Monthly Archives: abril, 2016

Folha de SP – O Banco do Brasil e a Petrobras decidiram n√£o patrocinar os atos do Dia do Trabalhado promovidos pela For√ßa Sindical e pela CUT (Central √önica dos Trabalhadores), em S√£o Paulo. Segundo a Folha apurou, o BB decidiu n√£o investir nos eventos deste ano por consider√°-los “mais politizados”, por causa do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).dilma-e-lula-se-complicaram-com-as-gravacoes-da-pf_644307

De acordo com informa√ß√Ķes da For√ßa Sindical, confirmadas pela reportagem com o banco, o BB investiu R$ 100 mil no ato de 2015. A Petrobras, segunda a central, repassou R$ 250 mil. A estatal n√£o quis se manifestar sobre valores, afirmou apenas que decidiu n√£o patrocinar os atos deste ano.

Em nota, afirmou que “a companhia recebeu proposta de patroc√≠nio e optou por n√£o apoiar os eventos”.

Também no ano passado, segundo o próprio Banco do Brasil, a CUT recebeu R$ 200 mil e a UGT (União Geral dos Trabalhadores), R$ 50 mil para os seus atos em São Paulo.

Procurado, o BB afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “iniciou a an√°lise e as negocia√ß√Ķes” com as centrais, mas que os patroc√≠nios “n√£o foram aprovados pelas inst√Ęncias decis√≥rias”.

A Folha apurou, no entanto, que as dire√ß√Ķes da For√ßa Sindical e da CUT s√≥ foram informadas na √ļltima quinta-feira (28), √†s v√©speras dos atos, que o patroc√≠nio n√£o seria concretizado.

Os materiais de divulgação do ato da Força já haviam sido impressos com o logo do banco. A central deve agora improvisar uma maneira de esconder a marca.

O evento da Força, na praça Campo de Bagatelle, zona norte da capital paulista, será usado como palco para a oposição defender o impeachment de Dilma Rousseff. Sem Banco do Brasil e Petrobras, o ato acontecerá com o patrocínio de empresas privadas, como a Hyundai, Nestlé, Brahma, Hydra e Corona.

Presidente da For√ßa e um dos principais articuladores do processo de deposi√ß√£o da petista na C√Ęmara, o deputado Paulinho da For√ßa (SD-SP) convidou parlamentares do PMDB, PSDB e DEM para discursarem no ato.

A senadora Marta Suplicy (SP) deve assumir o papel de porta-voz do PMDB e do provável governo Michel Temer. Chamado a participar do ato, o vice recusou o convite sob o argumento de que seria muita exposição às vésperas de o Senado votar a admissibilidade do processo de afastamento da presidente.

Na lista de confirmados est√£o os deputados Mendon√ßa Filho (DEM-PE), Bruno Ara√ļjo (PSDB-PE), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Andr√© Moura (PSC-SE), Major Ol√≠mpio (SD-SP), Darc√≠sio Perondi (PMDB-RS), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Rubens Bueno (PPS-PR).

Com o patroc√≠nio da Caixa Econ√īmica Federal, a CUT realizar√° seu ato no Vale do Anhangaba√ļ, com a presen√ßa da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva.

Onde estava Bira, quando…

A esposa de Fernando Fialho, ex-secretário do governo Roseana Sarney, que foi denunciado por irregularidades por Bira do Pindaré, recentemente foi loteada numa das secretarias municipais de São Luís.

Isso mesmo, várias secretarias estão loteadas por sarneysístas. A advogada Maria de Lourdes Maluda Cavalcanti Fialho, foi empossada pelo prefeito Edivaldo Holanda Jr, dia 11 de abril, como secretária municipal de Meio Ambiente.

Mas, Bira, que antes era combativo, hoje prefere falar ‚Äúabobrinhas‚ÄĚ sobre generais dos tempos da Urca. Entenda, lendo abaixo:

dino3

Fal√°cias de Bira…

Sinceramente, esse parlamento nada deve aos parlamentos bi√īnicos dos tempos da ditadura, ainda me vem o deputado Bira do Pindar√©, gastando nosso precioso tempo em fal√°cias intermin√°veis na tribuna da Assembleia. Parecia o antigo deputado ‚Äúnota dez‚ÄĚ…

Fal√°cias de Bira I

Parece que baixou o esp√≠rito do ‚ÄúNota Dez‚ÄĚ, em Bira, sinceramente, nem parece mais aquele combativo deputado que empolgava, falando contra o grupo Sarney, mostrando os erros pol√≠ticos do governo Roseana. Por que parou, Bira?

