaram a √°rea de desembarque, que j√° deveriam possuir esteiras instaladas. Na √ļltima vistoria, realizada em 26 de abril, informou-se que o prazo para a conclus√£o das obras seria de 30 dias, o que n√£o ocorreu. De acordo com a Infraero, a √°rea ser√° entregue at√© o m√™s de agosto. Com as obras de amplia√ß√£o do aeroporto de S√£o Lu√≠s, a capacidade atendimento passar√° de 3,4 milh√Ķes para 5,9 milh√Ķes de passageiros por ano.

O parlamentar já fez solicitação também ao governo do estado

Em reuni√£o nesta quinta (23) com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Jorge Pav√£o, e o conselheiro Nonato Lago, o deputado estadual J√ļnior Verde (PRB), apresentou Indica√ß√£o de sua autoria que visa dar efetividade ao princ√≠pio constitucional da Prote√ß√£o Integral da crian√ßa e do adolescente durante o processo de controle das contas p√ļblicas, conforme preconiza a art. 227 da Constitui√ß√£o brasileira.IMG_3399

O parlamentar estava acompanhado do promotor M√°rcio Tadeu, do coordenador da Associa√ß√£o dos Conselheiros do Maranh√£o (ACECT-MA), Luiz Inoc√™ncio, e do presidente da ACECT-MA, Darlan Ferreira. A proposi√ß√£o do parlamentar √© um dos encaminhamentos da √ļltima audi√™ncia p√ļblica realizada na Assembleia legislativa, visando o fortalecimento dos conselhos tutelares em todo o Estado. A expectativa √© que munic√≠pios deem condi√ß√Ķes na execu√ß√£o das atividades dos conselheiros.

O parlamentar j√° fez solicita√ß√£o tamb√©m ao governo do Estado com vistas √† implanta√ß√£o da escola de conselhos visando a capacita√ß√£o destes profissionais. ‚Äú√Č uma categoria de extrema import√Ęncia para a prote√ß√£o de um p√ļblico vulner√°vel, que precisa trabalhar em condi√ß√Ķes dignas. Os Conselhos precisam sofrer uma verdadeira reestrutura√ß√£o. Vamos estabelecer uma agenda para que, aos poucos, consigamos responder √†s expectativas desses trabalhadores, que s√£o leg√≠timas‚ÄĚ, garantiu o parlamentar.

PR - NESTOR CERVER√ď/EMBARQUE - POL√ćTICA - O ex-diretor da √°rea Internacional da Petrobras, Nestor Cerver√≥ (√† esq.), embarca no Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba (PR), com destino ao Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, 25. Cerver√≥ estava detido desde 2015 pela Lava Jato. Ele deixou a carceragem da Pol√≠cia Federal (PF) por volta das 8h40 desta sexta-feira (24) e passa a cumprir a pena em casa. 25/06/2016 - Foto: HEULER ANDREY/DIA ESPORTIVO/ESTAD√ÉO CONTE√öDO

Ap√≥s fechar acordo de dela√ß√£o premiada, o ex-diretor da √Ārea Internacional da Petrobras Nestor Cerver√≥ foi para o Rio de Janeiro, onde cumprir√° pris√£o domiciliar.

Ele deixou mais cedo a sede da Polícia Federal em Curitiba e vai cumprir a pena em um imóvel que mantém em Itaipava, na Região Serrana do Rio.

Cerver√≥ estava preso desde janeiro de 2015 e aceitou devolver 17 milh√Ķes de reais aos cofres p√ļblicos.

O ex-diretor da Petrobras j√° foi condenado duas vezes, em 2015, por corrup√ß√£o e lavagem de dinheiro em a√ß√Ķes penais no √Ęmbito da Lava Jato. Somadas, as penas superam 17 anos de pris√£o.

Fonte: Band

E agora, os intrigueiros palacianos v√£o explicar como essa imagem?

Na verdade os dois nunca estiveram separados, exceto pela mente criminosa de quem gosta de separar aliados. Pelo menos da parte de Rocha vemos disposição para dialogo. 48bb1e73-38c9-44d9-9b31-c3c5b66a9bbe

Taí a imagem para comprovar que, Roberto Rocha (PSB), quer estar com Flávio Dino(PCdoB), bom que se diga que, Rocha deixou um evento de seu partido para prestigiar evento do governador. Ponto Para Rocha, fazendo valer a palavra de Flávio Dino quando o chamou de duas asas.

 Só existe uma leitura para esta imagem: Senador Roberto Rocha ao contrário do que falam as más línguas, prestigiou evento do governo, isso significa que, Rocha sinaliza e deixa canal aberto para Dino.

Fl√°vio Dino, ali√°s, se fosse um pouco mais astuto, deixaria de ser impregnado pelos ouvidos por adjuntos que nada mais querem do quer ver sua caveira, sua exclus√£o do mundo que o cerca, para ser exclusividade de um mundinho reservado de apaniguados que n√£o fazem mover a m√°quina pol√≠tica. Que faz valer, Sr governador √© atitude de homem p√ļblico que busca consenso e di√°logos.

O evento foi na cidade de Porto Franco, onde o senador Roberto Rocha participou da entrega de obras do governo do estado, na presença do governador Flávio Dino e do ex-prefeito da cidade, Deuclides Macêdo (PDT).

Entrevista dada à TV Guará destacou a independência do deputado, diferente de muitos que envergonham o parlamento estadual.

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manh√£ desta quinta-feira (23), para comentar o resultado da √ļltima pesquisa realizada pelo Instituto Prever. O levantamento aponta um crescimento a favor de Wellington de mais de 400%, comparando as √ļltimas pesquisas √† primeira que foi realizada pela ESCUTEC, h√° dois meses (in√≠cio de abril/2016), quando o pr√©-candidato progressista apareceu com 4% das inten√ß√Ķes de votos.

Ao receber a notícia, divulgada pela imprensa, Wellington afirmou acreditar que o crescimento é um reflexo de compromisso e responsabilidade típicos de sua atuação na política. Confira no vídeo:

Foto: Kelly

Foto: Kelly

O senador Roberto Rocha (PSB) esteve na cidade de Imperatriz nesta quinta-feira, 23, acompanhado do deputado federal Ildon Marques (PSB) e o deputado federal licenciado Andr√© Fufuca. No aeroporto, a recep√ß√£o ficou por conta dos militantes do PSB, que lotaram o sagu√£o, seguindo, logo depois, em carreata para a C√Ęmara Municipal onde mais militantes do partido aguardavam.

Na c√Ęmara, ao se pronunciar, o senador fez uma an√°lise sobre a fragilidade do cen√°rio pol√≠tico brasileiro: ‚Äúo Brasil vive um momento muito delicado, com uma crise ap√≥s outra, e n√£o sabemos onde isso vai parar, mas, √© preciso continuar caminhando‚ÄĚ, constatou, acrescentando que tem procurado avan√ßar com o trabalho no Senado Federal para ajudar o Maranh√£o.

Em seguida, Roberto Rocha seguiu para a cidade de Porto Franco onde participou da entrega de várias obras do governo do estado, com a presença do Governador Flávio Dino, do ex-prefeito Deoclides Macêdo a deputada estadual Valéria Macêdo e outras autoridades.  No final da tarde, Rocha encerrou o dia com uma visita à reforma do seu escritório de representação em Imperatriz, que será inaugurado em breve.1054eef6-01c6-4eb6-b659-9e60ca419b47

Nesta sexta-feira, 24, pela manhà, o senador tem um encontro marcado com estudantes universitários de Imperatriz, seguindo, logo após, para São Luís.

1 2 3 4 12