Politicalha em notas, fechando a semana: Bira o “nota dez” de Flávio Dino…

0

Onde estava Bira, quando…

A esposa de Fernando Fialho, ex-secretário do governo Roseana Sarney, que foi denunciado por irregularidades por Bira do Pindaré, recentemente foi loteada numa das secretarias municipais de São Luís.

Isso mesmo, várias secretarias estão loteadas por sarneysístas. A advogada Maria de Lourdes Maluda Cavalcanti Fialho, foi empossada pelo prefeito Edivaldo Holanda Jr, dia 11 de abril, como secretária municipal de Meio Ambiente.

Mas, Bira, que antes era combativo, hoje prefere falar “abobrinhas” sobre generais dos tempos da Urca. Entenda, lendo abaixo:

dino3

Falácias de Bira…

Sinceramente, esse parlamento nada deve aos parlamentos biônicos dos tempos da ditadura, ainda me vem o deputado Bira do Pindaré, gastando nosso precioso tempo em falácias intermináveis na tribuna da Assembleia. Parecia o antigo deputado “nota dez”…

Falácias de Bira I

Parece que baixou o espírito do “Nota Dez”, em Bira, sinceramente, nem parece mais aquele combativo deputado que empolgava, falando contra o grupo Sarney, mostrando os erros políticos do governo Roseana. Por que parou, Bira?

Hoje em dia, depois que virou secretário, só sabe falar bem, parece até que está bajulando.

Falácias de Bira II

Bira do Pindaré, infelizmente, parece que gasta mais tempo em bajular o governo comunista, que para ser fiscalizador. Que vergonha.

Parece que voltando quatro anos atrás, na Assembleia Legislativa, quando um deputado por nome de Magno Bacelar, o “nota dez”, se desmanchava em elogios ao Palácio dos Leões, todas as sessões estava lá, bajulando…

Até que, Roseana Sarney e Ricardo Murad, na calada, tomaram-lhe sua base política, e, “nota dez”, não se reelegeu.

Aprende, Bira…

Quem diabos é Ustra, deputado Bira?

 Em seu bisonho discurso, Bira falou de um “requerimento encaminhado à Câmara Federal em repúdio ao Deputado federal Jair Bolsonaro, pela sua homenagem ao Coronel Ustra, que é figura carimbada e conhecida como um torturador que atuou fortemente durante o período da ditadura militar”, que teria torturado a Dilma…

Onde estava Bira, quando I

Se nosso “nota dez” comunista estivesse atento, observaria de perto, o loteamento de várias secretarias na gestão municipal, pois, o que se fala nos bastidores é  que Gastão Vieira, Hélio Soares, Pedro Fernandes, estão tomando o lugar de aliados, do lado de cá. Ou seja, quando estavam manado no poder com Roseana, tinham tudo. Agora, quando o jogo virou, com aval do governo da mudança, nada mudou?

Agora, que saíram do poder continuam tendo moleza dado pela galera daqui? Estão tirando empregos da galera do lado de cá? E ninguém fala ou faz nada.

Cadê Bira?

Waldir Maranhão com a corda no pescoço…

Como um político tarimbado pode vacilar tanto?

Parece que o Waldir Maranhão estava de pileque quando se deixou emprenhar pelos ouvidos, e agora, Waldir, depois de prejudicar tantos candidatos no PP, acabou perdendo a legenda? Será que “a medalha” dada por Dino vai servir de consolo?

Ao eleitorado maranhense, Flávio Dino tem duas palavras, duas caras…

Ao governador maranhense foi atribuída a mudança de voto de Waldir maranhão, que era o homem de confiança Cunha, no Congresso segundo fontes de Brasília, o intento de Flávio Dino foi ferir Cunha, desmoralizando, mostrando para todos que iam votar, que seu principal aliados deixou de votar contra Dilma.

Dino errou feio, ficaram dúvidas sobre o voto de Waldir, quanto ao que recebeu em troca da mudança de seu voto, os eleitores permanecem intrigados, o que será recebeu, apenas uma medalha?

IMG-20160415-WA0159

Comunicação democrática…

Se não estou errado, a gestão comunista foi a que mais saíram blogueiros do “combatível JP”. Porque será? Marrapá, parece até que, no tempo de Sarney era melhor, senão, vejamos, nunca se pediu tanto a cabeça de blogueiro anti-Sarney, como agora…

Em recente editorial, o competente JM Cunha Santos, se atrapalhou nos números, e soltou uma publicação errônea, dando conta que a coligação de partidos em torno do PDT da capital será de quase 14 partidos…

Quer dizer, então, que esqueceram as eleições de 2002, quando Jackson Lago foi vencedor com uma coligação de mais de 14?

Nem tudo está perdido…

Politica de planejamento do PSDB poderá ganhar o Maranhão, quiçá outros estados…

O seminário “Planeja”, que discute com a comunidade ações, que está sendo elaborado pelo ex-prefeito Luís Fernando, que inicialmente era um evento apenas para a população de Ribamar, para discutir ações e coletar propostas para desenvolvimento da cidade para os próximos quatro anos, poderá ser desenvolvida pelo tucanato maranhense, com vistas ao planejamento das cidades maranhense.

Holandão visão de águia…

Querem ver uma outra coisa boa, que foi copiada de outros estados do Brasil, e que na capital maranhense, teve a importante sacada do pai do prefeito?

Fiquem com a nota da Assembleia:

Edivaldo Holanda destaca sanção de lei que dispensa o pagamento do IPVA de veículos roubados (Nice Moraes/Agência assembleia)

Em pronunciamento feito na sessão desta quarta-feira (27), o deputado Edivaldo Holanda (PTC) comunicou a sanção do projeto de lei, de sua autoria, que dispõe sobre a dispensa do pagamento dos tributos relacionados ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores – IPVA, por Furto ou Roubo do Veículo.

“Agradeço aos senhores deputados que votaram em unanimidade este projeto de lei e a sensibilidade do governador Flávio Dino, que num prazo recorde, sancionou este projeto”, acentuou Edivaldo Holanda, lembrando que centenas de maranhenses são privados de seus créditos, porque tiveram seus veículos furtados, roubados e em razão disto, talvez por não haver informação, não pagou o IPVA e foram parar no SERASA.

A partir desta sanção, disse o deputado, o governador corrige a restrição de crédito aos maranhenses. Ao afirmar quer esta é uma conquista de todo cidadão maranhense, o deputado disse que vários estados brasileiros, como: São Paulo, Mato Grosso, Pará, Amazonas, Pernambuco e Bahia, já dispunham dessa lei.

Benefícios

De acordo com a lei, o pagamento dos tributos, a partir do mês da ocorrência do evento, quando ocorrido no território do Estado do Maranhão, ocorrerá na seguinte conformidade: I – o imposto pago será restituído proporcionalmente ao período, incluído no mês da ocorrência em que ficar comprovado a privação da propriedade do veículo e, II – a restituição ou compensação será efetuada a partir do exercício subsequente ao da ocorrência.

A lei diz ainda que a dispensa prevista no artigo anterior não desonera o contribuinte do pagamento do imposto incidente sobre fato gerador ocorrido anteriormente ao evento, ainda que no mesmo exercício.

Caberá ao Poder Executivo a dispensa do pagamento do imposto incidente a partir do exercício seguinte ao da data da ocorrência do evento nas hipóteses de perda total do veículo por furto ou roubo ocorridos fora do território maranhense, por sinistro ou outros motivos, previstos em regulamento que descaracterizem o domínio ou a posse.

Os comentários estão desativados.