Hoje em dia, depois que virou secretário, só sabe falar bem, parece até que está bajulando.

Fal√°cias de Bira II

Bira do Pindaré, infelizmente, parece que gasta mais tempo em bajular o governo comunista, que para ser fiscalizador. Que vergonha.

Parece que voltando quatro anos atr√°s, na Assembleia Legislativa, quando um deputado por nome de Magno Bacelar, o ‚Äúnota dez‚ÄĚ, se desmanchava em elogios ao Pal√°cio dos Le√Ķes, todas as sess√Ķes estava l√°, bajulando…

At√© que, Roseana Sarney e Ricardo Murad, na calada, tomaram-lhe sua base pol√≠tica, e, ‚Äúnota dez‚ÄĚ, n√£o se reelegeu.

Aprende, Bira…

Quem diabos é Ustra, deputado Bira?

¬†Em seu bisonho discurso, Bira falou de um ‚Äúrequerimento encaminhado √† C√Ęmara Federal em rep√ļdio ao Deputado federal Jair Bolsonaro, pela sua homenagem ao Coronel Ustra, que √© figura carimbada e conhecida como um torturador que atuou fortemente durante o per√≠odo da ditadura militar‚ÄĚ, que teria torturado a Dilma…

Onde estava Bira, quando I

Se nosso ‚Äúnota dez‚ÄĚ comunista estivesse atento, observaria de perto, o loteamento de v√°rias secretarias na gest√£o municipal, pois, o que se fala nos bastidores √© ¬†que Gast√£o Vieira, H√©lio Soares, Pedro Fernandes, est√£o tomando o lugar de aliados, do lado de c√°. Ou seja, quando estavam manado no poder com Roseana, tinham tudo. Agora, quando o jogo virou, com aval do governo da mudan√ßa, nada mudou?

Agora, que saíram do poder continuam tendo moleza dado pela galera daqui? Estão tirando empregos da galera do lado de cá? E ninguém fala ou faz nada.

Cadê Bira?

Waldir Maranh√£o com a corda no pesco√ßo…

Como um político tarimbado pode vacilar tanto?

Parece que o Waldir Maranh√£o estava de pileque quando se deixou emprenhar pelos ouvidos, e agora, Waldir, depois de prejudicar tantos candidatos no PP, acabou perdendo a legenda? Ser√° que ‚Äúa medalha‚ÄĚ dada por Dino vai servir de consolo?

Ao eleitorado maranhense, Fl√°vio Dino tem duas palavras, duas caras…

Ao governador maranhense foi atribuída a mudança de voto de Waldir maranhão, que era o homem de confiança Cunha, no Congresso segundo fontes de Brasília, o intento de Flávio Dino foi ferir Cunha, desmoralizando, mostrando para todos que iam votar, que seu principal aliados deixou de votar contra Dilma.

Dino errou feio, ficaram d√ļvidas sobre o voto de Waldir, quanto ao que recebeu em troca da mudan√ßa de seu voto, os eleitores permanecem intrigados, o que ser√° recebeu, apenas uma medalha?

IMG-20160415-WA0159

Comunica√ß√£o democr√°tica…

Se n√£o estou errado, a gest√£o comunista foi a que mais sa√≠ram blogueiros do ‚Äúcombat√≠vel JP‚ÄĚ. Porque ser√°? Marrap√°, parece at√© que, no tempo de Sarney era melhor, sen√£o, vejamos, nunca se pediu tanto a cabe√ßa de blogueiro anti-Sarney, como agora…

Em recente editorial, o competente JM Cunha Santos, se atrapalhou nos n√ļmeros, e soltou uma publica√ß√£o err√īnea, dando conta que a coliga√ß√£o de partidos em torno do PDT da capital ser√° de quase 14 partidos…

Quer dizer, ent√£o, que esqueceram as elei√ß√Ķes de 2002, quando Jackson Lago foi vencedor com uma coliga√ß√£o de mais de 14?

