Monthly Archives: abril, 2016

Outro alerta ao governador…

Enquanto todos pulam do barco afundando, governador prefere morrer afogado.

Roberto Rocha na grande √°rea…

Se algu√©m ainda tinha d√ļvidas que o senador Roberto Rocha seria o sucessor natural de Fl√°vio Dino, j√° n√£o tem mais.

Roberto Rocha, que sabe tratar bem seus aliados, acabou de ganhar mais notoriedade. Rocha faz no Maranh√£o e Brasilia, aquilo que o governador como l√≠der da pol√≠tica maranhense deveria ter feito, mas, preferiu o retrocesso…

Melhor para Rocha, que sabe chutar bem. E, como se diz no futebol, “quem n√£o faz leva”, Roberto que est√° batendo um bol√£o em Brasilia, acaba de chegar √† grande √°rea, s√≥ falta chutar e marcar um gola√ßo pelo Maranh√£o.

Dino teimos√£o…b093d7a2-71db-4b3f-932b-91ea369f3c6e

Fl√°vio Dino conseguiu perder o time e fortalecer justamente seu sucessor, Roberto Rocha. A receita do bolo √© f√°cil: Roberto Rocha s√≥ esperou Fl√°vio Dino meter as m√£os pelos p√©s, agora, fortalecido, o sucessor de Dino, que foi perseguido pelos ‚Äúaliados‚ÄĚ palacianos, est√° ‚Äúde boa‚ÄĚ no cen√°rio nacional e no Maranh√£o. Pior fez Fl√°vio Dino caiu enquanto Rocha s√≥ fez crescer seu ibope.

Dino teimos√£o I

Na semana passada falei que Dino deveria parar de chamar Michel Temer de golpista, at√© a Dilma, em discurso na ONU deixou de falar em ‚Äúgolpe‚ÄĚ, mas, Fl√°vio Dino, que aparenta estar insano, conforme as palavras do JP, continua chamando o futuro presidente de ‚Äúgolpista‚ÄĚ, loucura, loucura, loucura… Se a tese do JP estiver certa, Dino estaria pensando em ‚Äúalgo mais‚ÄĚ que o governo do Maranh√£o, que conseguiu a duras lutas ser trilhado de bra√ßos dados com os aliados da oposi√ß√£o… Seria, no caso, o governo do Brasil, seria ser presidente da Rep√ļblica, no lugar de Temer?

Se for, pode internar o homem…

Dino teimos√£o II

Noticia internacional: Dilma n√£o discursou sobre o ‚Äúgolpe‚ÄĚ como era esperado na ONU. Porqu√™?

Quando digo que essa galera de puxas que cercam nosso governador s√≥ fazem atrapalhar. Observem abaixo, a coluna do JP mostra justamente isso, que Fl√°vio Dino precisa cair na real, que est√° ‚Äúvacilando na maionese‚ÄĚ, mas continua na mesma teimosia recitando a ladainha de que ‚Äúimpeachment √© golpe‚ÄĚ. Pior para ele, est√° se tornando impopular…

Dino quer ser deus?

Coluna√ßo do Peta: E o Waldir Maranh√£o, gente!!! ‚ÄėBrincadeira‚Äô dizer que Deus tocou o cora√ß√£o dele e o fez mudar de voto‚Ķ!!! S√≥ se foi outro ‚ÄėDeus‚Äô, porque o verdadeiro ia tocar o cora√ß√£o dele, mas era para renunciar; ‚Äúpor heresia ou falta de decoro‚ÄĚ, como bem disse o JP no Informe de anteontem!!! Falar em outro ‚ÄėDeus‚Äô, depois de ser vaiado no sagu√£o do aeroporto de S√£o Lu√≠s, Waldir entrou na Assembleia ovacionado para receber a homenagem de Fl√°vio Dino: ‚ÄúWaldir/Guerreiro/do povo brasileiro‚ÄĚ!!! Eu n√£o ag√ľento!!!

 

  • Mas pense num ‚Äėcabra‚Äô sem sorte!!! Depois de votar a favor da Dilma, em Bras√≠lia, Waldir viaja de volta ao Maranh√£o e desembarca no aeroporto de S√£o Lu√≠s no exato momento em que uma multid√£o de torcedores aguardava a chegada da equipe do Sampaio que est√° na final da liga feminina de basquete!!! Reconhecido, o vice-presidente da C√Ęmara levou uma estrepitosa e demorada vaia!!! Pra completar, o aeroporto ainda √© CUNHA Machado, hahahahahahahahahaha!!! √Č muita ‚Äėmoleza‚Äô!!!

Defensores de Dilma apelam para cusparadas…

A semana fechou com as cenas lament√°veis do ex-BBB, deputado Jean Willys, que se diz ‚Äúvitima de preconceitos‚ÄĚ, que ganhou notoriedade levantando a bandeira LGBT, como defensor duma minoria que quer se colocar acima de todos.

Sobrou para o Bolsonaro:

Como os defensores da minoria ficaram sem argumentos, enviaram para as redes sociais argumentos toscos acusando outro deputado de ser golpista, no caso, um tal de Jair Bolsonaro, que nunca nem vi na vida, exceto nas imagens da votação do impeachment. Nesse dia sim, fiquei sabendo quem era Bolsonaro, no momento que sofria agressão promovida por Jean Willys.

Também, um ator de novelas da Globo foi flagrado dando cusparadas em mulheres num restaurante. Nos dois lamentáveis episódios, não se viu os defensores de Dilma falando sobre as lamentáveis ofensas.

Coisas do Brasil de Dilma:

A ‚Äúbanda larga‚ÄĚ virou ‚Äúbanda estreita‚ÄĚ. Enquanto nos EUA a popula√ß√£o tem banda larga de verdade, wifi gr√°tis em toda a cidade, no Brasil do PT ainda querem encurtar a banda larga. O pior que a agencia reguladora, a ANATEL, que por hora suspendeu a medida limitar o acesso da internet para cobrar franquias de dados. A medida est√° sendo vista como outro retrocesso, coisas do Brasil petista.

A deputada estadual Ana do G√°s (PCdoB) participou na noite da √ļltima quarta-feira (20) do Ato em Defesa da Democracia e da Constitui√ß√£o. Promovido pelo Partido Comunista do Brasil, o encontro reuniu vereadores, secret√°rios estaduais e municipais, movimentos sociais, sindicais, entidades e representantes partid√°rios na Assembleia Legislativa do Maranh√£o.2bef4bb6-e657-45a2-9b1b-06b663c6a4f3

O Ato em Defesa da Democracia e da Constitui√ß√£o homenageou os deputados federais da bancada maranhense que votaram contra a autoriza√ß√£o do impeachment da presidenta Dilma Rousseff no √ļltimo domingo (17).¬†Os parlamentares Rubens Pereira J√ļnior (PCdoB), Weverton Rocha (PDT), Waldir Maranh√£o (PP), Z√© Carlos (PT) e J√ļnior Marreca (PEN), al√©m do deputado federal pelo Rio de Janeiro, Wadih Damous (PT), foram homenageados com uma placa entregue pelo governador Fl√°vio Dino e pelo presidente do PCdoB do Maranh√£o, M√°rcio Jerry.

Fl√°vio Dino justificou o Ato como uma condecora√ß√£o √† coragem, determina√ß√£o e atitude dos parlamentares, da presidenta Dilma Rousseff e dos movimentos sociais que combatem a tentativa de golpe que est√° em curso no pa√≠s. ‚ÄúN√£o tenham d√ļvida de que nesse teatro todo existe uma s√©rie de atitudes que se explicam pelo secular e entranhado machismo‚ÄĚ, defendeu Dino.

O presidente do Diret√≥rio Estadual do PCdoB, M√°rcio Jerry, afirmou que o Maranh√£o deu mais uma contribui√ß√£o ao Brasil com o Ato. ‚Äú√Č o momento de reconhecer a firmeza e compromisso dos deputados que est√£o aqui hoje”, pontuou Jerry.

36c55a22-1412-4e9f-8d61-51612477b5f6Para o parlamentar Rubens Pereira J√ļnior, o movimento golpista foi uma vingan√ßa do presidente da C√Ęmara, Eduardo Cunha, pelo PT n√£o ter apoiado o arquivamento do processo dele no Conselho de √Čtica. ‚ÄúVotei achando que a gente era uma minoria. Chego aqui e vejo que essa coragem n√£o √© individual, n√£o √© s√≥ de alguns deputados federais maranhenses, de um governador ou de um partido. √Č a coragem leg√≠tima do povo maranhense e do povo brasileiro‚ÄĚ, destacou o deputado.

O atual vice-presidente da C√Ęmara, Waldir Maranh√£o, frisou que o mundo est√° acompanhando o cen√°rio pol√≠tico brasileiro. ‚ÄúMuito se tem dito que o povo √© soberano e em respeito a essa soberania √© que n√£o vai ter golpe‚ÄĚ, enfatizou Waldir.