Nem tudo est√° perdido…

Politica de planejamento do PSDB poder√° ganhar o Maranh√£o, qui√ß√° outros estados…

O semin√°rio ‚ÄúPlaneja‚ÄĚ, que discute com a comunidade a√ß√Ķes, que est√° sendo elaborado pelo ex-prefeito Lu√≠s Fernando, que inicialmente era um evento apenas para a popula√ß√£o de Ribamar, para discutir a√ß√Ķes e coletar propostas para desenvolvimento da cidade para os pr√≥ximos quatro anos, poder√° ser desenvolvida pelo tucanato maranhense, com vistas ao planejamento das cidades maranhense.

Holand√£o vis√£o de √°guia…

Querem ver uma outra coisa boa, que foi copiada de outros estados do Brasil, e que na capital maranhense, teve a importante sacada do pai do prefeito?

Fiquem com a nota da Assembleia:

Edivaldo Holanda destaca sanção de lei que dispensa o pagamento do IPVA de veículos roubados (Nice Moraes/Agência assembleia)

Em pronunciamento feito na sess√£o desta quarta-feira (27), o deputado Edivaldo Holanda (PTC) comunicou a san√ß√£o do projeto de lei, de sua autoria, que disp√Ķe sobre a dispensa do pagamento dos tributos relacionados ao Imposto sobre Propriedade de Ve√≠culos Automotores – IPVA, por Furto ou Roubo do Ve√≠culo.

‚ÄúAgrade√ßo aos senhores deputados que votaram em unanimidade este projeto de lei e a sensibilidade do governador Fl√°vio Dino, que num prazo recorde, sancionou este projeto‚ÄĚ, acentuou Edivaldo Holanda, lembrando que centenas de maranhenses s√£o privados de seus cr√©ditos, porque tiveram seus ve√≠culos furtados, roubados e em raz√£o disto, talvez por n√£o haver informa√ß√£o, n√£o pagou o IPVA e foram parar no SERASA.

A partir desta sanção, disse o deputado, o governador corrige a restrição de crédito aos maranhenses. Ao afirmar quer esta é uma conquista de todo cidadão maranhense, o deputado disse que vários estados brasileiros, como: São Paulo, Mato Grosso, Pará, Amazonas, Pernambuco e Bahia, já dispunham dessa lei.

Benefícios

De acordo com a lei, o pagamento dos tributos, a partir do m√™s da ocorr√™ncia do evento, quando ocorrido no territ√≥rio do Estado do Maranh√£o, ocorrer√° na seguinte conformidade: I ‚Äď o imposto pago ser√° restitu√≠do proporcionalmente ao per√≠odo, inclu√≠do no m√™s da ocorr√™ncia em que ficar comprovado a priva√ß√£o da propriedade do ve√≠culo e, II – a restitui√ß√£o ou compensa√ß√£o ser√° efetuada a partir do exerc√≠cio subsequente ao da ocorr√™ncia.

A lei diz ainda que a dispensa prevista no artigo anterior não desonera o contribuinte do pagamento do imposto incidente sobre fato gerador ocorrido anteriormente ao evento, ainda que no mesmo exercício.

Caberá ao Poder Executivo a dispensa do pagamento do imposto incidente a partir do exercício seguinte ao da data da ocorrência do evento nas hipóteses de perda total do veículo por furto ou roubo ocorridos fora do território maranhense, por sinistro ou outros motivos, previstos em regulamento que descaracterizem o domínio ou a posse.

Dose dupla: Wellington do Curso tira PP de Waldir Maranh√£o e continua na disputa pela prefeitura de S√£o Lu√≠s….wellington-1

Na liderança do PP de São Luís, Wellington do Curso ganhou mais força ainda para disputar a pré-candidatura a Prefeito da capital.

N√£o se sabe ainda se a manobra de Waldir teve aval do Pal√°cio, mas, sabe-se que, Waldir Maranh√£o, ap√≥s ser agraciado por Fl√°vio Dino, ap√≥s mudar seu voto…

A notícia pegou todos de surpresa, nesta quinta-feira, 28, o deputado estadual Wellington do Curso foi confirmado presidente do Partido Progressista em São Luís, e, também, que o parlamentar continuará como pré-candidato a prefeito do partido. A informação foi confirmada em certidão emitida pela Justiça Eleitoral, no inicio da tarde.