O deputado Wadih Damous lembrou a rebeldia e a hist√≥ria de lutas da Ilha Rebelde. J√° Weverton Rocha chamou a aten√ß√£o para a amea√ßa que um impeachment traz √†s conquistas sociais.¬†Ao lado de colegas de plen√°rio e de partido como Othelino Neto,¬† Levi Pontes, Glaubert Cutrim, Rafael Leitoa, F√°bio Macedo, Professor Marco Aur√©lio, Z√© In√°cio, Bira do Pindar√© e Raimundo Cutrim, Ana do G√°s disse que a classe pol√≠tica e o povo devem lutar pelo respeito √† Constitui√ß√£o. “N√£o podemos permitir que se atropele a nossa Carta Magna e vamos defender essa conquista at√© o fim”, defendeu a parlamentar.

A imagem do dia: Popula√ß√£o faz sinaliza√ß√£o com baldes, latas e paus…

Pr√≥ximo duma escola estadual, bueiros, esgotos e muita lama jorrando numa avenida do Habitacional Turu, em S√£o Lu√≠s. ¬†O problema segue sem solu√ß√£o por quase uma d√©cada, mas, at√© agora, nada mudou…

990806dc-28b2-40f5-b8d9-590e5de4900d

 

O flagrante do dia: Arrast√Ķes em restaurantes est√£o cada vez mais frequentes…

Embora a not√≠cia tenha sido divulgada apenas em blogues e por grupos de whastsapp, o p√Ęnico tomou conta e conseguiu impedir muita gente de curtir a quinta-feira de feriado, em S√£o Lu√≠s.

Abaixo, a notícia divulgada por Marcelo Minard:

minard

 

Frase do dia: Michel Temer sobre a viagem de Dilma¬†aos EUA…

temer

 

‚ÄúCada passo do impeachment foi feito de acordo com a constitui√ß√£o, como isso pode ser um golpe? Ela diz que estou instigando o golpe e isso √© perturbador”, afirmou o vice-presidente Michel Temer (PMDB) em entrevista ao¬†“Wall Street Journal” ao¬†assumir a presid√™ncia em lugar de Dilma, que foi chorar nos ombros do ‚ÄúTio Sam‚ÄĚ.

O prefeito Edivaldo vistoriou as constru√ß√Ķes das etapas I, II, III, IV, V e VI do Residencial Pianc√≥, na tarde desta quarta-feira (20). O conjunto habitacional re√ļne 1.344 apartamentos e est√° localizado no bairro Vila Embratel, √°rea Itaqui- Bacanga e integra o programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, executado pela Prefeitura de S√£o Lu√≠s que tem como objetivo reduzir o d√©ficit de moradia na capital.unnamed (3)

“Estamos concluindo este que √© um dos maiores programas habitacionais da nossa gest√£o. √Č uma prioridade, um compromisso acompanharmos o andamento deste trabalho at√© sua conclus√£o e, sobretudo, garantir a milhares de fam√≠lias ludovicenses a moradia digna”, ressaltou o prefeito Edivaldo.

Acompanhado de secret√°rios municipais e equipe de engenharia, o prefeito Edivaldo visitou as estruturas dos residenciais Pianc√≥ II, IV e V, cujas obras est√£o na etapa de acabamento. Com servi√ßos bem avan√ßados, os blocos recebem revestimento, pintura, cer√Ęmica e reboco interno e externo. J√° os residenciais Pianc√≥ I e II est√£o com os servi√ßos conclu√≠dos e ap√≥s vistoria t√©cnica da Caixa Econ√īmica Federal ser√£o disponibilizados √†s fam√≠lias contempladas no sorteio.

Cada apartamento possui seis compartimentos, sendo sala, dois quartos, cozinha, banheiro e √°rea de servi√ßo. Os contemplados s√£o, prioritariamente, pessoas com defici√™ncia, idosos, inscritos no aluguel social, moradores de √°reas de risco e pessoas de baixa renda. “O prefeito Edivaldo mostra seu compromisso com quem precisa de moradia. O que vemos aqui √© um grande projeto habitacional com apartamentos de alto padr√£o, de muito bom acabamento e que v√£o oferecer conforto e seguran√ßa para quem vier morar aqui”, ressaltou o secret√°rio municipal de Urbanismo e Habita√ß√£o (Semuhr), Diogo Lima.unnamed (1)

RESIDENCIAL PIANC√ď

Os condom√≠nios do Residencial Pianc√≥ possuem guarita de seguran√ßa, √°rea de lazer com quadra de esporte coberta e espa√ßo para eventos, tamb√©m coberto. A estrutura conta ainda ruas pavimentadas, abastecimento de √°gua, drenagem pluvial e energias el√©trica. Na comitiva que acompanhou a vistoria estavam os secret√°rios Ant√īnio Ara√ļjo (Obras e Servi√ßos P√ļblicos), H√©lio Soares (Articula√ß√£o Pol√≠tica), al√©m do coordenador de √Ārea da Semuhr, Jos√© Ribamar Paeta, o presidente do Sindicato das Empresas de Constru√ß√£o Civil do Maranh√£o (Sinducon), F√°bio Nahuz e o vereador Chico Carvalho. (Secom)

Imagens de partir o cora√ß√£o: Criancinhas garimpando lixo em bairro de S√£o Lu√≠s…

A imagem é clara, cenas de partir o coração, de pobreza, miséria: Mãe e filhos, criancinhas revirando lixo em busca de comida. O local fica no Habitacional Turu, próximo da Igreja Catedral de Louvor Maranata. No momento estava filmando moradores que jogam lixo próximo duma placa pedindo para não jogar lixo.

crianças22

Bem ali, perto da praia, num bairro classe m√©dia da capital, crian√ßas passam o feriad√£o no lixo, em busca de alimentos. Como assim, cad√™ as autoridades, cad√™ a presidenta que tirou milh√Ķes da fome, da pobreza, e mudou o Brasil para melhor?

Boa pergunta. Embora esta imagem seja cada vez mais frequente, ninguém em sã consciência é capaz de responder.

Nota do blog:¬†Estava fazendo, como de costume, um registro sobre os lixos atirados em vias p√ļblicas. Minha filmagem teve que ser r√°pida, afim de n√£o exp√īr uma fam√≠lia, m√£e e filhos, crian√ßas, enquanto garimpavam pela sobreviv√™ncia.

√Äs 19h, texto sofreu altera√ß√£o para acr√©scimos de informa√ß√Ķes.

Deputados querem liberação de emendas e pedem detalhes sobre orçamento do Estado

Em audi√™ncia p√ļblica para a avalia√ß√£o das metas fiscais do III quadrimestre de 2015, realizada na √ļltima quarta-feira (20), na sala das Comiss√Ķes Permanentes na Assembleia Legislativa do Maranh√£o, os deputados membros da Comiss√£o de Or√ßamento Fiscaliza√ß√£o e Controle da Assembleia, pediram explica√ß√Ķes aos t√©cnicos e gestores da Secretaria de Estado de Planejamento sobre or√ßamento das emendas parlamentares para 2016.

2fc8f2cd-e1bb-4cdb-8998-f48f6a3940fbPara os deputados estaduais não está claro por parte do governo do estado como será distribuídas as emendas ao parlamento legislativo.

Na oportunidade, os deputados questionaram o volume destinado para a Casa, a ideia que fica é que na gestão passada as emendas eram melhor distribuídas, enquanto hoje, na atual gestão, alguns poucos se beneficiam.

Segundo o subsecret√°rio da SEPLAN, Marcelo Dualibi, “ser√° necess√°rio uma nova audi√™ncia p√ļblica para explicar aos deputados estaduais os valores das emendas parlamentares e quando o governo pagar√° por essas emendas que beneficiam a popula√ß√£o maranhense atrav√©s das indica√ß√Ķes dos deputados estaduais”.

Participaram da audi√™ncia p√ļblica o presidente da Comiss√£o de Or√ßamento, deputado Vinicius Louro (PR), deputados, Adriano Sarney (PV), Rafael Leitoa (PDT) Ant√īnio Pereira (DEM), F√°bio Braga (SD), Sousa Neto (PTN) e Eduardo Braide (PMN), al√©m de t√©cnicos e gestores da Secretaria de Estado de Planejamento do Maranh√£o.

Ao se pronunciar na Assembleia Legislativa do Maranh√£o, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna para prestar homenagem aos policiais civis e militares e os parabenizou pelo seu dia, comemorado hoje (21).20160421115740

Na ocasi√£o, o deputado Wellington, que tamb√©m j√° foi militar, expressou sua admira√ß√£o ao que, para ele, s√£o os verdadeiros “her√≥is do Estado”.