Waldir Maranh√£o, que depois de mudar seu voto, naquilo que ficou conhecido como uma ‚Äúnegocia√ß√£o‚ÄĚ com o Pal√°cio dos Le√Ķes, perdeu a lideran√ßa do PP para deputado federal Andr√© Fucuca, que, tratou de favorecer a candidatura de Wellington, elevando-o √† condi√ß√£o de presidente do diret√≥rio municipal do partido.

Desta forma, Wellington, que ser√° a ‚Äúpr√≥xima vitima‚ÄĚ de Waldir, assumiu seu lugar no partido, enquanto que Waldir Maranh√£o, outra vez tentou prejudicar um candidato a prefeito pelo PP, perdeu o controle da legenda, depois (trair) sua lideran√ßa nacional, de mudar de voto, de ser condecorado pela bagatela de ter votado contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), com aval dos Le√Ķes.

Abaixo certidão da Justiça Eleitoral:

certidao-2

Tucanato: Ap√≥s Lu√≠s Fernando, outros candidatos tucanos levar√£o o “Planeja” a outras cidades do Maranh√£o…

Em outro semin√°rio liderado pelo ex-prefeito de S√£o Jos√© de Ribamar, Lu√≠s Fernando (PSDB), o ‚ÄúPlaneja‚ÄĚ, o deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) anunciou na √ļltima ter√ßa-feira, dia 26, que deixar√° o cargo de Secret√°rio de Estado do Desenvolvimento Social para disputar o cargo de prefeito por S√£o Lu√≠s.planeja_psdb_luis_fernando_s√£o_jos√©_de_ribamar

O Planeja que inicialmente era um evento apenas para a popula√ß√£o de Ribamar, para discutir a√ß√Ķes e coletar propostas para desenvolvimento da cidade para os pr√≥ximos quatro anos, poder√° ser desenvolvida pelo tucanato maranhense, com vistas ao planejamento das cidades maranhense.

O próprio Neto Evangelista, agora, como pré-candidato, anunciou que irá reproduzir o seminário em São Luís.

‚ÄúEstamos aqui para conhecer a metodologia para realiz√°-lo na nossa capital maranhense‚ÄĚ, disse o deputado-secret√°rio. Confira no v√≠deo postado pelo jornalista Matias Marinho, sobre o evento.

No vídeo abaixo, o ex-prefeito de São José de Ribamar e presidente da Executiva Municipal do PSDB, Luis Fernando Silva, fala sobre o seminário realizado na região do Parque Vitória.

Vergonha, fantasmas da Assembleia nas ruas da cidade…

b5545e2b-7f6f-4c4f-8e5e-f249c7407324

 

Funcion√°rios em greve da Assembleia Legislativa fazem manifesta√ß√Ķes ¬†denunciando cargos loteados por empregados fantasmas:

Na imagem abaixo, um busdoor com os dizeres, a sociedade precisa saber que os 42 deputados silenciaram sobre os funcion√°rios fantasmas da Assembleia Legislativa:

 

46f65543-cf19-4212-89d7-f517a57111f7

Agora √© deixar justi√ßa soltar a bandidagem, como de costume…

As a√ß√Ķes acontecem na regi√£o do Bairro de F√°tima e Areinha. Mais de 20 pessoas foram detidas e encaminhadas para a sede Seic

O Imparcialhj

Uma mega operação realizada pela Polícia Civil do Maranhão, com o apoio das superintendências, cumpre mais de 30 mandados de prisão e de busca na região do Bairro de Fátima e Areinha, em São Luís.

A ação acontece desde o início da manhã desta quinta-feira e conta com o apoio de 150 policiais, visa o combate ao tráfico de drogas e tenta também encontrar os responsáveis pela execução de um homem.

Rafael Ferreira do Nascimento, 27 anos, foi morto na tarde de ontem, dia 27, no Bairro de F√°tima. Ele estava com a filha de 4 anos, que foi baleada e levada ao Hospital Municipal Djalma Marques (Socorr√£o I), onde passou por cirurgia.

Os dois suspeitos do crime estavam em uma motocicleta. A operação conta com um helicóptero do Grupo Tático Aéreo (GTA), que faz sobrevoo pela região.