“Para n√≥s, os policiais n√£o s√£o apenas servidores do Estado. S√£o her√≥is. Fui militar e bem sei da responsabilidade social existente na fun√ß√£o. Por isso, tenho defendido, no Parlamento Estadual, aquilo que √© dever do Estado: a Seguran√ßa P√ļblica. Em defesa de tal direito, tenho apresentado in√ļmeras proposi√ß√Ķes, dentre elas a gratifica√ß√£o por arma apreendida (ideia aceita pelo Governo do Estado), a solicita√ß√£o do aumento do efetivo da PM e a convoca√ß√£o dos excedentes, que j√° foi at√© tema em uma Audi√™ncia P√ļblica, que contou com a presen√ßa do Secret√°rio de Estado de Seguran√ßa P√ļblica, Jefferson Portela. Paralelo a isso, solicitei ainda a nomea√ß√£o de mais delegados de pol√≠cia, bem como a nomea√ß√£o de investigadores e peritos. Mais do que meras proposi√ß√Ķes, frisa-se a honra que √© devida aos nossos ‘her√≥is do Estado’ que, ao cumprirem sua fun√ß√£o, colocam suas vidas em defesa das nossas.”, ressaltou.

O Deputado Zé Inácio esteve na ultima terça-feira (19) no município de Bequimão para participar da entrega de kits do projeto Modulo Experimental de Cultivo de Sururu em Estacas, na comunidade de Paricatiua.14cbc7d9-f6f1-4691-8b14-6b097bb272b4

O projeto, que √© coordenado pela doutora Isabela Neiva Moreira e visa realizar pesquisas para o desenvolvimento desta atividade no Maranh√£o¬†e escolheu como o primeiro cen√°rio a comunidade de Paricatiua onde j√° houve duas turmas de capacita√ß√Ķes em Cultivo de Moluscos envolvendo 30 pessoas.

‚ÄúComo filho desta terra agrade√ßo a iniciativa que vai ajudar no desenvolvimento da cidade de Bequim√£o e desta comunidade. Al√©m de valorizar o trabalho dos moradores, possibilitara a gera√ß√£o de emprego e renda.‚ÄĚ, disse Z√© In√°cio.

Os treinamentos foram realizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e a partir daí foram escolhidas 10 famílias para aprender toda a metodologia de cultivo e serem acompanhadas por pesquisadores da UEMA e do IFMA.

Os kits entregues foram doados pelo Governo do Estado, através da SAGRIMA, representada no ato pelo secretario adjunto Fortunato Macêdo. Os materiais entregues foram chapéus com protetor de nuca, botas, luvas, redes para cultivo, caixas de isopor, caixas de monobloco, cordas e canos.

Flagrante do dia:¬†Tratores derrubando bares na praia do Olho D‚Äô√°gua…

20160420080121

Os bares que foram demolidos pelas maquinas na manh√£ desta quarta-feira, 20, serviam como base para o tr√°fico de drogas e prostitui√ß√£o infantil. Ap√≥s as festas, muitos arrast√Ķes, brigas e mortes aconteciam no no local.

A a√ß√£o foi determinada Delegacia de Costumes e Divers√Ķes, Blitz Urbana da Prefeitura de S√£o Lu√≠s, Secretaria Municipal de Tr√Ęnsito e Transporte (SMTT), Minist√©rio P√ļblico (MPMA), Pol√≠cia Militar, Corpo de Bombeiros e Superintend√™ncia do Patrim√īnio da Uni√£o (SPU).

A imagem do dia: Funcion√°rios fantasmas da Assembleia…

safe_image

Denuncia grave na Assembleia Legislativa: “Funcion√°rios fantasmas recebem gordos sal√°rios sem ao menos pisar no local”, denunciam os grevistas.

Os funcion√°rios da Assembleia legislativa do Maranh√£o est√£o em greve desde o dia 12 de abril, por tempo indeterminado, at√© que o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos seja reformado e pela moraliza√ß√£o do servi√ßo p√ļblico.

M√°rcio-Jerry-e-Pedro-Fernandes-2-e1443112426129

Frase do dia:¬†Pedro Fernandes rejeita homenagem oferecida por Fl√°vio Dino…

‚ÄúDisse ao Marcio Jerry, ontem, quando recebi o convite que isso n√£o era necess√°rio. Fizemos nossa obriga√ß√£o, acho que n√£o era preciso homenagear quem votou contra o impeachment da Dilma, isso n√£o nos faz her√≥is de forma alguma, tomamos nossa decis√£o baseada naquilo que achamos certos, o pais est√° dividido, sei que nossa vota√ß√£o desagradou a muitos, mas fizemos aquilo que achamos correto‚ÄĚ, respondeu o deputado Pedro Fernandes em entrevista √† R√°dio de Edinho Lob√£o.