Mais de 20 pessoas foram detidas e encaminhadas para a sede da Superintend√™ncia Estadual de Investiga√ß√Ķes Criminais (Seic). Durante a opera√ß√£o tamb√©m foram apreendidos armas e narc√≥ticos.

De acordo com o superintendente da Seic, Tiago Bardal, as pris√Ķes s√£o provenientes de investiga√ß√Ķes realizadas pela Pol√≠cia Civil h√° cerca de seis meses, e os conduzidos cumprir√£o pris√£o preventiva.

A operação se estende também ao município de Cururupu.

São Mateus receberá seminário de prevenção às drogas

O secretário de Cultura, Turismo e Juventude do município de São Mateus, Ciro de França Mendes foi recebido na manhã desta terça-feira, 26 de abril pelo deputado Cabo Campos que esteve acompanhado pelo coordenador da Rede Maranhense de Diálogos Sobre Drogas, Erisson Souza.IMG-20160426-WA0015

O secretário veio solicitar apoio do deputado Campos para construir uma agenda positiva no município que fomentasse os diálogos sobre o fortalecimento da prevenção às drogas nas escolas e o cuidado de jovens dependentes químicos.

‚ÄúAtrav√©s das redes s√≥cias vi a presen√ßa do deputado na luta pelo fortalecimento das comunidades terap√™uticas ent√£o entendi que seria importante consult√°-lo‚ÄĚ informou Ciro.

Logo após ouvir o secretário municipal, Cabo Campos tratou de convidar Erisson Souza, militante da causa, que prontamente se colocou a disposição para construir o diálogo.

Assim se formou a proposta de realiza√ß√£o do Primeiro Encontro Sobre Drogas do Munic√≠pio de S√£o Mateus, que tamb√©m contar√° com a presen√ßa de membros do PROERD. O evento tem por finalidade reunir l√≠deres comunit√°rios, representantes da sociedade civil, judici√°rio, c√Ęmara de vereadores, igrejas, PMMA, prefeitura, Rede de Assist√™ncia Psicossocial – RAPS e demais servi√ßos ligados ao tema e dialogar sobre a forma√ß√£o de uma rede de fortalecimento das pol√≠ticas p√ļblicas sobre drogas.

‚ÄúVamos contar com o apoio do Erisson para levar a palestra de cria√ß√£o do Conselho Municipal de Pol√≠ticas Sobre Drogas que √© um instrumento muito importante para fortalecer o munic√≠pio e tamb√©m o PROERD que vai levar educa√ß√£o, disciplina e respeito pras escolas atrav√©s dos briosos policiais militares‚ÄĚ finalizou o deputado. Para saber mais acesse:¬†http://redeantidrogasma.blogspot.com.br/

Vale a pena ver de novo, Lula na elei√ß√£o de 2014, como sempre fez, pedindo votos para o grupo Sarney. Isso n√£o √© golpe, viu, Fl√°vio Dino…

Nunca é demais lembrar Lula pedindo voto para Lobão Filho. Por ele, Flávio Dino ia levar era chumbo. (Indicação do vídeo feita pelo twitter @vinebogea)

Veja.com

Ex-governadora do Maranhão é acusada de ter desviado verbas para enriquecimento e financiamento de campanhas eleitorais

A ex-governadora do Maranh√£o Roseana Sarney (PMDB) foi denunciada pelo Minist√©rio P√ļblico estadual por in√ļmeras irregularidades na constru√ß√£o de 64 hospitais do programa Sa√ļde √© Vida, que custaram aos cofres p√ļblicos ao menos 151 milh√Ķes de reais. Al√©m da ex-governadora, seu cunhado e ex-secret√°rio de Sa√ļde Ricardo Murad e outras quinze pessoas foram denunciadas.

A ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney: Ed Ferreira/Estadão 

A ex-governadora do Maranh√£o Roseana Sarney: Ed Ferreira/Estad√£o

Segundo a den√ļncia, oferecida pelo promotor Lindonjonson Gon√ßalves de Sousa, a ex-governadora teria cometido os crimes de dispensa ilegal de licita√ß√£o, fraude a licita√ß√£o, peculato, falsidade ideol√≥gica e associa√ß√£o criminosa.

As fraudes foram cometidas, segundo o promotor, por uma estrutura criminosa “com a finalidade de enriquecimento √†s custas das verbas da sa√ļde p√ļblica, bem como financiamento de campanhas eleitorais, quais sejam, as campanhas da ex-governadora e do ex-secret√°rio” de Sa√ļde Ricardo Murad em 2010. Na den√ļncia, o promotor afirma que 1,95 milh√£o de reais da sa√ļde abasteceu a campanha da ex-governadora e de seu partido.

Em julho de 2013, a reportagem de VEJA visitou em Mat√Ķes do Norte um dos hospitais do programa Sa√ļde √© Vida, que era descrito pelo governo como um “grandioso plano de investimento jamais visto na hist√≥ria da sa√ļde p√ļblica do Maranh√£o”. Na ocasi√£o, vinte unidades hospitalares estavam praticamente prontas, mas nunca haviam recebido um paciente sequer. Era o caso do hospital de Mat√Ķes do Norte, pronto desde 2011, que possu√≠a camas e colch√Ķes novos, mas s√≥ era usado pelos vigilantes que tomavam conta do local. A unidade s√≥ foi inaugurada no in√≠cio de 2014.

As empresas que constru√≠ram os hospitais foram contratadas sem licita√ß√£o e sem exig√™ncia do projeto b√°sico de constru√ß√£o, que s√≥ vieram a ser apresentados meses depois. Cada leito, levando em conta apenas a alvenaria da edifica√ß√£o – sem colch√£o ou equipamento -, custou aos cofres p√ļblicos mais de 118 000 reais. “√Č evidente o superfaturamento dos pre√ßos das obras, pois os aditivos n√£o tiveram nenhuma justificativa, sen√£o expandir artificialmente as despesas com as obras dos hospitais, pela forma como foi justificada e pela op√ß√£o do valor linear dos aditivos para todos os contratos”, afirma o promotor.

Detonação contra Rocha segue rito palaciano

A linha editorial encomendada pelos Le√Ķes joga contra Roberto Rocha, acusa√ß√Ķes sobre seu crit√©rio de voto. Ora, Rocha sempre foi favor√°vel ao tucanato, portanto n√£o seria agora, que Rocha seria favor√°vel √† Dilma. Abaixo, sobram duvidas de seu voto?

psdb

Agora, engulam sapos e Rochas

N√£o sei para que tanta confus√£o por causa do PSB, legenda do senador Roberto Rocha. Ser√° que o Pal√°cio dos Le√Ķes quer mesmo emplacar Bira o Pindar√© a prefeito, mesmo passando por cima de Roberto Rocha?

Falar do PSB √© f√°cil, mas…

Quem manda no PCdoB do Maranhão é Flávio Dino, através de seu testa de ferro, Marcio Jerry.  

Vamos aos fatos…

Quem tem poder manda. Por exemplo, quem manda no PCdoB do Maranhão é o governador Flávio Dino e pronto.

No PSDB maranhense √© vice-governador Carlos Brand√£o, que ali√°s, a legenda pode sofrer a qualquer momento sofrer interven√ß√£o nacional pelo senador A√©cio neves. √Č assim, a regra √© clara, quem tem poder manda.

Esqueceram-se da intervenção nacional que o então presidente Lula fez no PT maranhense? Lula tomou o PT de Flávio Dino e deu para Roseana Sarney.

Simples. Ent√£o, como que agora, querem questionar a lideran√ßa do PSB maranhense nas m√£os de Roberto Rocha? Ora, quem manda no PSB¬† quem tem representatividade nacional. Sobraram d√ļvidas?

Agora, engulam sapos e Rochas I

A melhor legenda para a foto abaixo:chico-leitoa-flavio-dino-roberto-rocha-luciano-leitoa-rafael-leitoa-e-ze-reinaldo-tavares-80861

‚ÄúVoc√™s v√£o ter que me engolir‚ÄĚ.

A frase n√£o foi dita pelo senador, mas, se encaixa corretamente no momento pol√≠tico em que Rocha causa ciumeira aos donat√°rios da antiga prov√≠ncia.¬†Pegando um gancho nas palavras de Zagalo, um antigo treinador da sele√ß√£o brasileira de futebol, descreveria o melhor momento do senador Roberto Rocha. Afinal de contas,¬†Rocha n√£o √© ‚Äėcomunista‚Äô, por isso, engulam…

Al√ī, Marcio Jerry, cad√™ a comunica√ß√£o democr√°tica?