 

Desemprego no Brasil sobe para 10,2%, revela pesquisa do IBGE

Nielmar de Oliveira РRepórter da Agencia Brasil

A taxa de desemprego no trimestre m√≥vel encerrado em fevereiro deste ano foi estimada em 10,2% para a totalidade do pa√≠s, ficando 1,2 ponto percentual acima da taxa do trimestre encerrado em novembro de 2015 (9%) e superando a do mesmo trimestre do ano anterior, que havia sido de 7,4%. O Brasil tem hoje 10,4 milh√Ķes de pessoas sem ocupa√ß√£o.DILMES2

Os dados do desemprego foram divulgados hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilio Contínua (Pnad Contínua). Este é o maior resultado da série histórica iniciada em 2012 e chega pela primeira vez aos dois dígitos.

A pesquisa indica que o desemprego atingia no fechamento do trimestre encerrado fevereiro 10,4 milh√Ķes de pessoas, crescendo 13,8% (mais 1,3 milh√£o de pessoas) em rela√ß√£o ao trimestre de setembro a novembro do ano passado. No confronto com igual trimestre do ano passado (dezembro, janeiro e fevereiro) a alta do desemprego chegou a 40,1% (mais 3 milh√Ķes de pessoas).

J√° a popula√ß√£o ocupada constatada pelo IBGE no fechamento do trimestre encerrado em fevereiro era de 91,1 milh√Ķes de pessoas, apresentando redu√ß√£o de 1,1%, quando comparada com o trimestre de setembro a novembro de 2015 (menos 1 milh√£o de pessoas). Em compara√ß√£o com igual trimestre de 2015, houve queda de 1,3% (menos 1,2 milh√£o de pessoas).

Os dados indicam que o n√ļmero de empregados com carteira assinada no setor privado apresentou queda de 1,5% frente ao trimestre de setembro a novembro de 2015 (menos 527 mil pessoas). Na compara√ß√£o com igual trimestre do ano anterior, a redu√ß√£o foi de 3,8% (menos 1,4 milh√£o de pessoas).

Rendimento

Os dados divulgados hoje pelo IBGE sobre a Pnad Contínua do trimestre encerrado em fevereiro indicam que o rendimento médio real recebido pelo trabalhador brasileiro fechou fevereiro em R$ 1.934, ficando estável frente ao trimestre de setembro a novembro de 2015, que foi de R$ 1.954. No entanto, houve queda de 3,9% quando a comparação se dá com o mesmo trimestre do ano passado (R$ 2.012).

J√° a massa de rendimento real habitualmente recebida pelas pessoas ocupadas em todos os trabalhos fechou fevereiro em R$ 171,3 bilh√Ķes, uma redu√ß√£o de 2% em rela√ß√£o ao trimestre de setembro a novembro do ano passado e redu√ß√£o de 4,7% frente ao mesmo trimestre do ano anterior.

Carteira de trabalho

A queda de 1,5% no total de trabalhadores com carteira assinada no trimestre fechado em fevereiro significa que 527 mil trabalhadores do setor privado deixaram o mercado formal. Na comparação com igual trimestre do ano passado (período de um ano), a redução foi de 3,8% (-1,4 milhão de pessoas). Já a categoria dos empregados no setor privado sem carteira de trabalho assinada apresentou redução de 3,8% (-382 mil pessoas) em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2015 e de Р4,8% (-493 mil pessoas) quando comparado ao mesmo trimestre do ano anterior.

A participação de empregadores apresentou redução de 5,8% (-233 mil pessoas) em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2015 e, em relação ao mesmo trimestre de 2015, caiu 5,4% (-215 mil pessoas). Já a categoria dos trabalhadores por conta própria acusou aumento de 3,0% (676 mil pessoas) em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2015 e, na comparação com o mesmo trimestre de 2015, constatou-se aumento de 7,0% (1,5 milhão de pessoas).

Os indicadores da Pnad Cont√≠nua s√£o calculados para trimestres m√≥veis, utilizando-se informa√ß√Ķes dos √ļltimos tr√™s meses consecutivos da pesquisa. A taxa do trimestre m√≥vel terminado em fevereiro de 2016 foi calculada a partir de dados coletados em dezembro/2015, janeiro/2016 e fevereiro/2016.

1 2 3 4 5 10