Porque Marcio Jerry omitiu as emissora que deu entrevistas?  Será que o nome DIFUSORA traz lembranças ruins aos comunistas?

jerry3

Rapaz √© impressionante como o l√≠der do governo Fl√°vio Dino, jornalista Marcio Jerry, age vergonhosamente de forma parcial quando deveria passar com a verdade. Abaixo, um print da “reportagem” enviada para as reda√ß√Ķes dos jornais da cidade:jerry

S√≥ lembrando que √© dele a m√°xima da mudan√ßa comunista, que ao assumir o poder, mudaria a comunica√ß√£o. Mas, passados um ano e alguns meses, nada foi feito…

Professor Marco Aurélio

ma

 

Por falar em PCdoB, nas rodas de conversas da Assembleia Legislativa, continua repercutindo a grava√ß√£o que seria do deputado estadual Marco Aur√©lio (PCdoB), que teria, segundo alguns blogs¬†da capital, ‚Äúgravado numa conversa comprometedora com uma pessoa falando sobre uma obra do governo como benef√≠cio para sua campanha eleitoral em Imperatriz‚ÄĚ. Entrei em contato com o deputado, mas ainda n√£o se pronunciou sobre o fato.

Empres√°rio do lado de l√° e c√°…

12924615_479607358894010_6921855940518892886_n

S√£o cada vez mais fortes as liga√ß√Ķes de empres√°rio das comunica√ß√Ķes no governo comunista. Nos bastidores da pol√≠tica, at√© time de futebol ludovicense, com time feminino de basquete, que sempre foi bancado ‚Äúpelos incentivos‚ÄĚ do lado de l√°, quem acaba lucrando alto √© ‚Äúo lado de c√°‚Äô, tchan, tchan,tchan… E ¬†¬†como o nome em evidencia, quem ganha √© atual o governo.

Crit√©rio de Fl√°vio Dino e Roseana Sarney…

Loteamento dinista é forte nos três poderes. Executivo, Legislativo e Judiciário. Da mesma forma que Roseana fazia

Nos bastidores comentam que o crit√©rio de escolha do o novo defensor p√ļblico-geral do Estado do Maranh√£o, Werther de Moraes Lima J√ļnior, foi puramente pol√≠tico pelo governador Fl√°vio Dino (PCdoB).

A mudança, óóó!!!

Frase do dia: J√° vai tarde…

‚ÄúJ√° vai tarde. Depois de sucatear a sa√ļde do Maranh√£o, o governador fez uma coisa acertada. Desde o ano passado que a sa√ļde sofreu um retrocesso sob o comando de Marcos Pacheco, o que recai sobre o governador Fl√°vio Dino. E o reflexo desse caos na sa√ļde √© a impopularidade de seu governo‚ÄĚ.

Do deputado Sousa neto sobre a exonera√ß√£o de Marco Pacheco, agora, ex-secret√°rio de Sa√ļde.

Capote na Raposa…

Para finalizar a coluna do RS, quero compartilhar as informa√ß√Ķes repassadas ¬†por um amigo pescador, l√° da bandas da Raposa, que aliou-se ao Capote.

PTB lançará candidaturas de prefeitos na Região Metropolitana de São Luís

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) j√° tem definido seu apoio para candidaturas a prefeito nas elei√ß√Ķes municipais deste ano na regi√£o metropolitana da capital.

O PTB de Raposa acaba de declarar seu apoio ao ex- pescador e empres√°rio Francisco Oliveira, mas conhecido como ‘Capote’ na regi√£o. Em S√£o Jos√© de Ribamar, o apoio do partido ser√° para Lu√≠s Fernando. Na capital, a legenda apoia o projeto de reelei√ß√£o do prefeito Edivaldo Holanda J√ļnior.

‚ÄúNo Munic√≠pio de Raposa, o PTB ter√° candidatura pr√≥pria para prefeito. O nosso candidato √© o empres√°rio Capote, homem do povo e querido no Munic√≠pio que √© uma alternativa, um diferencial para o eleitor‚ÄĚ, declarou o presidente do partido na Raposa, J√ļlio Gondim.

1 2 3 10